Anderson Silva

Lutador brasileiro de MMA
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Anderson Silva

Anderson Silva (1975) é um lutador brasileiro de MMA (Artes Marciais Mistas). Recordista de vitórias da UFC (Ultimate Fighting Championship) foi considerado o melhor do mundo na categoria dos pesos-médios.

Anderson Silva nasceu em São Paulo, no dia 14 de abril de 1975. Com 4 anos mudou-se para a casa dos tios, a quem chamava de pais, em Curitiba, onde começou a treinar taekwondo e com 18 anos já era faixa preta da modalidade.

Anderson também treinou jui-jitsu e muay thai, alcançando faixa preta em ambas. Tentou ser jogador de futebol, marcando um teste no Corinthians, mas chegou atrasado e perdeu a oportunidade. Foi então convidado para treinar na academia de boxe do clube.

Início no MMA

Sua estreia como profissional de MMA (Mixed Martial Arts), Artes Marciais Mistas, se deu aos 22 anos de idade vencendo seu adversário no primeiro round, no extinto Brazilian Freestyle Circuit. Nessa época era chamado de “Aranha”, apelido que recebeu quando criança por usar com frequência uma fantasia do homem aranha.

Em seguida, Anderson fez duas lutas no “Mecca”, evento famoso na época, quando a boa exibição no Brasil, o levou para fazer várias lutas internacionais.

Em seguida, Anderson estrou no “Shooto”, onde conquistou seu primeiro cinturão contra o japonês “Tetsuji Kato”, vencendo a luta por decisão unanime dos juízes.

De volta ao Brasil, após conquistar várias vitórias, em 2001, teve sua primeira oportunidade de disputar e conquistar o cinturão dos pesos-médios em um grande evento do MMA, quando lutou contra o japonês Hayato Sakurai e venceu por decisão unanime dos juízes., conquistando seu primeiro cinturão.

Em 2002, Anderson Silva passou a lutar no “Pride” e em sua primeira luta venceu o americano Alex Steibling por nocaute técnico no primeiro round. Em suas duas lutas seguintes venceu por decisão unanime.

Ainda no Pride, Anderson Silva enfrentou o japonês Daiju Takase, mas foi derrotado. Nessa época, participou de outros eventos. Venceu, por nocaute técnico o brasileiro Waldir dos Anjos e em 2004 venceu por decisão unanime o americano Jeremy Hon.

Sua estreia no Case Rage se deu em Londres quando lutou pelo cinturão dos médios derrotando o britânico Lee Murray conquistando o segundo cinturão de expressão de sua carreira.

Fez mais três lutas pela organização, todas em Londres, e saiu vitorioso em todas elas.

UFC

No dia 28 de junho de 2006, Anderson Silva fez sua estreia no UFC (Ultimate Fighting Championship), principal organização de MMA, enfrentando Chirs Leben, então invicto na carreira, e precisou de apenas 49 segundos para nocautear o norte-americano na noite do UFC Fight Night 5.

Em outubro venceu por nocaute o americano Rich Franklin, então campeão dos pesos médio, com uma sequência de joelhadas, conquistando o cinturão da categoria.

Anderson Silva conquistou um total de 17 vitórias seguidas, sendo dez defesas de cinturão, tornando-se o dono da maior sequência de títulos com vitórias defendidos no UFC.

No dia 6 de fevereiro de 2011, Anderson Silva enfrentou o brasileiro Vitor Belfort, pelo cinturão dos pesos-médios do UFC. A luta durou pouco menos de quatro minutos, quando Belfort foi nocauteado por um forte chute no rosto.

Anderson Silva

A luta de MMA realizada no Mandalay Bay Events Center, em Las Vegas, Estados Unidos, foi considerada a “luta do ano” e um divisor de águas do MMA no Brasil, uma vez que a partir deste evento aumentou o interesse pelo esporte no país.

A sequência de títulos só foi interrompida no dia 6 de julho de 2013 após Anderson Silva perder o cinturão dos pesos-médios do UFC para o americano Chris Weidman.

Em dezembro do mesmo ano, Anderson voltou a enfrenta-lo, porém, em um chute teve fraturada a sua perna esquerda. Com a perna quebrada, o brasileiro foi declarado derrotado e ficou mais de um ano em recuperação.

Mesmo derrotado, Anderson recebeu cerca de R$ 1,32 milhões, 12,5 vezes mais que Chirs Wiedmam.

Retorno ao UFC

Após a fratura na perna, Anderson renovou seu contrato com o UFC, afastando as especulações de que estaria se aposentando.

No dia 1.º de fevereiro de 2015, Anderson derrotou por pontos o americano Nick Diaz, mas depois o resultado foi alterado, pois foi flagrado no exame antidoping, realizados nos dias 9, 19 e 31 de janeiro.

Depois de cumprir um ano de punição, Anderson voltou ao octógono no dia 27 de fevereiro de 2016 enfrentando o inglês Bisping, no UFC em Londres, quando perdeu por decisão unânime dos juízes.

No dia 7 de julho de 2016, enfrentou Cormier no UFC 200, em Las Vegas, mas no 3.º round também foi derrotado, por decisão dos juízes

Realizando projetos paralelos, Anderson ficou um tempo afastado do octógono, só retornando no dia 12 de fevereiro de 2017, enfrentado Derek Brunson, no UFC 2018 em Nova Iorque.

Anderson venceu o americano em uma decisão unanime dos juízes, provocando polêmica na imprensa que esperava a vitória de Brunson.

No dia 2 de fevereiro de 2018, foi anunciado que Anderson Silva foi mais uma vez testado positivo no doping em uma coleta realizada em 26 de outubro de 20017.

Lutas mais recentes

Em 9 de fevereiro de 2019, Anderson enfrentou pelo UFC 234, em Melbourne, Austrália, o peso-médio nigeriano Israel Adesanya, invicto em suas 15 lutas de MMA, e foi derrotado.

Anderson Silva foi considerado um dos maiores lutadores de todos os tempos, tendo minado a categoria dos pesos-médios por muitos anos possui em sua carreira 34 vitórias e 8 derrotas.

No dia 31 de outubro de 2020, aos 45 anos, Anderson se despede de sua carreira no UFC, na luta contra o jamaicano Uriah Hall, nove anos mais novo, sem a presença do público que o idolatrava.

Anderson Silva

Anderson foi superado no quarto round sofrendo o nocaute técnico e 1 minuto e 24 segundos de luta. No final, durante alguns minutos, Anderson ficou sozinho no centro de octógono, se despedindo do local no qual conquistou o mundo

Casamento e filhos

Anderson Silva

Em 2017, depois de 25 anos juntos, Anderson Silva e Dayane Silva oficializaram a união. O casamento foi realizado em Los Angeles, onde têm uma casa e vivem com seus cinco filhos.

Dilva Frazão
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Ryan Gracie (1974-2007)foi um lutador brasileiro de Jiu-Jitsu, ganhador de co...
  • Bruce Lee (1940-1973) foi um lutador de artes marciais, ator e roteirista nor...
  • Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros (1978-2021) foi um ator, humorista e...
  • Monteiro Lobato (1882-1948) foi escritor e editor brasileiro. "O Sítio do Pic...
  • Romero Britto (1963) é um pintor e escultor brasileiro. Radicado em Miami, no...
  • Vinicius de Moraes (1913-1980) foi um poeta e um dos maiores compositores da...
  • Mauricio de Sousa (1935) é um cartunista e empresário brasileiro. Criou a "Tu...
  • Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) foi um poeta brasileiro. "No meio do C...
  • Luiz Gonzaga (1912-1989) foi um músico brasileiro. Sanfoneiro, cantor e compo...
  • Castro Alves (1847-1871) foi um poeta brasileiro. O último grande poeta da Te...