Larry Page e Sergey Brin, dois amigos e estudantes de Stanford, fundaram o Google em 1998. De modo despretensioso, desenvolvido durante o doutorado como um projeto de pesquisa, o motor de buscas ganhou rapidamente espaço e se tornou das ferramentas mais importantes do mundo.

Atualmente o Google é uma das quatro empresas mais influentes no mercado de tecnologia ao lado de gigantes como a Apple, a Microsoft e a IBM.

A história de Larry Page

Larry Page

Lawrence Edward Page nasceu no dia 26 de março de 1973 em Michigan. Os pais de Larry eram ambos professores de informática na Universidade de Michigan.

O rapaz tirou o diploma de engenheiro informático em 1995 e entrou para o programa de doutorado, onde conheceu Sergey Brin. Assim que entrou para o curso, Sergey, que já era estudante da universidade, recebeu a tarefa de apresentar o espaço para o novato. Foi assim que os dois se tornaram amigos.

Page foi o primeiro CEO do Google Inc, cargo que manteve até 2001, quando se tornou presidente de produtos. Na ocasião o CEO se tornou Eric Schmidt. Em 2011, Page voltou a se tornar CEO do Google e Schmidt, por sua vez, virou presidente executivo.

Cinco anos mais tarde, Page se tornou CEO da Alphabet (empresa-mãe que passou a conter o Google) e ficou no cargo durante quatro anos.

Em dezembro de 2019, Page e o seu amigo Brin optaram por permanecerem apenas no conselho de administração da Alphabet.

O percurso de Sergey Brin

Sergey Brin

Nascido no dia 21 de agosto de 1973 em Moscou, na Rússia, Sergey se tornou um cientista da computação e virou um dos empresários mais bem sucedidos do mundo ao lado do seu amigo e sócio Larry Page.

A família de Sergey se mudou para a América em 1979. Com grande habilidade no campo das ciências exatas, Brin se formou em 1993 em ciência da computação e matemática pela Universidade de Maryland.

Sergey acabou o mestrado em 1995 e ingressou no doutorado, mas acabou optando por abandonar a vida acadêmica para se dedicar integralmente ao motor de busca.

Sergey Brin foi o primeiro presidente de tecnologia da empresa. Ao lado do seu amigo, o cofundador Larry Page, e de Eric Schmidt, que entrou no projeto num segundo momento, os três passaram a liderar a empresa a partir de 2001.

Em abril de 2011, Brin optou por deixar o cargo de presidente de tecnologia para virar diretor de projetos especiais. Em agosto de 2015 o Google foi reestruturado e passou a ser uma subsidiária da nova holding Alphabet Inc - Brin se tornou o presidente do grupo.

Em dezembro de 2019 Sergey e Larry escolheram deixar os cargos que mantinham na empresa para ficarem apenas no conselho de administração.

Como surgiu a ideia de criar o Google?

A ideia de criar um motor de busca aprimorado tomou corpo no alojamento da Universidade de Stanford - mais precisamente no quarto de Page - quando os dois jovens curiosos se mostraram interessados em desenvolverem um mecanismo de procura para tornar as informações mais acessíveis. 

Juntos, Larry e Sergey, que se consideram como almas gêmeas intelectuais, escreveram o trabalho The anatomy of a large-scale hypertextual web search engine. O artigo, que fala justamente sobre um motor de busca, é tido como um dos mais importantes artigos da área até os dias de hoje.

O desejo dos dois jovens era ordenar a imensa quantidade de informação disponível na web de modo a facilitar a vida do usuário. A missão do Google desde a sua criação tem sido

organizar as informações do mundo para que sejam universalmente acessíveis e úteis para todos

Os primeiros passos do Google

Para conseguirem levar a frente o projeto, Larry e Sergey captaram, a partir de meados de 1998, cerca de um milhão de dólares de financiamento externo - esse valor veio a princípio através de empréstimos de familiares e amigos.

O primeiro grande financiador do projeto foi Andy Bechtolsheim, que apostou cem mil dólares na empresa.

Em setembro de 1998, os dois amigos fundaram o Google Inc., Larry Page foi o primeiro CEO da companhia. 

No início, o site do Google ficava abrigado nos próprios servidores da Universidade de Stanford e tinha como url o endereço google.stanford.edu. Apenas em setembro de 1997 os amigos criaram um domínio próprio.

O que significa Google?

O primeiro nome dado por Larry e Sergey ao motor de busca foi BackRub, mas a palavra logo evoluiu para Google, que faz alusão ao termo Googol. Googol, por sua vez, refere-se a valores muito grandes (o número 1 seguido pelo número 0 cem vezes).

O nome foi registrado oficialmente no dia 15 de setembro de 1997, um ano antes da empresa começar as suas atividades.

O afastamento de Larry Page e Sergey Brin da Google

No final de 2019, os fundadores do Google decidiram se afastar, aos poucos, das tarefas cotidianas da Alphabet passando a ocupar o cargo de cofundadores, membros do conselho diretor da Alphabet e acionistas.

Quem se tornou o chefe executivo da empresa foi Sundar Pichai, que durante quatro anos foi administrador de internet do Google e chefe dos negócios de pesquisa.

Agora, além de ter maior poder dentro do grupo Google, Sundar também passa a dirigir outros ramos da empresa como os projetos de carros sem motorista. 

Na ocasião da decisão de saída, Larry Page e Sergey Brin afirmaram em comunicado conjunto:

Embora tenha sido um tremendo privilégio estar profundamente envolvidos na administração diária da empresa durante tanto tempo, acreditamos que é hora de assumir o papel de pais orgulhosos - oferecendo conselhos e amor, mas não incomodando diariamente. 

As aquisições do Google e o crescimento da empresa

Apesar de ter começado como um motor de busca, o Google passou a oferecer mais de cinquenta tipos dos mais variados produtos.

As criações vão desde emails (Gmail), aplicativos, mapas (Earth, Maps, Waze, Street View), programa de videoconferências e mensagens (Hangouts) e partilha de documentos online (Google Docs) até softwares. Há também um ramo voltado para hardwares: os celulares, laptops e tablets da Pixel além do roteador Google Wifi.

Existe uma vertente do grupo Alphabet - que Larry acompanha de perto -, de sistemas para carros autônimos (a Waymo). Sergey, por sua vez, igualmente desenvolve a Deepmind, uma empresa de desenvolvimento de inteligência artificial de ponta.

Gmail, Google Docs, Google Livros e Youtube

Em 2004, o Google passou a oferecer uma conta de email gratuita - o Gmail - para alguns utilizadores beta. Em 2007 o serviço foi aberto para os utilizadores em geral.

Dois anos mais tarde, o Google adquiriu o Youtube, o site mais popular de vídeos carregados por usuários, por U$1,65 bilhão em ações.

Larry e Page

Em 2005 foi a vez da empresa investir no Google Livros, que disponibiliza uma série de obras digitalizadas gratuitamente - só em 2012 o Google digitalizou 15 milhões de livros de bibliotecas ao redor do mundo.

Com a preocupação de facilitar as comunicações, o grupo também desenvolveu o Google Tradutor.

Em 2008 foi a vez de lançarem o navegador Chrome, que em 2020 se tornou líder de utilizadores vencendo os populares Internet Explorer e o Mozilla Firefox.

O Google adquiriu a Motorola Mobility em 2012. De toda forma, o motor de busca continua sendo o carro-chefe da empresa que arrebata quase toda a sua receita através da venda de publicidade.

A entrada do Google na bolsa de valores

Somente em 19 de agosto de 2004 o Google abriu capital na bolsa de valores começando a vender ações da empresa.

Quando decidiu entrar na bolsa, os gestores do motor de busca optaram por fazer uma Oferta Pública de Venda (OPV).

No dia da estreia em bolsa cada ação valia 85 dólares e, no total, foram arrecadados 1,67 bilhão de dólares. Na ocasião, a empresa tinha valor de mercado de 28 bilhões de dólares.

Em 2013, depois de nove anos de entrada em Wall Street, o Google cresceu 922% e a empresa estava cotada em 290 bilhões de dólares. No dia 19 de agosto de 2013 cada ação estava sendo transacionada por 869,24 dólares.

Onde fica o Google?

Inicialmente a sede da empresa foi estabelecida em Menlo Park, na Califórnia, costa oeste dos Estados Unidos.

Atualmente há centros de dados ao redor do mundo com centenas de milhares de servidores. Nos escritórios da empresa há mais de 60 mil funcionários espalhados por 50 países diferentes. 

Atualmente a sede do Google fica em Mountain View, também na Califórnia. 

Google Campus
Google Campus