Joseph Safra

Por Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Joseph Safra

Joseph Yacoub Safra é o banqueiro mais rico do mundo e o homem com maior fortuna no Brasil. O libanês naturalizado brasileiro é o nome à frente do Banco Safra, que se tornou uma das maiores instituições bancárias privada do nosso país.

Joseph Safra nasceu em Beirute, no Líbano, em 1938.

A família de Joseph Safra

A família Safra tem longa tradição na área bancária e ficou conhecida por ser extremamente conservadora, sempre fazendo planos e investimentos a longo prazo. 

No Oriente Médio os Safra costumavam financiar e fazer troca de moedas entre aqueles que faziam as rotas comerciais entre a África, a Ásia, a Europa e o Império Otomano. 

Tudo começou em 1800, quando foi fundada a Safra Frères & Cie, em Alepo, uma empresa que fazia câmbio com moedas asiáticas, europeias e africanas.

Jacob Safra, pai de Joseph, nasceu em Alepo, na Síria, onde viveu e fez carreira bancária. A localização era estratégica porque se tratava de um ponto importante da rota dos comerciantes entre o Ocidente e o Oriente. 

Foi em Alepo que Jacob conheceu e se casou com Ester Teira Safra. O casal teve nove filhos, um deles foi Joseph. 

A mudança da família Safra para o Brasil

Com a criação do Estado de Israel e a instabilidade política local, Jacob decidiu imigrar com a família para a América Latina, tendo escolhido o Brasil para se estabelecer. 

Em 1953, os Safra se instalaram em São Paulo, atraídos pelo governo estável e pelo período de crescimento econômico do pós-guerra. Joseph não se mudou com a famíia porque estava acabando os seus estudos na Inglaterra. De lá seguiu para trabalhar no Bank of America.

Dez anos mais tarde, em 1962, Joseph se mudou para perto da família, em São Paulo, e começou a trabalhar no banco. 

A mulher e os filhos de Joseph Safra

No Brasil, Joseph se casou com Vicky e teve quatro filhos (três meninos e uma menina, Esther). Os seus três filhos, que se envolveram nos negócios da família, são: Jacob, o mais velho, Alberto, o do meio, e David, o mais novo. Os três se formaram em Wharton, uma escola de negócios da Universidade da Pensilvânia. 

David, em 2010, passou a fazer parte do Conselho de Administração do Banco Safra e se tornou o responsável por conduzir os negócios no Brasil. O irmão, Jacob, nesse mesmo ano passou a assumir os negócios no exterior. O outro irmão, Alberto, deixou o conselho de diretores do banco em outubro de 2019 para abrir uma startup voltada ao mercado financeiro.

O nascimento e crescimento do Banco Safra

Em 1963 o pai da família, Jacob Safra, faleceu e o banco passou a ser tocado pelos filhos. Joseph trouxe para o Brasil uma série de técnicas que havia visto em funcionamento na América e no Oriente Médio, mas que nunca haviam sido aplicadas no nosso país. Esse elemento de inovação rapidamente aplicado fez com que o banco prosperasse.

A Safra Financeira foi fundada oficialmente em 1967. Depois de comprarem o Banco Nacional Transatlântico a instituição passou a se chamar Banco de Santos. 

O lema de Joseph era manter uma instituição estável e segura: “Nossos clientes nos conhecem há várias gerações. A filosofia deles é a mesma que a nossa: investir com segurança e cuidar do futuro.”

Com o crescimento da instituição, a família foi adquirindo outros bancos (como o Banco das Indústrias) e, em 1972, se transformou oficialmente no Banco Safra S.A.

Os irmãos Joseph e Moise ficaram tocando o Banco Safra no Brasil e o irmão mais velho, Edmond, depois de uma passagem pela Suíça, se mudou para os Estados Unidos onde fundou o Trade Development Bank e o Republic National Bank of New York.

Outros negócios além do Banco Safra Brasil

Em 1974 a família criou o Safra Asset Management, focada em investimentos. Treze anos mais tarde foi fundada a Safra Corretora. Nesse mesmo ano foi criado nos Estados Unidos o Safra National Bank of New York.

Além de possuir o Banco Safra, no Brasil, Joseph é também dono do J.Safra Sarasin, banco suíço criado em 2013. 

O banqueiro adquiriu 50% da Chiquita Brands International, uma das maiores produtores de banana do mundo. Quem possui os outros 50% do negócio é o brasileiro José Cutrale.

Além dos negócios, a família também investe no imobiliário e possui um prédio de escritórios em Madison Avenue (Nova York), que adquiriu por 285 milhões de dólares, o edifício Gherkin (Londres) comprado por 1,15 bilhão de dólares, além de outros imóveis espalhados por importantes cidades.

Atualmente o patrimônio de Joseph Safra está avaliado em 22.5 bilhões de dólares.

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).