O grupo de filósofos pré-socráticos reúne uma série de pensadores bastante heterogêneos, mas que se organizam numa mesma corrente filosófica. 

Relembramos aqui as biografias dos sete principais filósofos pré-socráticos. 

1. Pitágoras (582 - 497 a. C.)

Pitágoras

Esse grego, que foi matemático e filósofo, dá o que falar até os dias de hoje. Lembra do teorema "Num triângulo retângulo, o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos"? Então, foi de autoria dele!

Pitágoras nasceu na ilha de Samos (no mar Egeu), em berço de ouro - era filho de um comerciante rico.

Com 16 anos começou a estudar com o já famoso Tales de Mileto, que rapidamente percebeu que não tinha só muito para ensinar e como também bastante para aprender. Os dois passaram então a trabalharem juntos fazendo descobertas nas áreas da matemática e da geometria.

Viajante, Pitágoras passeou por uma série de regiões: Arábia, Pérsia, Egito, Caldeia... e estudou não só matemática e geometria como também religião, política, filosofia, astronomia e ciências. 

Mas foi no sul da Itália que fundou a Escola Pitagórica, onde lecionou para uma série de filhos dos aristocratas locais.

Espie a biografia completa de Pitágoras!

2. Demócrito (460-370 a.C.)

Demócrito

Esse filósofo, uns 400 anos antes de Cristo, já achava que todos os elementos do universo eram formados a partir de átomos, acredita?

Nascido na Grécia - para ser mais preciso em Abdera - cresceu numa família nobre e teve a oportunidade de viajar bastante. Estudioso nato, se interessou por uma série de disciplinas desde a filosofia passando pela matemática, pela física até a linguística!

Infelizmente só tivemos acesso a poucos fragmentos da sua obra, mas o pouco que sabemos foi essencial para dar o pontapé inicial da teoria atomista criada por Lucipo de Mileto, mas desenvolvida por Demócrito.

Conheça mais sobre a trajetória de Demócrito.

3. Heráclito (540-470 a.C.)

Heráclito

Sabia que Heráclito, que foi representante filosófico da Ásia Menor, foi um dos fundadores da metafísica e deu o pontapé inicial da dialética? É do filósofo a conhecida frase:

Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio, porque tanto a água quanto o homem mudam incessantemente.

Nascido em Éfeso, numa família tradicional de sacerdotes, passou a vida se dedicando ao estudo do universo e era obcecado por entender o funcionamento do mundo sem atribuir os méritos ou deméritos ao divino. 

Heráclito desenvolveu uma teoria filosófica onde estipulava que tudo o que estava na natureza sofria de uma permanente transformação - e o fogo teria uma importância fundamental nesse processo. 

Aproveite para descobrir mais sobre Heráclito.

4. Platão (427-347 a.C.)

Platão

Platão - que, na verdade, se chamava Arístocles - foi um dos principais nomes da Filosofia Ocidental. O apelido Platão veio mais tarde, a palavra, em grego, quer dizer "ombros largos". Curioso, né?

Discípulo de Sócrates, Platão nasceu em Atenas numa família nobre e teve o privilégio de usufruir muito da cultura e do conhecimento do seu tempo. Apesar de ter sido criado para ser político, foi seduzido pelos estudos e dedicou a sua vida ao saber - especialmente à filosofia e às ciências.

Aos quarenta anos abriu a sua própria escola em Atenas chamada Academia onde reuniu os seus mestres e discípulos - o mais famoso deles foi Aristóteles.

Não perca a chance de ler a biografia completa de Platão.

5. Tales de Mileto (624-558 a.C.)

Tales de Mileto

Nascido na Grécia - mais precisamente em Mileto -, Tales foi astrônomo, matemático e filósofo. Ele trabalhou inicialmente como mercador até conseguir ter estabilidade financeira para se dedicar majoritariamente à vida intelectual.

Nas suas viagens recolheu uma série de aprendizados: no Egito absorveu conhecimentos de geometria e na Babilônia adquiriu conhecimentos astronômicos. 

Com uma vida comunitária bastante ativa, Tales - que pertencia à Escola Jônica - foi político na sua cidade e tocou uma série de atividades para o bem comum partilhando os seus conhecimentos de geometria, matemática, filosofia e astronomia.

Que tal também o percurso de Tales de Mileto na íntegra?

6. Parmênides (510 445 a. C.)

Parmênides

Pouco conhecido entre nós, Parmênides foi fundador, ao lado de Xenófanes e Zenão, da escola eleática. 

Parmênides nasceu na região onde atualmente se encontra a Itália, no seio de uma família bem sucedida. Com vasta cultura e boa educação, reza a lenda que teve uma vida bastante regrada e manteve um comportamento exemplar.

Em termos de estudo, foi fissurado pela natureza cosmológica e desenvolveu os seus próprios pensamentos originais. Pesquisou não só sobre questões relacionadas à razão e à lógica como também à ciência. 

Parmênides chegou a ser mestre de uma série de intelectuais, como, por exemplo, Platão. 

Deseja saber mais sobre as descobertas de Parmênides?

7. Xenófanes (570 - 475 a. C.)

Xenófanes

Xenófanes nasceu em Cólofon (na Jônia) e, como nômade, percorreu uma série de lugares na região do mar Mediterrêneo. Poeta, registrou aquilo que viu e pensou sempre sob a forma de verso.

Ao lado de Parmênides e Zenão fundou na Eleia (região da Sicília) a Escola Eleática. Assim como os colegas da mesma geração, Xenófanes estava preocupado sobretudo em compreender o funcionamento do universo desvinculando-se de qualquer explicação religiosa. Mas isso não significava que o filósofo era ateu, antes pelo contrário: Xenófanes acreditava em um deus único e com poder supremo.

Para a nossa tristeza, os escritos de Xenófanes se perderam e não chegaram até nós - tivemos acesso a eles através do que os seus discípulos deixaram registrado

Explore a biografia completa de Xenófanes.

Gosta de filosofia? Então achamos que você também irá gostar de ler: