Os maiores e famosos cientistas do mundo criaram teorias e objetos que permitem a nós vivermos como fazemos hoje. As descobertas de grandes cientistas e sua paixão exagerada pelo conhecimento permitiram o desenvolvimento e evolução da ciência.

Mas quem eram essas pessoas? Como se deram e quais foram as suas maiores descobertas? É isso que vamos te contar neste artigo que conta a história dos cientistas mais famosos de todos os tempos e as suas invenções.

1. Albert Einstein (1879 - 1955)

albert einstein

Todo mundo já ouviu falar do físico e matemático alemão Albert Einstein. Seu nome é sinônimo de genialidade e até hoje ele é considerado um dos maiores cientistas do mundo.

Ele não era um garoto comum: aprendeu a falar apenas aos quatro anos de idade e era considerado um mau aluno pelos professores, porque tinha dificuldade em formular frases e não prestava atenção nas aulas (na verdade Einstein ficava entediado com o conteúdo).

Com vinte e seis anos publicou uma de suas maiores descobertas, a Teoria da Relatividade Especial. A revolução no mundo da ciência na época (1925) foi tão grande que o ano ficou conhecido como O Ano Miraculoso.

Além de explicar como o espaço e tempo se relacionam e como são relativos (contrariando a ideia de Galileu de que eram absolutos), Einstein ainda provou a existência do átomo e criou a lei do efeito fotoelétrico, pelo qual ganhou o Prêmio Nobel em 1921.

Leia mais sobre Einstein em sua biografia completa.

2. Marie Curie (1867 - 1934)

marie curie

Você já reparou que em praticamente todas as listas dos cientistas mais famosos do mundo, Marie Curie figura como uma das únicas mulheres? Isso é porque seu contributo para o mundo da física foi tão importante que ela conseguiu driblar as figuras masculinas da época e chegou a receber duas vezes o Prêmio Nobel, sendo a primeira pessoa a conquistar tal feito.

Nascida Marya Sklodowska Curie, na Polônia, filha de um professor de física e matemática e uma pianista, Marie assumiu a escrita francesa do nome quando conseguiu mudar-se para Paris, depois de formada em medicina (em uma universidade polonesa clandestina que aceitava mulheres) para estudar na famosa Sorbonne.  

Quando tinha vinte e oito anos conheceu Pierre Curie, que trabalhava em pesquisas elétricas e magnéticas, foi com ele que ganhou o seu primeiro Nobel, pela descoberta de dois elementos químicos: o polônio e o rádio.

Depois da morte do marido, tragicamente morto em um atropelamento, Marie conseguiu a atenção da comunidade científica. Em 1911, com quarenta e quatro anos, ganhou o seu segundo Nobel pelos estudos relacionados à radioatividade (até então ninguém havia usado esse termo), foi nomeada diretora do Instituto de Rádio de Paris e fundou o Instituto Curie. Também foi a primeira mulher a lecionar na Sorbonne.

Saiba mais sobre a trajetória da cientista em sua biografia completa.

3. Charles Darwin (1809 - 1882)

charles darwin

O naturalista inglês que fundou a biologia moderna nasceu na Inglaterra e era filho de um médico, desde pequeno sendo interessado pelo campo das Ciências Naturais.

Ele abandonou a faculdade de medicina para se tornar pastor e, após, com vinte e dois anos de idade embarcou em uma expedição viajando por cinco anos em um navio onde evoluiu os seus estudos nos ramos da história natural e começou a escrever a Teoria da Evolução, que só viria a publicar aos cinquenta anos de idade.

Sobre a Origem das Espécies foi publicado em 1859 e afirmava que os animais evoluíram através de uma seleção da natureza. Quem era mais forte e conseguia se adaptar, permanecia vivo e progredia. O livro esgotou-se em um dia e criou um rebuliço na comunidade científica da época.

De saúde frágil, Darwin quase nunca saía de casa e passava muito tempo dedicado aos seus estudos, tendo publicado outros nove livros envolvendo a temática da evolução. Hoje é visto como um dos cientistas mais influentes do mundo, influenciando toda a biologia com as suas teorias evolutivas.

Saiba mais sobre Darwin e sua trajetória através da biografia completa.

4. Stephen Hawking (1942 - 2018)

stephen hawking

A física moderna não seria a mesma sem o carisma e inteligência de Stephen William Hawking, cientista inglês que se tornou uma celebridade do século XX e XXI.

Filho de pai médico e mãe filósofa, Hawking foi um garoto prodígio que ainda criança construía seus próprios brinquedos. Nunca gostou de matemática, por ser fácil demais. Seu interesse em física e astrologia o levou a cursar física na Universidade de Oxford com apenas dezessete anos de idade.

Apesar de ter sido diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA) aos vinte e um anos de idade e saber que seus movimentos iam se perder com o tempo, Stephen continuou seus estudos e desenvolveu algumas das teorias mais importantes da física moderna.

Entre as suas descobertas mais geniais está o teorema da singularidade, que explica como os fenômenos dos buracos negros originaram o mundo como conhecemos, incluindo a nós, seres humanos. Sua forma simples e descomplicada de se comunicar (mesmo falando apenas através de um computador), e simpatia conquistou milhões de fãs no mundo, tornando o cientista moderno mais popular e importante do mundo.

Quer saber mais sobre a trajetória de Hawking? Acesse a sua biografia completa.

5. Max Planck (1858 - 1947)

max planck

Nascido na Alemanha em uma família de juízes, cientistas e teólogos, Karl Ernst Ludwig Marx Planck era um garoto talentoso para a música e para física, tendo recebido o título de doutor em filosofia com apenas vinte e um anos de idade.

Trabalhando como professor em várias universidades alemãs durante a vida, Max continuou seus estudos acerca de radiações eletromagnéticas, e foi assim que evoluiu para a sua teoria de que a energia era produzida em pacotes (chamados quantas), foi assim que de Albert Einstein e Niels Bohr, dez anos depois, puderam originar a teoria quântica.

Pelo nascimento da física quântica, Planck foi laureado em 1918 com o Nobel de Física. Uma das curiosidades sobre sua vida é que o cientista tentou convencer Hitler a dar liberdade aos judeus, sem sucesso. Um de seus filhos, inclusive, foi executado acusado de tentar assassinar o líder nazista.

Saiba mais sobre Planck através de sua biografia completa.

6. Isaac Newton (1643 - 1727)

isaac newton

Nascido na Inglaterra e criado pelos avós Sir Isaac Newton também realizava experimentos quando criança.

Depois de se formar em artes pela Universidade de Cambridge, foi encorajado por um professor a desenvolver suas aptidões com matemática e com apenas vinte e quatro anos já dava aulas na universidade em que se formara.

Suas descobertas e revoluções científicas foram tantas que fica difícil nomear as mais importantes, mas não podemos deixar de citar as leis da mecânica, a teoria da gravitação universal, a composição da luz, a construção do primeiro telescópio, as leis do movimento (conhecidas como As Três Leis de Newton), entre outras.

Sua paixão pelo conhecimento e ciências lhe concedem o lugar entre os maiores pensadores de todos os tempos, o pai da ciência moderna.

Quer saber mais sobre Newton? Leia aqui a sua biografia completa.

7. Louis Pasteur (1822 - 1895)

louis pasteur

Se hoje é possível combater algumas infecções bacterianas com certa facilidade, isso se deve ao cientista, químico e bacteriologista francês Louis Pasteur.

Apesar de ter se formado em Letras, Pasteur descobriu na ciência, química e especialmente na biologia uma paixão, e ajudou a salvar milhões de vidas com suas ideias.

Pasteur provou que germes dão origem a maioria de doenças infecciosas, que assepsia e esterilização eram fundamentais para evitar propagação de doenças e também criou a vacina contra a raiva e a teoria da biogênese, sua ideia mais famosa, que provava que micro-organismos do ar infectavam matérias. Muita coisa mudou na biologia e até hoje o método de pasteurização é utilizado para evitar infecção por micro-organismos/bactérias em alimentos.

Quer saber mais sobre Pasteur? Está tudo lá em sua biografia completa.

8. Thomas Edison (1847 - 1931)

thomas edison

Se hoje o símbolo de novas ideias e de criatividade é uma lâmpada, é graças a Thomas Alva Edison, o inventor norte-americano que patenteou a criação da lâmpada.

Thomas não teve uma educação formal, por ser considerado rebelde, e foi educado em casa pela mãe. Isso permitiu que o garoto se dedicasse às ciências, matéria que realmente se interessava. Tinha um laboratório em casa com apenas doze anos de idade. Com pouco mais de quarenta anos já havia registrado aproximadamente mil invenções e criado a sua empresa, atual General Electric.

Apesar de ser conhecido por inventar a lâmpada elétrica, Edson costumava comprar os direitos dos verdadeiros inventores e fazia disso um negócio. No entanto, tal fato não tira o mérito do cientista que, entre outros aparelhos, criou o fonógrafo, a câmera de cinema, a bateria de carro elétrico e a caneta elétrica (atualmente utilizada para fazer tatuagens).

Saiba mais sobre fundador da GE em sua biografia completa.

9. Werner Heisenberg (1901 - 1976)

werner heisenberg

O alemão Heinsenberg era filho de um professor de línguas, mas sempre se interessou pelo mundo da física, ingressando na Universidade de Munich para estudar o tema quando tinha dezenove anos de idade. Três anos mais tarde já havia conseguido o seu título de doutor em física.

Sua carreira se fez no ensinamento de física, pesquisas e direção de institutos voltados para o assunto que ele dirigiu durante vários anos.

Conhecido como um dos fundadores da mecânica quântica, sua teoria mais conhecida é a do princípio da incerteza, que afirma ser impossível determinar ao mesmo tempo a posição e trajetória de uma partícula, pois ao descobrirmos uma interferimos na outra.

O físico foi laureado com um Nobel no ano de 1932, pela "criação da mecânica quântica, cuja aplicação possibilitou, entre outras, a descoberta das formas alotrópicas do hidrogênio".

10. Nikola Tesla (1856 - 1943)

nikola tesla

Trocar de canal via controle remoto no conforto no sofá hoje é possível graças ao inventor austríaco Nikola Tesla, responsável por descobertas tecnológicas fundamentais para o dia a dia hoje, e outras estranhas.

Nikola era treinado pelo pai para exercitar seu raciocínio desde criança e a família materna era de inventores. Quando jovem chegou a ingressar no curso de engenharia elétrica, mas não concluiu. Ainda assim começou a sua carreira como engenheiro.

Depois de descobrir o campo magnético rotativo, fundamental na física e aparelhos que utilizam-se de correntes alternadas, foi convidado para trabalhar na empresa de Thomas Edison.

A guerra de correntes Edison x Tesla é muito famosa no campo científico, e com consequências ruins para ambos os lados, mas nos detenhamos nas invenções de Tesla: tecnologia do laser, comunicação wireless, luzes neon, controles remotos, celulares, o rádio, o sistema de ignição que liga carros, entre outras.

Considerado um gênio injustiçado da ciência, Tesla, depois de inúmeras batalhas contra Edison e uma fama destruída por calúnias, morreu sozinho e endividado no quarto de hotel onde morava em Nova York.

Quer saber mais sobre Tesla? Então leia a sua biografia completa.  

11. Galileu Galilei (1564 - 1642)

galileu galilei

O italiano Galileu Galilei foi um matemático, físico, astrônomo e filósofo que, de tão revolucionário nas suas ideias, foi considerado louco, herege, e condenado pela igreja a viver sozinho e isolado em casa, renegando suas invenções.

Foi quando estudava medicina na Universidade de Pisa, aos vinte anos de idade, que sua primeira invenção famosa se deu: as teorias que permitiram a construção do relógio de pêndulo. Após, incapaz de pagar pelo curso, teve que continuar seus estudos sozinho em casa, dedicando-se então à matemática, física e astronomia.

Entre as suas descobertas mais incríveis estão: a melhoria do telescópio, que o permitiu provar que a Terra não era o centro do universo e girava em torno do sol (Teoria Heliocêntrica), e não o contrário como a igreja pregava na época. Essa descoberta acabou por levá-lo a ser julgado pela igreja à prisão perpétua domiciliar, que Galilei acabou por morrer nove anos depois, em casa.

Saiba mais sobre o gênio que alterou a percepção de todos sobre o universo através de sua biografia completa.

12. Daniel Gabriel Fahrenheit (1686 - 1736)

daniel fahrenheit

Imagine um mundo onde não pudéssemos medir a temperatura das coisas, saber quando está quente demais, frio demais, qual a temperatura ideal do corpo, da preparação de alimentos e etc. É por causa do físico alemão, inventor do "termômetro por dilatação do mercúrio" e da "Escala Fahrenheit" que essas coisas são possíveis hoje.

Sua vida foi dedicada basicamente à fabricação de higrômetros, termômetros e outras ferramentas de precisão. Apesar da invenção do termômetro ser atribuída originalmente a Galileu Galilei, foi Fahrenheit que conseguiu tornar precisa a medição e transformação dos estudos físicos em um instrumento que é usado até os dias de hoje em alguns países.

Saiba mais sobre a trajetória de Fahrenheit em sua biografia completa.

Achamos que você também vai gostar de: