Juan Guaidó

Político venezuelano
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Juan Guaidó

Juan Guaidó (1983) é um político que se autodeclarou presidente interino da Venezuela no dia 23 de janeiro de 2019. Ele é um dos maiores opositores do regime de Nicolás Maduro.

Infância

Juan Guaidó nasceu em La Guaira, uma pequena cidade portuária, no berço de uma família de classe média católica.

O pai do político era piloto comercial e a mãe professora. Os pais se divorciaram quando ele ainda era criança.

Formação

O político formou-se em 2007 em engenharia industrial pela Universidade Católica Andrés Bello.

Foi no ambiente universitário que começou a carreira política no movimento estudantil militando especialmente pela liberdade de imprensa. Juan Guaidó foi membro fundador e secretário executivo da Youth for Social Democracy.

O político também cursou um programa de pós graduação em Gestão Pública na mesma instituição, além de ter estudado Administração Pública no Instituto de Estudos Superiores de Administração de Caracas.

Carreira política de Juan Guaidó

Guaidó se aproximou do líder de oposição do regime, Leopoldo López, que acabou por ser condenado em 2015 a 13 anos de prisão por estar a frente de protestos contra o regime de Nicolás Maduro

Em 2011, Guaidó assumiu o cargo de representante suplente na Assembleia Nacional. Em 2015, ele realizou uma greve de fome com outros opositores do governo.

Ajudou a organizar referendos para a destituição de Maduro, que tomou posse em 2013, após a morte de Hugo Chávez. Todos os referendos foram impedidos de seguir em frente por apoiadores de Maduro.

Em 2017, durante um protesto contra o governo, Guaidó foi atingido por balas de borracha e teve a mão quebrada em confrontos com as forças policiais. 

Nas eleições de maio de 2018, só 46% dos eleitores votaram. Maduro foi eleito com 68% dos votos em uma eleição questionada internacionalmente.

O autoproclamado presidente da Venezuela

Em dezembro de 2018, a Assembleia Nacional elegeu Guaidó como líder. No dia 5 de janeiro de 2019, o político assumiu o cargo de presidente da Assembleia Nacional.

No dia 13 de janeiro, Guaidó foi preso por membros do serviço de inteligência, embora tenha sido liberado após uma hora.

Dez dias mais tarde, em 23 de janeiro, Juan Guaidó se declarou presidente interino da Venezuela. Confira o vídeo abaixo sobre esse momento:

 

Seu objetivo era implantar um governo de transição para instituir eleições legítimas livres. Após a declaração, mais de cinquenta países legitimaram a fala de Guaidó e o reconheceram como presidente.

O presidente em exercício, Nicolás Maduro, no entanto, acusou seu opositor de cometer um golpe de Estado em parceria com os Estados Unidos.

Vida pessoal

Juan Guaidó é casado com a jornalista Fabiana Rosales desde 2013. 

Guaido, a esposa e a filha
Fabiana Rosales, Juan Guaidó e a filha Miranda

O casal tem uma única filha chamada Miranda, nascida em 2017. 

Veja também as biografias de:
  • Nicolás Maduro (1962) é um político venezuelano que preside o país desde abri...
  • Simón Bolívar (1783-1830) foi um líder político e militar venezuelano, chefe...
  • Nelson Mandela (1918-2013) foi presidente da Africa do Sul. Foi líder do movi...
  • Plínio Salgado (1895-1975) foi um político, escritor e jornalista brasileiro...
  • Adolf Hitler (1889-1945) foi um político alemão. Líder do Partido Nacional- S...
  • Benito Mussolini (1883-1945) foi um político italiano. Foi líder do Partido F...
  • Jair Bolsonaro (1955) é capitão da reserva do Exército e presidente eleito do...
  • Deodoro da Fonseca (Marechal) (1827-1892) foi um político e militar brasileir...
  • Tancredo Neves (1910-1985) foi político brasileiro. Eleito presidente do Bras...
  • Rui Barbosa (1849-1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasil...

Última atualização: 17/06/2019

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).