Brenda Lee

Militante transexual brasileira
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Brenda Lee

A ativista Brenda Lee nasceu Cícero Caetano Leonardo, na cidade de Bodocó, em Pernambuco, no dia 10 de janeiro de 1948. Bastante discriminada na sua cidade natal, Brenda decidiu partir rumo ao sudeste.

Quando mudou para São Paulo, aos 14 anos, se estabeleceu no bairro do Bixiga e adotou o nome Brenda Lee. Já nessa primeira casa que comprou, Brenda acolheu um rapaz soropositivo, numa época em que pouco ou nada se sabia sobre a doença.

A partir de então, passou a receber em sua casa quem não tinha condições para se tratar e precisava de atendimento. Se no princípio o foco eram portadores do HIV, logo Brenda começou a acolher, de maneira geral, pessoas da comunidade LGBT que precisavam de apoio. 

Brenda era carinhosamente chamada de "o anjo da guarda das travestis".

A casa de acolhimento de Brenda Lee

Brenda foi, portanto, uma das primeiras ativistas a acolher portadores de HIV.

A Casa de Apoio Brenda Lee (conhecida carinhosamente como "o Palácio das Princesas"), situada no centro de São Paulo, foi fundada no ano de 1986 para acolher e prestar atendimento médico, psicológico, jurídico e social aos soropositivos e pessoas da comunidade LGBT.

Após a sua morte, a casa foi vendida e tornou-se uma ONG voltada única e exclusivamente para o oferecimento de cursos. Esse período durou entre 2011 e 2015.

Em 2016, o espaço foi reaberto e voltou a atender pacientes soropositivos e membros da comunidade LGBT que precisassem de auxílio, assim como no projeto inicialmente idealizado por Brenda.

Brenda Lee
Brenda Lee visitando um dos pacientes que auxiliava

Homenagem do Google

Brenda foi homenageada com um doodle do Google no"Dia da Visibilidade Trans" em 29 de janeiro de 2019.

Doodle do Google produzido para homenagear Brenda Lee
Doodle do Google produzido para homenagear Brenda Lee

O assassinato de Brenda Lee

Quando tinha apenas 48 anos, Brenda foi assassinada com dois tiros (um na boca e outro no peito) e encontrada no interior de uma Kombi no dia 28 de maio de 1996.

O crime teria motivações financeiras e foi levado a cabo por dois irmãos (Gilmar Dantas Felismino e o ex-policial militar José Rogério de Araújo). O primeiro deles foi antigo funcionário de Brenda.

Veja também as biografias de:
  • Olga Benário (1908-1942) foi uma militante comunista alemã. Foi companheira d...
  • Malala Yousafzai (1997) é uma militante dos direitos das crianças, uma jovem...
  • Carolina Maria de Jesus (1914-1977) foi um a escritora brasileira, considerad...
  • Cecília Meireles (1901-1964) foi poetisa, professora, jornalista e pintora br...
  • Tarsila do Amaral (1886-1973) foi pintora e desenhista brasileira. O quadro "...
  • Ruth Rocha (1931) é uma importante escritora brasileira de literatura infanto...
  • Princesa Isabel (1846-1921) foi regente do Império no Brasil. Filha de D. Ped...
  • Cora Coralina (1889-1985) foi uma poetisa e contista brasileira. Publicou seu...
  • Ana Néri (1814-1880) foi a pioneira da enfermagem no Brasil. Prestou serviços...
  • Lygia Fagundes Telles (1923) é uma escritora brasileira. Romancista e contist...

Última atualização: 28/05/2019

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).