Stella Miranda

Atriz brasileira

Biografia de Stella Miranda

Stella Miranda (1950) é uma atriz, diretora e jornalista brasileira ganhadora do Prêmio Sharp - Melhor Musical e o Prêmio Shell - Melhor Atriz.

Stella Miranda (1950), nome artístico de Maristela Azevedo de Miranda, nascida em São Paulo, SP, no dia 5 de outubro de 1950. Com 23 anos formou-se em jornalismo. Em 1978 estreou no teatro com o grupo “Companhia Tragicômica Jaz-o-Coração”, com a peça “O Triste Fim de Policarpo Quaresma”, adaptada do livro do escritor Lima Barreto.

Foi para a França com o marido, Márcio Miranda, e em 1979 formou-se na École Jacques Lecoq de Paris, sendo a primeira brasileira a ingressar no curso de interpretação. De volta ao Brasil, atuou no musical “A Ópera do Malandro”, de Chico Buarque. Em 1980 atuou na comédia musical “As Mil e Uma Encenações de Pompeu Loredo”, com direção de Jorge Fernando. Em 1982 estreou como autora, dirigiu e atuou na peça “As Bodas de Felissa”.

Ainda na década de 80, Stella Miranda atua em diversas peças, entre elas: “Galvez, o Imperador do Acre” (1983), de Luiz Carlos Góes, “O Analista de Bajé” (1983), da obra de Luís Fernando Veríssimo, “Bel Prazer” (1985), texto e direção de Tim Rescala e Stella Miranda, “Uma Noite com Stela Miranda e Miguel Falabella” (1987), “Qualquer Nota” (1988) e “Caidaça na Fossa” (1988).

Na década de 90 dirigiu “Subversões 3 – Unplugged” (1995), com roteiro de Aloísio de Abreu, Luís Salém e Marcia Cabrita, “Metralha” (1996), de Stella Miranda, “Salém da Imaginação” (1998) e “Café Satie: Memórias de um amnésico” (1999), de Stella Miranda.

Ainda nos anos 90, Stela formou junto com a cantora Kátia B, uma dupla caipira-chic denominada “Xicotinho & Salto Alto”, que chegou a lançar um disco que fez sucesso com a versão de “Você é Doida Demais”, do cantor Lindomar Castilho.

Em 2001, Stella Miranda deu vida a cantora Carmem Miranda no musical “South American Way”, com texto de Miguel Falabela e Maria Carmem Barbosa, com direção de Miguel Falabella. O musical lhe rendeu os Prêmio Shell e do Governo do Estado, de Melhor Atriz.

Na televisão, Stella Miranda atuou em diversas novelas e seriados, entre eles: “Direito de Amar” (1987), “Kananga do Japão” (1989), “Delegacia de Mulheres” (1990), “Você Decide” (1995), “Salsa e Merengue” (1996), “A Lua Me Disse” (2005), “Minha Nada Mole Vida” (2006), “Sob Nova Direção” (2006), “A Diarista” (2007), “Toma Lá, Dá Cá” (2007), “A Vida Alheia” (2010), “Zorra Total” (2011), “Aquele Beijo” (2011), “Pé Na Cova” (2013), “Uma Rua Sem Vergonha” (2013) e “Terminadores” (2014).

Biografias Relacionadas

Última atualização: 26/10/2016