9 políticos brasileiros importantes na história do país

Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura

Às vezes você se pergunta quem foram os maiores protagonistas da nossa história? Então esse texto foi feito para você!

Seria impossível falar da história do Brasil sem mencionar alguns dos nomes abaixo. Relembre 9 políticos que ajudaram a escrever a história da política brasileira. A lista que apresentamos não segue uma ordem cronológica ou de importância.

1. Lula (1945-)

Lula

Luís Inácio Lula da Silva é uma das personalidades mais famosas e importantes na política brasileira. Ele foi o primeiro ex-operário de origem humilde a alcançar o cargo de presidente.

Nascido no interior de Pernambuco, filho de um casal de lavradores, Lula veio para São Paulo a bordo de um caminhão pau de arara, ao lado da mãe e dos sete irmãos. Depois de mudar de Estado, trabalhou em uma tinturaria, foi engraxate, office boy, atuou em um armazém e em uma fábrica de parafusos.

Quando entrou para o curso de torneiro mecânico, começou a se mobilizar com os sindicatos locais. A sua carreira política deu os primeiros passos ali, tendo mais tarde se envolvido na construção do PT (Partido dos Trabalhadores).

Lula se candidatou para presidente da República nas seguintes ocasiões: em 1989 (quando foi derrotado por Collor), em 1994 e em 1998 (quando foi derrotado por Fernando Henrique Cardoso). A quarta tentativa foi em 2002, quando se elegeu, tendo vencido José Serra.

Conheça a biografia completa de Luiz Inácio Lula da Silva.  

2. Jair Bolsonaro (1955-) 

Jair Bolsonaro

O atual presidente do Brasil é também capitão da reserva e foi eleito com 55,13% dos votos. Sua relevância no cenário político se dá devido a significativa popularidade que alcançou quando foi eleito, assim como a grande rejeição que experimenta após 3 anos de governo.

Nascido em Campinas, Bolsonaro é descendente de uma família italiana e desde a juventude seguiu carreira militar.

Foi aluno da Escola Preparatória de Cadetes do Exército (em Campinas), se formou na Academia Militar das Agulhas Negras (em Resende). No exército, alcançou o cargo de Capitão.

Bolsonaro entrou para a política em novembro de 1988 quando foi eleito para a Câmara Municipal do Rio de Janeiro pelo Partido Democrata Cristão (PDC). Dois anos depois, se tornou deputado federal.

Em 1994, 1998, 2002, 2006 e 2014 foi reeleito para o cargo de deputado federal, sempre lutando pela valorização salarial na carreira militar e por causas da extrema-direita. 

Em 2018 se candidatou à Presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL). Venceu o primeiro turno e foi para o segundo contra Fernando Haddad, tendo superado o concorrente.

Bolsonaro tomou posse no dia 1º de janeiro de 2019 e se tornou o 38º Presidente do Brasil.

Saiba mais sobre o percurso de Jair Bolsonaro

3. Getúlio Vargas (1882-1954)

retrato de Getúlio Vargas

Getúlio Dornelles Vargas, o Getúlio Vargas, é uma das figuras mais significativas na história da política brasileira. 

Foi ele quem ocupou o cargo de presidente por mais tempo no país. Foram quase 20 anos, divididos em dois mandatos, sendo o primeiro entre 1930 a 1945 e posteriormente entre 1951 a 1954.

Conhecido como pai dos pobres, seu governo foi marcado por um caráter ditatorial e repressivo e, ao mesmo tempo, pela criação de benefícios para o povo, como os direitos trabalhistas.

Nascido em São Borja (RS) em 19 de abril de 1882, ingressou na carreira militar e depois cursou Direito, se formando advogado em 1907.

Começou a vida na política como deputado estadual e federal. Depois ocupou o cargo de Ministro da Fazenda e, posteriormente de governador do Rio Grande do Sul.

Getúlio chegou à presidência em 1930 através de um governo provisório e em meio a conflitos, como a Revolução de 30.

Sua morte ocorre em circunstâncias trágicas. Ele comete suicídio em 23 de agosto de 1954, após sofrer grande pressão para renunciar ao cargo. Deixa uma carta em que escreve Deixo a vida para entrar para a história.

4. Fernando Henrique Cardoso (1931-)

Fernando Henrique Cardoso

Fernando Henrique Cardoso é uma das personalidades marcantes da política de nosso país, ocupando a presidência durante dois mandatos seguidos (de 1995 a 2002). Ele entrou para a história como o primeiro presidente brasileiro a se reeleger para um segundo mandato.

Formado em Ciências Sociais, Fernando Henrique se especializou em Sociologia e chegou a ser professor da Faculdade de Economia da USP. Com uma notável carreira acadêmica, fez uma pós-graduação em Paris. Como consequência dos anos de chumbo, ele se exilou no Chile, na Argentina e na França. 

Em 1980 fundou o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e tornou-se um dos maiores nomes do movimento Diretas Já. Atuou como senador, fundou o Partido Social Democrático Brasileiro (PSDB), foi ministro das Relações Exteriores e Ministro da Fazenda. 

Nesse último cargo, levou a frente o plano real, responsável pela estabilização econômica do país e pela contenção da inflação.

5. Dilma Rousseff (1947-)

Dilma Roussef

Dilma Roussef foi a primeira mulher a presidir o Brasil, e foi inclusive reeleita. Já familiarizada com os meandros do poder, Dilma foi durante cinco anos ministra da Casa Civil (2005-2010) do governo Lula.

Filha de um imigrante búlgaro com uma professora, Dilma nasceu em Minas Gerais e ainda na juventude se aproximou de ideais socialistas. Ela chegou a atuar na luta armada durante a ditadura e foi capturada e torturada pelo regime militar. 

Formada em Economia e com cargos técnicos no governo, se aproximou de Lula e foi Ministra de Minas e Energia antes de assumir a Casa Civil. 

Dilma sofreu um impeachment em 2016, que fez com que o seu segundo mandato fosse interrompido, dando lugar a Michel Temer.

6. José Sarney (1930-)

José Sarney

Com décadas de vida política, José Sarney foi o primeiro presidente civil após o golpe militar de 1964. Na verdade, Sarney foi eleito vice-presidente, mas com a morte de Tancredo Neves (que não chegou a assumir o cargo) tornou-se presidente do país. O cargo foi ocupado por Sarney entre 1985 e 1990.

O percurso político de Sarney começou ainda na juventude, durante a faculdade de Direito, onde participou dos movimentos estudantis e assumiu a presidência da União Maranhense dos Estudantes.

O primeiro cargo com repercussão nacional foi em 1955: Sarney se tornou suplente de deputado federal pela União Democrática Nacional (UDN). Conseguiu se eleger deputado federal em 1963 e, em 1965, tornou-se governador do Maranhão.

Anos mais tarde, foi também senador (eleito em 1971 e 1979) e presidente nacional da Arena. Um dos responsáveis pela redemocratização do país, Sarney ajudou a legalizar a pluralização dos partidos políticos.

7. Juscelino Kubitschek (1902-1976)

Juscelino Kubitschek

O mineiro Juscelino Kubitschek nasceu em Diamantina, em 1902, e governou o Brasil entre 1956 a 1960.

JK, como ficou conhecido, é lembrado como um presidente moderno e arrojado, cujo lema era 50 anos de desenvolvimento em 5, pois ele pretendia modernizar o país rapidamente seguindo um plano de metas.

A economia realmente cresceu, mas ao sair o cargo, deixou também uma enorme dívida externa.

Foi em seu governo também que Brasília, a capital do país, foi construída (idealizada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa).

Antes de entrar para a vida pública, Juscelino se formou em medicina, concluindo em 1927 o curso na Universidade Federal de Belo Horizonte.

Sua morte aconteceu de maneira trágica, ao sofrer um acidente em 1976, aos 73 anos.

8. João Goulart (1919-1976)

João Goulart

João Belchior Marques Goulart, o Jango, governou o Brasil entre 1961 e 1964. Entrou para a história do país pois sofreu um golpe de estado das forças militares, precisando se exilar.

Nasceu em São Borja (RS) em 1 de março de 1919 e morreu em dezembro de 1976 na Argentina, aos 57 anos, em circunstâncias duvidosas. Suspeita-se que foi vítima de envenenamento pela Operação Condor, organização que perseguia os opositores aos regimes militares.

Seu governo prometia realizar transformações importantes no Brasil, como reforma agrária, na educação, na administração, além da reforma tributária e bancária. Entretanto, não chegou a colocar em prática suas ideias, pois foi impedido pelo Golpe Militar realizado com o apoio dos EUA.

9. Geraldo Alckmin (1952-)

Geraldo Alckmin

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Geraldo Alckmin é uma figura conhecida na política do país, sendo a pessoa que governou por mais tempo o estado de São Paulo.

Ele nasceu no interior de São Paulo, na cidade de Pindamonhangaba em 7 de novembro de 1952.

Contribuiu para a criação do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), onde permaneceu até março de 2022, quando se filiou ao PSB. A decisão de mudar de partido aconteceu com o intuito de formar uma chapa com Lula nas eleições de 2022, assumindo a candidatura como vice-presidente.

Além de político, Alckmin também é médico e professor universitário na Universidade Nove de Julho.

Você também pode se interessar:

Rebeca Fuks
Rebeca Fuks
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).