Steve Jobs criou a Apple com um amigo dentro da garagem de sua casa e hoje é um dos nomes mais famosos do mundo. Suas inovações tecnológicas são responsáveis pela criação de vários dos aparelhos que muitas pessoas não vivem sem, como o Iphone. 

Há alguns fatos marcantes na sua carreira e vida pessoal que queremos contar para você: 

1. Nascimento de filme: Jobs foi adotado, pois os pais biológicos foram proibidos de manter uma relação 

Os pais biológicos de Jobs se conheceram na Universidade de Wisconsin em meados dos anos cinquenta. O problema é que, apesar de apaixonados, eles eram de famílias muito diferentes: ela com pais católicos e ele muçulmano, de família síria, que não aceitava que o filho se casasse com uma mulher de outra religião.  

Quando Steve nasceu, Joanne se viu pressionada a oferecer a criança para adoção, pois não tinha condições de criá-la sem ajuda dos pais, que se recusaram a apoiá-la. Ela e Abdulfattah Jandali, o pai, ficaram sem contato por anos, mas voltaram a se encontrar e casaram-se anos depois. 

2. Steve Jobs e a paixão por tecnologia que começou na garagem de casa

steve jobs fatos vida e trabalho
Steve Jobs e o amigo, Steve Wozniak, trabalhando na garagem de casa. 

Seu pai adotivo era mecânico e, por causa da atmosfera tecnológica que rondava a região de Palo Alto, na Califórnia, na década de setenta, Steve começou a gostar de tecnologia. Foi no último ano do ensino médio que conheceu seu futuro sócio e cofundador da Apple, Stephen "Steve" Wozniak. 

3. O dia em que Steve Jobs saiu de casa 

Quando tinha dezessete anos, Jobs já tinha criado com o amigo, Wozniak, um aparelho capaz de fazer ligações para qualquer lugar do mundo de graça, a chamada Caixa Azul. Ele sabia que podia criar coisas incríveis. Então, saiu de casa contrariando os pais e foi morar em uma cabana com sua primeira namorada. 

Sair de casa para Jobs significou também experimentar coisas novas, incluindo drogas, e envolver-se com uma filosofia budista. Um dos fatos mais estranhos e marcantes da sua biografia é a época em que andava moribundo pelo campus da sua faculdade, andando sempre descalço e catando latinhas para sobreviver. 

4. Quando Steve Jobs decidiu abandonar a faculdade

O ano era 1972 e o adolescente Jobs, rebelde e cheio de manias, inscreveu-se na Reed College, faculdade de artes, mas, evitando perder seu tempo e gastar o dinheiros pais à toa, largou a carreira universitária apenas seis meses depois de ingressar.

Uma de suas frases mais famosas explica o ato:

Desistir foi a melhor coisa que fiz. Pude me dedicar às coisas que eu realmente queria fazer.

Steve Jobs 

5. O primeiro emprego de Steve Jobs na Atari     

Vivendo ainda pelo campus da Universidade, acompanhando algumas poucas aulas como observador e dormindo no chão do quarto de colegas, em 1974 Steve consegue um emprego na empresa de games Atari. 

Ele e Wozniak foram contratados para criar uma nova versão do famoso jogo Pong. Conseguiram, mas a passagem de Jobs pela Atari ficou conhecida por ele ter enganado o amigo e ter entregue apenas uma parcela do que ganharam com o trabalho (apesar de ter prometido dividir). . 

6. Nasce a primeira filha de Jobs, Lisa, que o empresário não assume 

Em 1978 nasceu a primeira filha de Jobs, fruto da relação que tinha com Chrisann, a namorada com quem saiu de casa para morar em uma cabana. 

A relação dos dois era instável e Jobs não quis assumir a criança. Pediu teste de DNA e, mesmo após positivo, demorou mais de dez anos para reconhecer a primeira filha. Esse é um dos marcos mais importantes da sua biografia pois afetou muito a sua relação com Lisa (que depois veio dar nome a um dos primeiros computadores da Apple). 

7.  Steve Jobs e o nascimento da Apple 

asdasd
Apple I, o primeiro computador da Apple.

A ideia do primeiro computador pessoal do mundo na verdade não foi de Steve Jobs, mas sim de Steve Wozniak. Seu amigo teve a ideia do aparelho durante uma reunião de entusiastas de tecnologia que se chamava Homebrew Computer Club

Convencido a vender a ideia do amigo, Jobs juntou-se com Wozniak e mais um membro, Ronald Wayne, em 1976, para fundar a empresa e montar as primeiras cinquenta peças do aparelho. 

8. De onde veio o nome Apple? 

Estranho uma empresa de tecnologia, computadores e afins com o nome de uma fruta, não é? Mais uma prova das manias estranhas de Steve Jobs.

Na época o empresário estava em uma dieta frugívora e achava que o nome era divertido, simples, e não carregava o peso de ter computador no nome. Além disso, seria posicionado antes de Atari na lista telefônica, uma estratégia inteligente! 

9. O sucesso da Apple 

Em 1977, quando Jobs tinha apenas vinte e dois anos, a segunda versão do computador pessoal Apple tornou-se um sucesso absoluto, vendendo mais de trezentas unidades apenas na exposição inicial da Feira de Computadores da Costa Oeste em San Francisco. O Apple II colocou Jobs na posição de um empresário de sucesso e um homem revolucionário. 

Nos anos que se seguiram, para surpresa de todos, as coisas não foram assim tão positivas. 

10. A demissão de Jobs da Apple, a empresa que ele próprio fundou 

Depois do lançamento do Apple II, algumas coisas começaram a dar errado: o Apple III foi um fracasso de vendas, o Apple Lisa (nomeado em homenagem a sua primeira filha) também não performou bem, e o Macintosh, apesar de ter causado um grande alarde assim que foi lançado, também passou a ser um fracasso em um segundo momento, em meados de 1984. 

No processo de colocar todos esses projetos em funcionamento, Steve Jobs se mostrou um líder impulsivo, desequilibrado, excêntrico, de cobranças cruéis e uma obsessão por design e estética que frustrava seus funcionários. Em uma reunião geral com acionistas, todos concordaram que era a hora dele se afastar da direção da empresa, e então Jobs foi demitido da Apple em 1985.

11. O retorno triunfal de Steve Jobs à Apple

asad
O primeiro IMac, revolucionário, entre outras coisas, pelo design colorido. 

Depois de ser demitido da própria empresa, Jobs fundou uma companhia chamada Next, que também não deu certo. O software operacional que criou nessa época, no entanto, foi o que o levou de volta à Apple como consultor. 

Após 1997, Steve contribuiu para algumas das maiores revoluções tecnológicas e eletrônicas promovidas pela a Apple: O IMac (primeiro computador colorido), o macOS (sistema operacional), o Ipod, iTunes, iPhone, todos novidades inovadoras no mercado. 

12. Jobs e a Pixar / Disney: uma jogada de mestre 

Nos anos oitenta Jobs investiu na compra da empresa de computação gráfica Pixar, que pertencia à LucasFilm, empresa de George Lucas. Ele manteve a empresa por anos, mesmo quando dava prejuízo, pois acreditava que em algum momento teria tecnologia suficiente para revolucionar os filmes de animação através de animação digital. 

Sua previsão deu certo em 1995, com o filme Toy Story - Um Mundo de Aventuras, que arrecadou quase 400 milhões de dólares de bilheteria. Dez anos depois a Pixar foi comprada pela Disney por um valor setenta vez maior do que Jobs a havia adquirido. 

Gostou desses fatos da trajetória do criador da Apple? Tem mais lá em sua biografia completa

Achamos que você pode querer ler: