Aníbal Beça

Poeta brasileiro

Biografia de Aníbal Beça

Aníbal Beça (1946-2009) foi um poeta, jornalista e compositor brasileiro. Foi repórter, redator e editor em diversos jornais de Manaus. Foi diretor de produção da TV Cultura do Amazonas.

Aníbal Beça (Aníbal Augusto Ferro de Madureira Beça Neto) (1946-2009) nasceu em Manaus, Amazonas, no dia 13 de setembro de 1946. Filho de Alfredo Antônio de Magalhães Beça e de Clarice Corrêa Beça. sua avó materna era sobrinha do escritor Aluísio Azevedo. Fez seus primeiros estudos em Manaus, e na adolescência estudou no Colégio São Jacó, em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre conviveu com o poeta Mário Quintana.

De volta a sua cidade natal dedicou-se à poesia e à música. Entre as décadas de 60 e 80 atuou como colunista, redator e repórter em diversos jornais de Manaus. Foi também diretor de produção da TV Cultura do Amazonas, época em que idealizou o suplemento literário “O Muhra”, editado pela própria secretaria.

Em 1966 publicou seu primeiro livro de poemas “Convite Frugal”. Sua poesia, de conteúdo reflexivo tem como tema a condição humana e a preocupação com o sentido da existência, do tempo e sua inconstância e do amor e seus desencontros. Em alguns de seus poemas apresenta versos curtos, vertidos de uma linguagem telegráfica, econômica.

Entre ao obras de Aníbal Beça destacam-se: “Filhos das Várzeas” (1984), uma das obras mais representativas da literatura regional, “Marupiara – Antologia de Novos Poetas do Amazonas” (1988), “Suite para os Habitantes da Noite” (1995), vencedor do Prêmio Nestlé de Poesia da Literatura Brasileira, “Banda da Asa” (1998), “Folhas da Selva” (2006) e “Noite Desmedida & Terna Colheita” (2006).

Aníbal Beça foi vice-presidente da União Brasileira de Escritores (UBE-AM), presidente da ONG “Gens da Selva”, Presidente do Sindicato de Escritores do Estado do Amazonas, Presidente do Conselho Municipal de Cultura e Membro da Academia Amazonense de Letras. Era também membro do Clube da Madrugada, entidade que reunia os movimentos renovadores das áreas literárias e artísticas do Amazonas. Em 1999 representou o Brasil no VIII Festival Internacional de Poesia de Medellin, na Colômbia.

Envolvido com a música, Aníbal Beça deixou contribuições como compositor, produtor de espetáculos e de discos. É autor de vários sucessos da música popular regional. Participou ativamente de diversas manifestações culturais do Amazonas. Em 1968 venceu o I Festival da Canção do Amazonas. Conquistou ao todo, 18 primeiros lugares em festivais no Brasil e no exterior.

Aníbal Beça faleceu em Manaus, Amazonas, no dia 25 de agosto de 2009.

Veja também as biografias de:

Última atualização: 14/07/2016