Esses homens, literalmente, alteraram o rumo da história. Inventores, artistas, pensadores, cientistas, políticos, líderes espirituais, cada um deles imprimiu a sua marca pessoal e revolucionou a maneira de se pensar. 

Conheça agora um pouco da biografia dos 18 homens que mudaram o mundo.

1. Platão (427 a.C.-347 a.C.)

Platao

O filósofo Platão promoveu verdadeiras revoluções na antiguidade grega e não por acaso é considerado um dos principais pensadores da história da filosofia. 

Discípulo de Sócrates, propagou o pensamento de que o mundo que conseguimos perceber é, na verdade, ilusório, sendo o mundo espiritual o verdadeiro local onde a razão acontece.

Nascido no berço de uma família nobre de Atenas, Platão estudou desde a mais tenra infância e teve acesso ao melhor da cultura sendo orientado por Sócrates. Inicialmente, queria ser político, mas logo acabou enveredando para a filosofia. 

Já aos 40 anos, o autor do mito da caverna (lembra? sim, é de Platão a teoria) abriu uma escola para o estudo de ciências e filosofia chamada de Academia. Seu maior desejo era estimular a fé na razão.   

Conheça mais sobre a vida de Platão.

2. Albert Einstein (1879-1955)

Einstein

Esse físico alemão revolucionou a humanidade ao criar a Teoria da Relatividade. Lembra daquela fórmula que aprendeu na escola: E = mc²? Pois foi o autor dessa fórmula, Albert Einstein, que recebeu o Prêmio Nobel de Física em 1921. 

De origem judaica, quando ainda era criança começou a estudar violino, e logo perceberam que o menino era um prodígio em física, matemática e filosofia.

Formado em física, seguiu com os seus estudos e concluiu o seu doutorado na área, tendo ao longo da vida publicado uma série de artigos científicos vanguardistas.

Professor de física pela Universidade de Zurique, Einstein também lecionou em Praga, em Berlim e nos Estados Unidos, além de ter se tornado membro da Academia de Ciências da Prússia.

Gostou de ouvir essa breve história do gênio? Saiba também quais foram Os 8 fatos mais marcantes da biografia de Albert Einstein.

3. Charles Darwin (1809-1882)

Darwin

Quem é que nunca ouviu falar na teoria da evolução das espécies? Charles Darwin, um naturalista inglês que se debruçou sobre a genética, é o autor dessa tese fundamental para a biologia.

Observador nato, Darwin reparava na natureza ao redor e tentava entender o funcionamento das ciências. Pouca gente sabe, mas antes de se tornar cientista, Charles ainda experimentou seguir pela carreira eclesiástica.

Apaixonado pela natureza, acompanhou seu amigo clérigo e geólogo numa expedição pelo norte do País de Gales. Depois, seguiram para participarem como naturalistas de uma expedição exploratória para mapear o hemisfério sul. 

Em 1859, é lançado o livro A origem das espécies, fundamental para a teoria da evolução. Polêmico, Darwin sugeria que o homem não era superior aos animais. 

Tendo abandonado as pretensões religiosas, o cientista casou com a prima (Emma Darwin) e juntos tiveram 10 filhos.  

Gostou de saber mais sobre esse naturalista inglês? Então conheça a trajetória completa de Charles Darwin

4. Galileu Galilei (1564-1642)

Galileu

O físico italiano renovou a maneira de fazer ciência na Europa tendo desmistificado uma série de crenças não embasadas. Além de teórico, Galileu foi também um inventor tendo criado a luneta telescópica e o termômetro.

Influenciado pelo pai, Galileu começou a cursar Medicina, mas logo desistiu para se dedicar integralmente à matemática. Foi professor da disciplina e também de geometria em Florença, Pádua e Pisa. 

Como não tinha qualquer título universitário, foi muitas vezes posto em causa pelos seus pares. Apesar de não ter sido levado à sério por uma parcela da intelectualidade italiana, Galileu seguiu os seus estudos e contestou, por exemplo, a tese de que a Terra era o centro do Universo. Convicto, ele conseguiu fundamentar a Teoria Heliocêntrica de Copérnico.

Desvende a vida e a obra de Galileu Galilei

5. Henry Ford (1863-1947)

Ford

Esse sobrenome é conhecido por todo mundo. Henry Ford foi o fundador da Ford Motor Company e o primeiro sujeito a pensar na criação de uma linha de montagem em série para a fabricação de automóveis.

Apaixonado por motores, desde criança mexia nas máquinas da fazenda do pai e, depois de ficar órfão de mãe (aos 13 anos), foi para Detroit trabalhar como aprendiz em oficinas. 

Mecânico, Ford juntou dinheiro e abriu uma oficina, seu maior sonho era montar carros. Com alguns sócios, conseguiu fundar mais tarde a empresa que levaria o seu sobrenome.

O negócio escalou tão rápido que Henry precisou pensar numa solução para produzir mais carros em menos tempo, e foi assim que surgiu a sua famosa linha de montagem.

Conheça a biografia completa de Henry Ford

6. Leonardo da Vinci (1452-1519)

Leonardo da Vinci

Como falar na pintura ocidental sem mencionar a incontornável Mona Lisa? O autor dessa obra-prima foi, no entanto, muito além das telas e dos pincéis tendo se tornado um dos nomes mais importantes do Renascimento.

Uma mente inquieta, assim poderia ser definido Leonardo da Vinci. Arquiteto, engenheiro, desenhista, pintor... ele chegou a projetar uma catedral, elaborar um sistema defensivo urbano e construir um sistema de irrigação de abastecimento de água em Milão. Consegue imaginar esses feitos todos concentrados em um homem só?

Seu talento inicialmente operou na Itália, mas acabou por se espalhar por toda a Europa. Da Vinci chegou a viver na França, onde seguiu criando até a sua morte.

Se você gostou de saber um pouquinho da biografia desse gênio, experimente ler também Leonardo da Vinci e suas obras: uma viagem pela vida do mestre.

7. Isaac Newton (1643-1727)  

Newton

O cientista inglês de vasta cabeleira (que pode ser observada na foto acima), foi um nome chave, tendo revolucionado os estudos da física, da química, da matemática, da mecânica, da alquimia e finalmente (ufa!) da astronomia.

Formado em Artes, continuou desenvolvendo o seu interesse pela matemática. É de sua autoria a Lei da Gravitação Universal, fundamental para a percepção de uma série de fenômenos antes inexplicáveis. Está ligada a ele a famosa história da queda da maçã da árvore, que teria despertado uma série de conclusões científicas.

Até hoje nas escolas estudamos as três Leis de Newton, que nada mais são do que teorizações sobre o movimento.

O pensador foi tão importante para a cultura ocidental que recebeu o título de Sir da rainha Ana em 1705, tornando-se o primeiro cientista a receber o título.

Conheça a fundo a vida e a obra de Isaac Newton.

8. Nelson Mandela (1918-2013)

mandela

O ex presidente da África do Sul, Rolihiahia Dalibhunga Mandela, conhecido apenas como Nelson Mandela, foi o nome a frente do movimento contra o Apartheid.

Cansado da segregação racial no país, o ativista colocou a "mão na massa" para eliminar o consenso da superioridade branca na África do Sul, o que lhe custou uma condenação à prisão perpétua em 1964.

Foi graças à pressão internacional que no ano de 1990 Mandela ganhou finalmente a liberdade. Três anos mais tarde, receberia o Prêmio Nobel da Paz.

Saiba quem foi Nelson Mandela e conheça os 13 momentos marcantes da biografia do líder antiapartheid.

9. Martin Luther King (1929-1968)

Martin Luther King

O ativista norte-americano foi um nome incontornável da luta contra a discriminação racial nos Estados Unidos. Ele foi uma peça tão importante da batalha que graças à sua atuação recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1964.

Formado em Teologia, Martin nasceu no berço de uma família religiosa com pai e avô pastores. Como era negro, sentiu na pele o preconceito e, em 1955, inspirado por Gandhi e pela resistência pacífica, decidiu militar pela causa. 

Foi graças a sua garra e a capacidade de convencer outras pessoas ao seu redor que os negros ganharam direitos, por exemplo, de se sentarem em qualquer lugar no ônibus e de frequentarem espaços públicos e restaurantes.

Seu discurso icônico intitulado I Have a Dream, proferido na fundamental Marcha sobre Washington (que reuniu 250 mil pessoas), é celebrado até os dias de hoje.

Conheça a biografia de Martin Luther King, um homem que mudou o rumo da história. 

10. Alexander Fleming (1881-1955)

Fleming

Esse médico inglês já nos salvou de uma série de maus bocados com a sua invenção genial: a penicilina! Não é exagero dizer que a descoberta do antibiótico provocou uma verdadeira revolução na medicina. 

Como serviu como médico durante a Primeira Guerra Mundial, Fleming assistiu a uma série de mortes por infecção e cismou que iria encontrar uma solução definitiva para o problema.

Depois do final do conflito, de volta ao laboratório, o médico se debruçou sobre as suas pesquisas. Em 1928, alcançou, enfim, a tão esperada descoberta que ajudou a salvar milhares de vidas!

Conheça essa e outras histórias de Alexander Fleming.

11. Karl Marx (1818-1883)

Marx

Esse senhor acima - um filósofo e revolucionário socialista alemão - foi o responsável pela fundação da doutrina comunista, que criticava abertamente o sistema capitalista. 

Com uma orientação política voltada para a esquerda, Marx, desde os tempos da faculdade, costumava participar de debates e lutas estudantis. 

Envolvido com a academia e com a publicação de artigos, o pensador chegou a assumir cargos de direção de jornais. Seus principais trabalhos foram: O Capital e O Manifesto Comunista (escrito em parceria com Engels).

As convicções políticas de Marx fizeram com que fosse convidado a se retirar da Alemanha, da França e da Bélgica. 

Saiba mais sobre a trajetória de Karl Marx.

12. Sigmund Freud (1856-1939)

Freud

O pai da psicanálise é um nome incontornável na cultura ocidental contemporânea.

Aos 17 anos, Sigmund entrou para o curso de medicina e virou um clínico especializado em neurologia.

Sua primeira atuação foi numa clinica neurológica especializada em crianças. Logo depois, veio a curar a histeria através da hipnose por meio do método catártico (já nos primórdios da psicanálise). 

Freud desenvolveu um método próprio chamado psicanálise que abandonou a hipnose e seguiu em direção às associações livres com o desejo de alcançar as áreas mais remotas do inconsciente. 

Desvende a biografia do pai da psicanálise, Sigmund Freud.

13. Thomas Edison (1847-1931)

Edison

Se você está lendo esse texto de noite, sob a luz de uma lâmpada elétrica, saiba que é a esse homem que deve o seu muito obrigado.

O inventor norte-americano Thomas Edison era um criador nato e chegou a registrar em seu nome mais de mil patentes.

Filho de um marceneiro com uma professora, Thomas teve um início de vida difícil e sofreu bastante até conseguir emplacar algumas das suas impensáveis invenções. 

A lâmpada elétrica foi uma das tantas ideias brilhantes que saiu da sua cabeça. Também dessa mente inquieta surgiu o telégrafo, o fonógrafo (que viria a se tornar o toca discos) e a máquina de escrever.

Conheça a história de vida do gênio Thomas Edison.

14. Cristóvão Colombo (1451-1506)

Colombo

O navegador genovês foi contratado pelo Império Espanhol e cumpriu com êxito a sua tarefa: alcançar as terras do Novo Mundo. Mas antes de conquistar o seu objetivo final, o navegador fez uma série de pequenas viagens ao longo da costa da África e também pela Europa.

Graças aos seus vastos e incomuns conhecimentos de astronomia, física e matemática, Cristóvão conseguiu levar a frente o seu grande feito que mudou os rumos da civilização ocidental. Consta que Colombo também era um curioso nato e leu inúmeros relatos de viagens (como o de Marco Polo) antes de embarcar nas suas expedições. 

O seu maior feito aconteceu no dia 12 de outubro de 1492 e pasme: Colombo jamais chegou a descobrir que as terras que encontrou se tratavam de um novo continente e não das Índias.

Descubra a vida de Cristóvão Colombo

15. Jesus Cristo

Jesus Cristo

Esse dispensa apresentações, não é mesmo? Seja você ateu ou crente, a verdade é que Jesus Cristo foi uma figura essencial para o mundo ocidental, basta dizer que o calendário que usamos até hoje é regido pela data de nascimento dele.

Filho de um carpinteiro (José) com Maria, fruto do Espírito Santo, o menino teria nascido em Belém.

Para os cristãos, Jesus Cristo foi enviado pelo Senhor para pregar o Evangelho na Terra. A história de vida desse mensageiro ficou registrada nas páginas da Bíblia, livro sagrado para os cristãos, pelo olhar dos seus discípulos mais próximos.

Saiba mais sobre o percurso de Jesus Cristo

16. Mahatma Gandhi (1869-1948)

Gandhi

Esse líder pacifista indiano pregou a resistência por meio da não-violência. Mohandas Karamchand Gandhi foi uma figura crucial para a independência da Índia, que até então era uma colônia britânica e só conseguiu a independência em 1947. 

Ao invés de partir para a agressão, a estratégia do líder envolvia praticar jejuns, organizar manifestações e fomentar o não pagamento de impostos que julgava serem incorretos. 

Gandhi chegou a estudar Direito em Londres e retornou para o seu país de origem quando tinha 22 anos. Dois anos mais tarde, foi morar na África do Sul onde sentiu o preconceito na pele e começou a praticar a resistência passiva. Com uma aspiração religiosa, leu todas as grandes obras como o Corão, a Bíblia e os textos hindus.

Quando retornou à Índia, em 1914, começou a propagar ostensivamente as ideias que acreditava.

Conheça o percurso de Mahatma Gandhi.

17. Buda

Buda

Siddhartha Gautama é o nome de nascimento daquele que ficou mais tarde conhecido como Buda, o líder religioso fundador do budismo.

Apesar de ter nascido em berço abastado e ter tido uma vida confortável numa Índia repleta de miséria, esse senhor estava mais voltado para a reflexão, para a meditação e para o pensamento sobre o outro.

Buda aos poucos foi se dando conta da condição de quem estava ao seu redor e tomou algumas medidas na sua própria vida: raspou a cabeça, abandonou os trajes finos em prol de modestos, tornou-se andarilho, foi viver recluso deixando de lado a sua família e a vida de luxo. 

Desvende a impressionante história de Buda

18. Maomé (570-632)

Maome

O profeta acima foi também o fundador da religião muçulmana e do império árabe. Nascido em Meca, ficou órfão ainda criança e foi criado por um tio.

Conhecido pela sua honestidade ímpar, Maomé tinha por hábito meditar e, certa vez, no monte Hira, ouviu uma voz do arcanjo Gabriel anunciar "Maomé, tu és o enviado de Deus".

Diante de tal revelação, o profeta transcreveu e reuniu uma série de orientações e compôs o Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos, que dá orientações sobre como se deve conduzir a vida a fim de se alcançar o paraíso.

Desvende a biografia detalhada de Maomé

Gostou de descobrir as biografias dos homens que revolucionaram o mundo? Então que tal ler também: