10 Frases famosas de Karl Marx comentadas para refletir sobre suas ideias

Laura Aidar
Laura Aidar
Formada em Comunicação

Um dos pensadores mais conhecidos de todos os tempos é Karl Marx (1818-1883).

O filósofo, economista, teórico, jornalista e sociólogo alemão deixou um legado importante para se compreender as relações sociais e políticas no mundo, que se desdobram, por exemplo, na "luta de classes", "consciência de classes", "divisão social do trabalho", entre outros conceitos.

Seus escritos e a teoria desenvolvida a partir deles - o marxismo - se tornaram essenciais para destrinchar o sistema capitalista e apontar possíveis ações na busca pela resolução da desigualdade social e emancipação humana.

Seus livros mais conhecidos são o Manifesto Comunista, publicado em 1848, e O Capital, lançado em 1867. Muitas de suas citações revolucionárias tiveram grande repercussão e se mantém relevantes até os dias de hoje.

retrato de Karl Marx

1. "A história se repete, a primeira vez como tragédia, e a segunda como farsa."

Essa é talvez a frase mais famosa de Marx. Nela, o que está posto é uma reflexão sobre a importância de se conhecer os acontecimentos passados a fim de transformar o presente e o futuro, evitando reproduzir os erros já cometidos.

Mesmo que o contexto se altere, algumas situações são muito semelhantes a eventos historicamente desastrosos, por isso, é necessário um olhar atento ao nosso entorno, entendendo a conjuntura em que nos encontramos.

2. "Os homens fazem sua própria história; contudo não a fazem de livre e espontânea vontade, pois não são eles quem escolhem as circunstâncias sobre as quais ela é feita, mas estas lhes foram transmitidas assim como se encontram."

Nessa citação, Marx traz a ideia de que os seres humanos têm a capacidade de conduzir a história, mas que para isso é necessário que algumas condições básicas de sobrevivência sejam supridas.

Em A ideologia alemã, de Marx e Engels, pode-se entender mais profundamente esse pensamento:

Devemos lembrar que há um primeiro pressuposto de toda a existência humana, a saber, que os homens devem estar em condições de poder viver a fim de fazer história. Mas, para viver, é necessário antes de mais nada beber, comer, ter um teto onde abrigar-se, vestir-se, etc. 

3. "A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios trabalhadores."

Mais uma vez Marx afirma a necessidade de os trabalhadores e trabalhadoras se organizarem para reivindicar seus direitos e construírem um caminho rumo à autonomia e liberdade.

Assim, o pensador coloca a responsabilidade por uma transformação real e profunda nas mãos da classe trabalhadora, e não apenas de figuras públicas, escolhidas a cada eleição.

4. "Aos oprimidos é permitido uma vez a cada poucos anos decidir quais representantes específicos da classe opressora devem representá-los e reprimi-los."

Infelizmente, se formos depender do poder público, a participação popular nas decisões sociais fica limitada apenas ao voto. Esse é uma ação que, embora importante, não deve ser a única forma de se fazer uma real democracia.

É essencial que o povo tenha mais voz e poder de transformação, indo além da simples escolha de representantes, pessoas que em sua maioria seguem os mesmos planos de dominação e opressão propostos pelas elites.

5. "Uma ideia torna-se uma força material quando ganha as massas organizadas."

Uma ideia, mesmo que a mais revolucionária, não tem poder de transformação real se não for aplicada na prática pela classe trabalhadora organizada. 

A "força material" a que ele se refere é a capacidade de alteração da realidade através do que chamou de práxis, ou seja, a aplicação das ideias de maneira prática no mundo, e não apenas teórica.

6. "As revoluções são a locomotiva da história."

Essa frase revolucionária de Karl Marx afirma ser por meio dos conflitos e lutas sociais que se consegue grandes alterações no curso da história.

Ele apresenta as revoluções como um gatilho que dispara as mudanças significativas no coletivo, sendo metaforicamente como uma locomotiva.

7. "Ser radical é atacar o problema em suas raízes."

A origem da palavra "radical" vem do latim e está relacionada à "raiz". É comum que as pessoas que buscam uma mudança profunda na sociedade sejam chamadas de "radicais".

Por isso, Marx aponta a origem etimológica do termo para lembrar a necessidade de ir a fundo nas questões.

8. "Os filósofos limitaram-se a interpretar o mundo de diversas formas; o que importa é modificá-lo."

O pensador apresenta em várias citações a diferença entre o mundo das ideias e o das ações. Aqui, ele traz novamente um pensamento que valoriza a prática. 

Não basta criar teorias sobre o mundo, é importante, sobretudo, que as modificações sobre ele aconteçam.

9. "A história de todas as sociedades até hoje existentes é a história da luta de classes. (...) A sociedade divide-se cada vez mais em dois campos opostos, em duas grandes classes em confronto direto: a burguesia e o proletariado."

A "luta de classes" é um conceito criado por Marx e Engels que explica as tensões entre a classe trabalhadora e a burguesia, ou seja, a elite que detém os meios de produção e, consequentemente, o poder sobre os explorados.

É essa tensão e conflito de interesses que, segundo o estudioso, molda a história em todas as sociedades em qualquer lugar do mundo.

10. "Proletários de todos os países, uni-vos."

Podemos dizer que essa é uma frase comunista, que busca incentivar a união da classe trabalhadora do mundo todo com o objetivo de libertar-se das amarras do capitalismo.

Para o teórico, seria necessário que primeiramente as sociedades fossem organizadas em um sistema socialista, ainda comandado pelo Estado, para que, futuramente, pudessem se estruturar de maneira comunista, ou seja, sem a presença do Estado e sem distinção de classes sociais, em um sistema gerenciado pelo próprio povo.

Você também pode se interessar:

Laura Aidar
Laura Aidar
Formada em Comunicação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design.