Gugu Liberato

Apresentador de televisão brasileiro
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Gugu Liberato

Antônio Augusto de Moraes Liberato foi um reconhecido apresentador de televisão brasileiro que esteve no ar durante décadas.

Gugu Liberato nasceu em São Paulo no dia 10 de abril de 1959.

Carreira

Primeiros tempos

O primeiro programa de Gugu na televisão, realizado ao lado de outros apresentadores, foi Viva a noite (1982), exibido pelo SBT nas noites de sábado.

Na época o apresentador tinha 25 anos. A atração chegou a alcançar o primeiro lugar de audiência e foi palco da estreia do grupo Menudo no Brasil (em 1984). 

Antes de estrear o Viva a noite Gugu já havia trabalhado como jurado do Programa Raul Gil e no programa Sessão Premiada.  

O dilema entre Globo e SBT

Gugu assinou um contrato de dois anos com a Globo e iria estrear o novo programa em 1988, mas acabou por receber uma contra-proposta do SBT. 

Na ocasião o contrato feito foi o mais valioso da história pago a um artista brasileiro. 

SBT

Foi no SBT que Gugu construiu uma enorme parcela da sua carreira. Do Viva a Noite começou a ser responsável por alguns trechos do Programa Sílvio Santos.

Em 1993 lançou seu programa Domingo Legal, que ficou no ar durante muitos anos e acabou por ser reconhecido por alguns quadros icônicos como a Banheira do Gugu, o Telegrama legal e a Prova da camiseta molhada. 

Gugu em diferentes meios

Gugu trabalhou em uma série de filmes dedicado ao público infanto-juvenil como os longa-metragens da Xuxa, dos Trapalhões e da Angélica. 

Também para o mesmo público produziu algumas músicas de sucesso como o Pintinho amarelinho, lançou o gibi Revista do Gugu, a Loja do Gugu e o Parque do Gugu (que viria a ser no final dos anos 90 o maior parque indoor da América Latina).

Em parceria com o Beto Carrero abriu também um segundo parque de diversões (chamado Fantasy Acqua Club). 

No mundo da música foi igualmente responsável pelo lançamento da banda Polegar.

Na mídia impressa lançou a revista Sabadão Sertanejo. Com a Caravana do Gugu fez uma série de shows em todo o Brasil.

Record

Depois de mais de 30 anos no SBT, Gugu decidiu se mudar para a Record. Lá estreou o Programa do Gugu, que supostamente duraria até 2017, mas acabou por ser rescindido com quatro anos de antecedência.

Com o fim do Programa do Gugu o apresentador passou a estar a frente do programa Canta Comigo

Vida pessoal

Casamento

Gugu Liberato foi casado com a médica Rose Miriam Di Matteo.

Filhos

O casal Gugu Liberato e Rose Miriam Di Matteo teve três filhos: João Augusto, Marina e Sofia (gêmeas).

Morte

Gugu Liberato faleceu nos Estados Unidos no dia 22 de novembro de 2019 após um acidente doméstico na sua própria casa. O apresentador havia subido no sótão para trocar um filtro do ar condicionado quando pisou no chão de gesso e caiu de uma altura de quatro metros.

Veja também as biografias de:
  • Roberto Justus (1955) é empresário, publicitário, administrador e apresentado...
  • Marcelo Rezende (1951) foi um jornalista e apresentador de televisão brasilei...
  • PC Siqueira (1986) é um ex-apresentador e VJ brasileiro da MTV, um dos fenôme...
  • Pedro Bial (1958) é jornalista, escritor apresentador brasileiro. Ficou basta...
  • William Bonner (1963) é um jornalista e apresentador brasileiro. É o editor-...
  • Cid Moreira (1927) é um jornalista, locutor e apresentador brasileiro, que fi...
  • Yudi Tamashiro (1992) é um apresentador de televisão, cantor e dançarino bras...
  • Ronnie Von (1944) é um apresentador, cantor e empresário brasileiro. Na décad...
  • Luciana Gimenez (1969) é uma modelo, atriz e apresentadora de TV brasileira...
  • David Letterman (1947) é um apresentador, produtor de televisão e cinema e hu...

Última atualização: 25/11/2019

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).