As 12 pessoas mais ricas do mundo e como enriqueceram (2020)

Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura

Uma parte das pessoas mais ricas do mundo fez dinheiro no setor da tecnologia, mas há também bilionários que fizeram fortuna no mercado financeiro, no comércio de roupas e até mesmo com as telecomunicações. E, ao contrário do que muitos imaginam, boa parte desses nomes não cursou o ensino superior.

Segundo pesquisa realizada pela Revista Forbes em 2020, existem 2095 bilionários no mundo. Se fosse possível reunir os valores que esses homens têm na conta chegaríamos a impressionante cifra de 8 trilhões de dólares.  

1. Jeff Bezos é o homem mais rico do mundo

Jeff Bezos

  • Fortuna estimada em 2020: 113 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: e-commerce (Amazon)
  • Formação: engenharia elétrica e ciências da computação (Universidade de Princeton)
  • País de origem: Estados Unidos

O americano Jeff Preston Bezos (1964) fundou a gigante Amazon, a maior loja de varejo online, quando tinha 30 anos, na garagem da casa onde vivia em Seattle. 

O empreendedor tirou o diploma de engenharia elétrica e de ciências da computação em 1986 pela Universidade de Princeton.

Bezos, que tem uma fortuna estimada em 113 bilhões de dólares, começou no setor da tecnologia, mas atualmente possui também o jornal The Washington Post e a companhia aeroespacial Blue Origin. 

O empreendedor também investiu em empresas que fizeram enorme sucesso como o Google e a Uber.

Para se ter uma ideia da dimensão do seu negócio, enquanto no mundo as empresas demitiram funcionários devido a crise econômica gerada pela pandemia, a Amazon contratou entre março e abril de 2020 mais 175 mil funcionários.

Se quiser saber mais sobre a vida do fundador da Amazon recomendamos a leitura da biografia de Jeff Bezos.

2. Bill Gates

Bill Gates

  • Fortuna estimada em 2020: 98 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: tecnológica (Microsoft)
  • Formação: não concluiu os cursos superiores de matemática e direito na Universidade de Harvard
  • País de origem: Estados Unidos

Com patrimônio líquido de 98 bilhões de dólares, o americano Bill Gates (1955) também fez a sua fortuna no ramo da tecnologia. O gênio da informática criou o seu primeiro software quando tinha apenas 13 anos. 

Apesar de ter entrado no curso de informática da Universidade de Harvard, Bill Gates nunca chegou a concluir o ensino superior. No princípio da faculdade abandonou o curso para se dedicar inteiramente a Microsoft ao lado do amigo Paul G.Allen.
O bilionário e a esposa, Melinda Gates, são também filantropos importantes estando a frente da Bill & Melinda Gates Foundation, a maior fundação privada do planeta.

Conheça a trajetória do fundador da Microsoft lendo o a biografia de Bill Gates

3. Bernard Arnault

Bernard Arnault

  • Fortuna estimada em 2020: 76 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: moda e varejo
  • Formação: engenharia (École Polytechnique)
  • País de origem: França

A família do empresário francês Bernard Arnault (1949) é dona de um grupo que reúne mais de 70 marcas entre elas a Sephora, a Dom Pérignon, a Louis Vuitton, a Christian Dior e a Tiffany&Co. 

O império Arnault começou a ser construído com o pai de Bernard, que fez algum dinheiro no ramo da construção, mas se desenvolveu, de fato, nas mãos do filho.

Bernard, que estudou na Ecole Polytechnique, viveu nos EUA onde trabalhou no mercado imobiliário antes de regressar para a França. Atualmente Bernard Arnault é o CEO da LVMH, o grupo francês que é o maior do mundo especializado em produtos de luxo. O grupo reúne desde marcas de alta costura até empresas de jóias, cosméticos e bebidas.

A fortuna do empreendedor somada com a da família corresponde a 76 bilhões de dólares líquidos segundo o ranking da Forbes de 2020. Quatro dos cinco filhos de Bernard trabalham no grupo (Frédéric, Delphone, Antoine e Alexandre).

4. Warren Buffett

Warren Buffett

  • Fortuna estimada em 2020: 67,5 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: mercado financeiro
  • Formação: economia (Universidade de Columbia)
  • País de origem: Estados Unidos

O americano Warren Edward Buffett (1930) fez toda a sua fortuna no mercado financeiro. Conhecido como um dos maiores investidores de todos os tempos, o filho de um congressista norte-americano está a frente da companhia Berkshire Hathaway, que possui mais de 60 empresas bastante diferentes entre elas a Duracell e a cadeia de restaurantes Dairy Queen.

Apesar da sua capacidade ímpar para os negócios, Warren chegou a ser recusado na Harvard Business School tendo por isso feito o seu mestrado em economia pela Universidade de Columbia.

Em termos líquidos a fortuna de Warren Buffett foi estimada em 67,5 bilhões de dólares em 2020.

Saiba mais sobre a biografia de Warren Buffett.

5. Larry Ellison

Larry Ellison

  • Fortuna estimada em 2020: 59 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: tecnológica (Oracle)
  • Formação: não terminou o curso superior de medicina na Universidade de Illinois e na Universidade de Chicago
  • País de origem: Estados Unidos

O nova-iorquino Lawrence Joseph Ellison (1944), conhecido apenas como Larry Ellison, fundou a Oracle Corporation em 1977. A empresa é enorme no mundo dos softwares, hardwares e no comércio de banco de dados. Foi no ramo da tecnologia Larry que ergueu todo o seu patrimônio. 

O atual bilionário chegou a frequentar a Universidade de Illinois entre 1962 e 1964, mas largou o curso após a morte da mãe adotiva. Ele ainda tentou frequentar a Universidade de Chicago em 1966, mas desistiu rapidamente. Trabalhando na área da informática, treze anos mais tarde lançou a Oracle, que logo se tornou bastante popular.

Durante 37 anos - até setembro de 2014 -  Larry foi o CEO da companhia que criou. Com 35,4% da empresa Oracle nos dias de hoje, a fortuna de Larry é estimada em 59 bilhões de dólares líquidos.

6. Amancio Ortega

Amancio Ortega
  • Fortuna estimada em 2020: 55,1 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: moda e varejo
  • Formação: abandonou a escola aos 13 anos
  • País de origem: Espanha

O espanhol Amancio Ortega (1936), a frente da rede Zara, é o homem mais rico do universo varejista de roupas. Nascido num contexto pobre, em León, na Espanha, filho de um ferroviário e uma empregada doméstica, Amancio começou a trabalhar numa camisaria chamada Gala.

Em 1963 inaugurou um pequeno negócio de roupões para mulheres chamado Goa Confecciones. Amancio foi um dos primeiros empresários do ramo a acreditar no modelo de moda rápida. Em 1975, ao lado de Rosalia Mera, sua esposa, lançou a marca de roupas Inditex, dona da cadeia de lojas Zara.

Além da Zara, Amancio também está a frente de outras lojas de vestuário como a Pull&Bear e a Massimo Dutti. No total estima-se que o empresário espanhol tenha mais de 7.500 lojas no mundo e 55,1 bilhões de dólares de patrimônio líquido.

7. Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg
  • Fortuna estimada em 2020: 54,7 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: tecnológica (Facebook)
  • Formação: não concluiu o curso de ciências da computação em Harvard
  • País de origem: Estados Unidos

O jovem Mark Zuckerberg (1984) foi um dos fundadores da maior rede social do planeta, o Facebook, que agora também detém o Instagram, o Whatsapp e a startup Oculus VR, relacionada com a realidade virtual. 

O seu império de sucesso se ergueu em 2004, quando estudava ciências da computação em Harvard e começou a desenvolver a rede social no alojamento da faculdade ao lado de colegas. 

Zuckerberg nunca chegou ao final do curso, mas o projeto criado pelos jovens estudantes fez sucesso dentro do campus, se expandindo depois para outras universidades até sair do universo acadêmico, ganhar cidades e cruzar a fronteira de países.

O norte-americano fez 54,7 bilhões de dólares e em dezembro de 2015 se comprometeu a doar, junto com a mulher Priscilla Chan, 99% da fortuna para projetos sociais.

Descubra a biografia de Mark Zuckerberg na íntegra.

8. Jim Walton e família

Jim Walton
  • Fortuna estimada em 2020: 54,6 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: varejo
  • Formação: bacharelado em artes e ciências (Universidade de Arkansas)
  • País de origem: Estados Unidos

O norte-americano Jim C. Walton (1948) é o filho mais novo do fundador do Walmart, Sam Walton, e é o maior acionista individual da rede Walmart. 

O empresário é também CEO e presidente do Arvest Bank Group, igualmente fundado pela família.

Os Walton são bastante bem sucedidos nos negócios e ocupam três lugares no ranking dos mais ricos do mundo: enquanto Jim tem 54,6 bilhões de dólares, a irmã Alice possui 54,4 bilhões de dólares e o irmão Rob Walton tem 54,1 bilhões de dólares.

9. Steve Ballmer

Steve Ballmer
  • Fortuna estimada em 2020: 52,7 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: tecnológica (Microsoft)
  • Formação: bacharelado em matemática e economia (Universidade de Harvard)
  • País de origem: Estados Unidos

O antigo CEO da Microsoft, Steve Ballmer (1956), esteve a frente da companhia entre 2000 e 2014. 

Em 1977 Steve se formou em matemática e economia e, três anos mais tarde, entrou na Microsoft através do amigo Bill Gates, que conheceu em Harvard.

Na empresa recém-criada Ballmer  foi o empregado número 30 e cresceu junto com a companhia. Steve esteve por trás de grandes aquisições da Microsoft como o Skype. O americano que construiu o seu patrimônio no setor da tecnologia possui atualmente 52,7 bilhões líquidos.

10. Carlos Slim Helú

Carlos Slim Helú
  • Fortuna estimada em 2020: 52,1 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: telecomunicação
  • Formação: engenharia (Universidade Nacional Autônoma do México)
  • País de origem: México

O homem mais rico da América Latina - e que também ocupa um lugar de topo no ranking mundial - é o mexicano Carlos Slim Helu (1940), que criou a America Movil (maior empresa latina de telefonia).

A família do empresário, que possui mais de 200 empresas, também tem negócios na construção, no mercado financeiro, no ramo imobiliário e no de bens de consumo além de possuir 17% do New York Times. 

Formado em engenharia pela Universidade Nacional Autônoma do México, o mexicano de origem libanesa Carlos Slim Helú construiu um patrimônio que em 2020 vale 52,1 bilhões líquidos.

11. Larry Page

Larry Page
  • Fortuna estimada em 2020: 50,9 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: tecnológica (Google)
  • Formação: ciências da computação (Universidade de Michigan e Universidade de Stanford)
  • País de origem: Estados Unidos

Ao lado do amigo Sergey Brin, o engenheiro de computação Larry Page (1973) criou em 1998 o motor de buscas mais famoso do mundo, o Google. Larry recebeu incentivos no universo da informática desde muito cedo porque os seus pais são programadores e professores da Universidade de Michigan.

Page começou a fazer dinheiro com o Google, mas o seu império abarca atualmente vários subprodutos importantes como o YouTube, o Gmail e o sistema operacional Android. 

Foi no ramo da tecnologia, portanto, que o programador construiu todo o seu patrimônio avaliado em 50,9 bilhões de dólares.

12. Sergey Brin

Sergey Brin
  • Fortuna estimada em 2020: 49,1 bilhões de dólares
  • Área onde fez fortuna: tecnológica (Google)
  • Formação: ciências da computação (Universidade de Maryland e Universidade de Stanford)
  • País de origem: Rússia

Sergey Brin (1973) segue no pódio dos mais ricos logo baixo do amigo e sócio Larry Page, com quem fundou o Google, em 1998. 

Sergey nasceu na Rússia, mas se mudou aos seis anos com a família para os Estados Unidos. Brin é o único imigrante na América dessa lista e foi um dos principais porta-vozes críticos das políticas de imigração de Trump. 

Quando estava fazendo o doutorado, Sergey conheceu Larry Page no campus da faculdade e, juntos, desenvolveram o projeto daquele que viria a se tornar o maior motor de busca do planeta.

O doutorado de Sergey nunca foi terminado, os planos foram deixados de lado para que os dois programadores pudessem se focar exclusivamente no Google. 

Atualmente Brin tem um patrimônio de 49,1 bilhões líquido.

Saiba mais sobre a biografia de Sergey Brin.

Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).