A biografia do físico e matemático alemão Albert Einstein (1879-1955) esconde alguns fatos curiosos e interessantes que compartilhamos agora com você.

Nesse artigo, você poderá conhecer uma das mentes mais brilhantes da história através dos 8 fatos mais marcantes de sua vida.

1. Seu lado curioso foi inspirado pela família de engenheiros         

fatos marcantes da vida de albert einstein
Albert Einsten com 14 anos

Muito se fala da infância de Einstein e, sendo ele considerado um dos maiores gênios da história, logo imagina-se que era um garoto para lá de excepcional. Não é verdade. Assim como não é verdade que ele era disléxico

Desde muito jovem Einstein era influenciado pelo interesse do pai e do tio, que eram engenheiros elétricos. Um amigo da família, estudante que jantava sempre com eles na infância de Einstein, também influenciou o garoto no gosto por ciência, apresentando inclusive um dos livros prediletos da vida de Einstein: Crítica da Razão Pura de Immanuel Kant

2. Einstein Ingressou na faculdade aos 17 anos, apenas um antes do tempo normal 

Como falamos, apesar de ter notas altas na escola, ser muito curioso, fazer leituras complexas para um adolescente (livros de física, ciência, filosofia) Einstein não era visto pelos professores como um gênio. Quando tinha 16 anos, tentou ingressar na faculdade, Escola Politécnica de Zurique, mas foi reprovado, principalmente nas áreas de língua, botânica e zoologia. 

Era muito bom em física e matemática, mas não foi o suficiente. Então aplicou-se mais nos estudos e tentou de novo o ingresso no ano seguinte: dessa vez foi aprovado e quatro anos depois obteve o seu diploma de professor em física pela Politécnica de Zurique. 

3. Conheceu o seu primeiro amor aos 16 anos de idade 

fatos marcantes da vida de albert einstein
Marie Winteler, primeiro amor de Albert Einstein

Quando foi reprovado pela primeira vez pela Politécnica de Zurique, o reitor da faculdade sugeriu que Einstein estudasse em uma escola em Aarau, na Suíça, para aprimorar seus conhecimentos em disciplinas de Humanas. E foi o que ele fez. Para isso, ficou hospedado na casa de Jost Winteler, e apaixonou-se por sua filha, Marie

Ele ingressou na faculdade, e em sua sala havia apenas uma mulher, Mileva Maric, com quem foi casado por 16 anos e teve dois filhos. Mas há correspondências que provam que Einstein, quando casado, ainda não tinha superado o seu amor por Marie Winteler.

4. Depois de formado, trabalhou como examinador de patentes 

fatos marcantes da vida de albert einstein
Einstein com 26 anos, no escritório de patentes.

Acredite ou não, Einstein foi frustrado profissionalmente por anos depois da sua formação. Acabada a faculdade, o cientista tentou emprego como professor por meses, sem sucesso. Namorando sério com a colega de classe Mileva Maric e precisando manter-se no país, em 1902 Einstein começou a trabalhar como examinador de patentes no Instituto Federal Suíço de Propriedade Intelectual. 

Ao mesmo tempo que trabalhava como escriturário, inicia o seu doutorado na Universidade de Zurique (1901-1905). Também casa-se com Mileva em 1903 e o primeiro filho do casal, Hans Albert Einstein, nasce dois anos depois. Suas responsabilidades como pai, marido e doutorando o mantém no escritório, mas como o trabalho não exigia muito de seu intelecto, Einstein aproveita para escrever artigos acadêmicos em seu tempo extra

5. Enfim, chega para Albert Einstein o Ano Milagroso  

Em 1905, Einstein tinha quatro trabalhos escritos em seu tempo extra pós-trabalho. Nessas páginas estavam teorias que mudaram a história da física, como as do efeito fotoelétrico, a existência de átomos, a equação E = mc², que provava que massa poderia ser transformada em energia, e a teoria especial da relatividade. 

Até então ele era um cientista desconhecido, sem nenhuma representatividade alarmante na comunidade científica. Mas a partir de então sua vida começou a mudar. Em 1906, aos 27 anos, recebeu o seu título de doutor em física e dois anos mais tarde finalmente conseguiu um cargo de professor, na Universidade de Berna. Em 1909, deixou de vez seu trabalho como escriturário para dar aulas. 

6. A consagração até o Prêmio Nobel de 1921

fatos marcantes da vida de albert einstein
Foto oficial do físico depois de receber o Nobel. 

A partir de 1909, Albert Einstein passou a lecionar em importantes universidades: Universidade Carolina em Praga, Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, Universidade de Berlim. Tornou-se também diretor do Instituto Kaiser Guilherme de Física (1913), membro da Academia Prussiana de Ciências (1914) e presidente da Sociedade Alemã de Física (1916). 

Quando finalizou a sua obra principal, a Teoria da Relatividade Geral, em 1915, entrou de vez para os anais da ciência como um gênio. Em 1921, foi premiado com um Nobel de Física, especialmente pela sua descoberta da lei do efeito fotoelétrico. Na época, ainda eram poucos os que entendiam a importância e efeitos da sua Teoria da Relatividade, que ainda não havia sido comprovada. 

O sucesso de Einstein também refletiu em sua vida pessoal: em 1919 acabou o seu casamento com Mileva, que já estava balançado há anos. Os motivos? Traições de Einstein com a sua prima, Elsa, e a negação de Mileva em viver com todo assédio da imprensa, mulheres e afins em cima do marido, além de estar à margem da vida social conturbada do marido. 

7. O Einstein pacifista 

fatos marcantes da vida de albert einstein
Albert Eintein com 68 anos. 

Depois de ficar famoso, Einstein passou a expressar as suas convicções pacifistas em palestras e conferências. Ele era judeu, chegou a ser perseguido pelo governo nazista de Hitler e teve que sair da Alemanha na década de 1930, pedindo exílio nos EUA que, antes de lhe conceder o visto para lecionar na Universidade Princeton, fez inúmeras perguntas para garantir que ele não era um comunista espião. 

Na época, conseguiu que colegas judeus da Alemanha recebessem asilo, pronunciou-se abertamente contra o racismo afirmando que era uma doença de brancos. Infelizmente, seus estudos sobre matéria e energia foram utilizados pelo governo americano para criação das bombas atômicas jogadas sobre Hiroshima e Nagasaki.

8. Os últimos anos de Albert Einstein 

fatos marcantes da vida de albert einstein
Com 71 anos, já descoberto o problema de saúde. 

Estabilizado nos EUA com a nova esposa, Elsa Löwenthal, Einstein fez amizades com celebridades como Charles Chaplin. Elsa faleceu em 1936, vítima de problemas cardíacos e renais, e o físico não voltou a se casar. em 1952, recebeu a oferta de ser presidente de Israel, acusando falta de aptidão para tal cargo.     

Aos 71 anos de idade, descobriu-se um aneurisma em sua região abdominal. Einstein se recusou a fazer cirurgias para corrigir o problema, alegando ser contra prolongar a vida artificialmente. Cuidou de toda a documentação de seu testamento e escolheu como queria o seu funeral: simples e sem lápide para que as pessoas não transformassem em ponto turístico. Morreu aos 76 anos no Hospital de Princeton, EUA

Bônus: os fatos curiosos sobre Einstein

1. Ele era apaixonado por música e carregava o seu violino, apelidado de Lina, onde quer que fosse. Música clássica era parte do seu dia a dia, e muito útil para se concentrar. 

2. Thomas Stoltz Harvey roubou o cérebro de Einstein durante a sua autópsia, pretendendo estudá-lo para ciência. Até hoje partes dele são analisadas buscando motivos anatômicos para sua inteligência. 

3. Ele era contra o método rígido de memorização na sua escola do ensino médio. Tinha uma memória ruim e achava a imaginação muito mais útil para o aprendizado

4. A sua foto mais famosa, em que aparece mostrando a língua, foi tirada pelo fotógrafo da United Press International (UPI), Arthur Sasse, depois da comemoração do seu aniversário de 72 anos, em 1951. Ele gostou tanto da foto que fez cópias com as quais presenteou para amigos. Uma delas foi leiloada em 2017 por quase R$ 400 mil

5. Enquanto casado com Elsa, convidou a sua amante e assistente Betty, para morar com eles. O cientista dizia que "monogamia não é algo natural"

6. Prometeu à sua primeira esposa o valor que ganharia com o seu Prêmio Nobel, dois anos antes de acontecer. Einstein sabia que em algum momento ganharia o prêmio e, nos papéis do divórcio de Mileva, ofereceu como garantia seu prêmio ainda não conquistado, caso ela assinasse os papéis.  

7. Seu cabelo desgrenhado foi a inspiração para a imagem do cientista maluco como conhecemos hoje. O Mestre Yoda, personagem de Star Wars, também foi inspirado na figura de Einstein. 

Quer saber mais sobre a vida do cientista? Acesse a sua biografia completa