Anúbis

Deus egípcio
Por Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Anúbis

Anúbis (conhecido também como Anupo ou Anupu) é um deus de fundamental importância na mitologia egípcia. Ele é o responsável por guiar os mortos para se encontrarem com Osíris, por esse motivo é lido como uma espécie de protetor e guardião no fim da vida.

O seu nome também está ligado ao ritual do embalsamento - os egípcios acreditavam que Anúbis estava presente em todas as sessões de embalsamento dos mortos.

A origem de Anúbis

Os registros apontam que Anúbis teria começado a ser cultuado na primeira dinastia do Egito (num período onde vigorava o politeísmo, situado entre 3100 a.C. e 2686 a.C.).

Há rumores de que os primeiros cultos teriam se passado na capital do antigo Egito, em Tínis.

Anubis

Existem duas versões para a origem de Anúbis.

A primeira delas é: Anúbis seria filho do deus Osíris (deus da fertilidade) e da deusa Néftis, cunhada de Osíris. Néftis teria um marido estéril (Seth, irmão mais novo de Osíris) e, por isso, se disfarçou de Ísis (sua irmã gêmea) para seduzir Anúbis e engravidar.

Na segunda versão, mais simples, Anúbis seria filho de Osíris com a irmã Néftis.

Apesar das duas versões variarem, há um consenso de que após a morte do pai, Osíris, Anúbis ficou responsável pelo embalsamento do deus tendo sido esse o primeiro corpo que embalsamou.

A representação de Anúbis

Em termos físicos, Anúbis é representado sempre com o corpo de homem e a cabeça de um chacal. Era relativamente frequente no antigo Egito criaturas que possuíam formas de animais misturadas com formas humanas.

A escolha do chacal se explica por esse animal viver próximo de onde os corpos eram sepultados, servindo como protetores (especialmente pelas covas serem mais rasas) evitando sequestros e saques. 

Na sua mão direita Anúbis leva um cedro e na esquerda uma chave (que seria a chave para a morte). Ele também carrega, preso na cintura, um chicote.

Anubis

A família criada por Anúbis

O deus egípcio Anúbis teria se casado com Anput (a deusa dos funerais). O casal teve uma única filha chamada Kebechet.

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).
Veja também as biografias de:
  • Ramsés II (o Grande) foi um faraó egípcio, permanecendo no trono entre os ano...
  • Zeus – deus da mitologia grega, senhor dos homens e supremo mandatário dos de...
  • Odin faz parte da mitologia nórdica. Ele é considerado o maior deus viking, r...
  • Hades foi o deus do submundo na mitologia grega...
  • Poseidon , na mitologia grega, é o deus dos mares e oceanos...
  • Thor é um famoso deus da mitologia nórdica. Ele ficou conhecido como o deus d...