Adriana Esteves

Atriz brasileira

Biografia de Adriana Esteves

Adriana Esteves (1969) é uma atriz brasileira conhecida por sua atuação em diversas novelas para a televisão. Possui um grande currículo em trabalhos em minisséries e também no cinema.

Em 1996, Adriana recebeu, no Festival de Cinema de Cartagena, na Colômbia, o “Prêmio de Melhor Atriz” por sua atuação no filme "As Meninas".

Adriana Esteves nasceu no Méier, no Rio de Janeiro, no dia 15 de dezembro de 1969. Ainda criança, estudou balé e teatro. Com 15 anos iniciou a carreira de modelo. Estudou publicidade na Universidade Gama Filho.

Adriana Esteves estreou na TV apresentando “Evidências”, um programa de variedades da TV Bandeirantes. Em seguida, ela foi levada para a TV Globo onde apresentou um quadro no programa “Domingão do Faustão”.

Carreira de atriz

Adriana Esteves iniciou sua carreira de atriz com uma participação especial na novela “Vale Tudo”, exibida entre 1988 e 1989, quando interpretou “Maria Lúcia”. Na novela, teve destaque a atriz Beatriz Segall no papel de Odete Roitman.

Em 1989, Adriana participou da novela “Top Model” onde interpretou “Cristina”:

adriana esteves

Em 1990 atuou em “Meu Bem Meu Mal”, quando interpretou “Patrícia”, uma jovem rica e vingativa. Sua atuação foi bastante elogiada pelo público e pela crítica.

Ainda em 1990, a atriz fez uma participação especial, interpretando “Manu”, no episódio “O Aborto” do seriado “Delegacia de Mulheres”.

Adriana Esteves interpretou sua primeira protagonista “Marina Batista”, na novela “Pedra Sobre Pedra” em 1992, que teve no elenco Lima Duarte, Maurício Mattar, Fábio Júnior, Renata Sorrah, entre outros atores.

Em seguida, atuou em “Renascer” (1993), como a fogosa Mariana. Nessa época, a atriz passou por uma crise depressiva, quando ela ficou quase dois anos fora da TV.

Em 1995 protagonizou “Carla”, na minissérie “Decadência”. Em 1996, Adriana Esteves passou a trabalhar no SBT, onde protagonizou a estilista “Zilda”, na novela “Razão de Viver”.

No ano seguinte, retornou para a TV Globo, onde nesse mesmo ano, protagonizou a personagem “Eulália”, na primeira fase da novela “A Indomada” e depois, “Helena”, a filha de Eulália, na segunda fase da novela. Sua atuação foi bastante elogiada.

Em 1998 se destacou interpretando a vilã “Sandra” em “Torre de Babel". Em 2000 interpretou a feminista “Catarina” na novela “O Cravo e a Rosa”, um sucesso de audiência, onde contracenou com Eduardo Moscovis.

Em seguida vieram: “Coração de Estudante” (Amelinha, 2002), “Kubanacan” (Lola, 2003), “Senhora do Destino” (Nazaré, 2004), “A Lua Me Disse” (Heloísa, 2005) e “Belíssima” (Stella, 2005).

Ainda em 2005, Adriana Esteves interpretou Celinha no especial de fim de ano “Toma Lá Dá Cá”. Em 2007, o programa se transformou em um seriado, sendo apresentado todas as semanas. A série permaneceu no ar até 2009.

Em 2010, foi ao ar a minissérie “Dalva e Herivelto: Uma Canção de Amor”, quando Adriana interpretou a cantora Dalva de Oliveira.

Com essa interpretação, Adriana foi indicada ao “Prêmio Emmy Internacional de Melhor Atriz, em 2011”.

Ainda em 2010, atuou no episódio “A Vingativa do Méier”, da série “As Cariocas”. No ano seguinte, interpretou “Júlia” em “Morde e Assopra”.

Em 2012, Adriana Esteves brilhou no papel da vilã “Carminha” na novela “Avenida Brasil”. Foi eleita a “Melhor Atriz de 2012”. Recebeu o “Prêmio Troféu Imprensa”. Foi eleita pela “Revista Época” “Uma das 100 personalidades mais influentes do Brasil”.

adriana esteves

Em 2014, atuou em “Babilônia”, no papel da vilã “Inês”. Nesse mesmo ano, atuou na minissérie, “Felizes Para Sempre?” onde interpretou a cirurgiã plástica “Tânia”.

Em 2015, fez a dublagem da personagem “Scarlett Overkill” do longa “Minions”. No ano seguinte, atuou na minissérie “Justiça”, interpretando “Fátima”. Foi mais uma vez, indicada ao “Rêmio Emmy Internacional de Melhor Atriz”.

Em 2018 interpretou a vilã “Laureta” em “Segundo Sol”. Recebeu o “Troféu Melhores do Ano”, o “Troféu Imprensa” e o “Kikito” do Festival de Gramado.

Em novembro de 2019 teve início a novela “Amor de Mãe”, onde Adriana interpreta “Telma”.

Filmes

Em 1995, Adriana atuou no filme “As Meninas”, baseado no romance de Lygia Fagundes Telles.

Adriana Esteves atuou no cinema, com destaque para os filmes "O Trapalhão e a Luz Azul” (1999) com o humorista Renato Aragão. Atuou também em “Trair e Coçar é Só Começar” (2006) entre outros.

Vida Pessoal

Adriana Esteves foi casada com Totila Jordan entre 1988 e 1993. Após a separação, ainda em 1993 começou a namorar o ator Marco Ricca.

No ano 2000, nasceu o primeiro filho do casal, Felipe Esteves Ricca.

Em 2004 o casal separou-se. Nesse mesmo ano, começou a namorar o ator Vladimir Brichta:

adriana esteves

Em 2006 nasceu o filho do casal, Vicente Esteves Brichta.

Junto com ele, atuou na novela “Kubanacan”, época em que começaram a namorar. Também atuaram juntos em “Segundo Sol” e “Amor de Mãe” (2019-2020).

Veja também as biografias de:
  • Leila Diniz (1945-1972) foi uma atriz brasileira. Estrela do cinema, artista...
  • Regina Duarte (1947) é atriz brasileira, considerada uma das mais bem sucedid...
  • Ísis Valverde (1987) é uma atriz brasileira, atuante em várias novelas, entre...
  • Juliana Paes (1979) é uma atriz e modelo brasileira. É considerada um símbolo...
  • Isabelle Drummond (1994) é uma atriz brasileira. Interpretou a Emília no seri...
  • Susana Vieira (1939) é uma atriz brasileira conhecida por papéis de destaque...
  • Cacilda Becker (1921-1969) foi atriz brasileira. Teve grande destaque no teat...
  • Sophia Abrahão (1991) é uma atriz e cantora brasileira, cujo maior destaque f...
  • Regina Casé (1954) é atriz, comediante e apresentadora brasileira. Recebeu o...
  • Leandra Leal (1982) é atriz brasileira, reconhecida pelo seu trabalho em vári...

Última atualização: 21/03/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.