Emilia Ferreiro

Psicóloga argentina

Biografia de Emilia Ferreiro

Emilia Ferreiro (1936) é uma psicóloga, pesquisadora e escritora argentina, radicada no México. Através da psicolinguística desvendou os mecanismos pelos quais as crianças aprendem a ler e escrever.

Emilia Beatriz Maria Ferreiro Schavi nasceu em Buenos Aires, Argentina, no dia 5 de maio de 1936. No fim dos anos 60, formou-se me Psicologia pela Universidade de Buenos Aires. Fez o doutorado na Suíça, sob a orientação do psicopedagogo Jean Piaget, dentro da linha de pesquisa inaugurada por Hermine Sinclair, que Piaget chamou de Psicolinguística Genética. Em 1971, Emília voltou para a Universidade de Buenos Aires, onde constituiu um grupo de pesquisa sobre a alfabetização, do qual faziam parte Ana Teberosky, Alícia Lenzi, Suzana Fernandez, Ana Maria Kaufman e Lílian Tolchinsk.

Em 1977, após o Golpe de Estado que derrubou a presidente Isabel Perón em 1976, na Argentina, Emilia Ferreiro se exilou na Suíça, levando consigo os dados das pesquisas que realizou com sua equipe, sobre a psicogénese da língua escrita, campo não estudado por seu mestre. Passou a lecionar na Universidade de Genebra. Nessa época, iniciou uma pesquisa, com a ajuda de Margarida Gómez Palácio, sobre as dificuldades de aprendizagem das crianças de Monterrey, no México.

Em 1979 mudou-se para o México na companhia do marido, o físico e epistemólogo Rolando García. Neste mesmo ano, publica o livro, “Los Sistemas de Escritura em el Desarrollo del Ninõ”, em coautoria com Ana Teberosky. Em 1982 publicou com Margarida Gómez Palácio o livro, “Nuevas Perspectivas Sobre los Proceesos de Lectura y Escritura”, resultado das pesquisas feitas com mais de mil crianças. Publicou obras que reúnem experiências na área de alfabetização realizadas na Argentina, Brasil, México e Venezuela: “La Alfabetización em Processo” (1985), “Psicogênese da Língua Escrita” (1986) e “Los Hijos del Analfabetismo (Propuestas para la Alfabetizacíon Escolar em América Latina)” (1989).

Em suas pesquisas Emilia Ferreiro procurou observar como se realiza a construção da linguagem escrita, na criança. Os resultados indicam que ao se conhecer a maneira como a criança concebe o processo de escrita e as teorias pedagógicas e metodológicas, se possa apontar o caminho para que se desmistifiquem certos mitos vigentes em nossas escolas. O termo construtivismo começou a ser divulgado no Brasil no início da década de 80. Tanto as descobertas de Piaget como as de Emilia levaram à conclusão de que as crianças têm um papel ativo no aprendizado. Elas constroem seu próprio conhecimento – dai a palavra construtivismo.

Emilia Ferreiro recebeu diversos prêmios, entre eles: Doutor Honoris Causa da Universidade de Buenos Aires, em 1992, a “Medalha Libertador da Humanidade”, da Assembleia Legislativa da Bahia, em 1994, prêmio já atribuído a Paulo Freire e a Nelson Mandela, Doutor Honoris Causa da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, em 1995, Doutor Honoris Causa da Universidade Nacional de Córdoba, em 1999, Doutor Honoris Causa pela Universidade Nacional de Rosário, em 2000, a Ordem Nacional de Mérito Educativo, do governo brasileiro e Doutor Honoris Causa da Universidade de Comahue, em 2003. Atualmente a psicóloga é professora titular do Centro de Investigação e Estudos Avançados do Instituto Politécnico Nacional, na Cidade do México.

Veja também as biografias de:
  • Maria Elena Walsh (1930-2011) foi uma poetisa, escritora, cantora, compositor...
  • Eva Perón (1919-1952) foi primeira-dama da Argentina durante o primeiro manda...

Última atualização: 10/10/2017