Aníbal Machado

Escritor brasileiro

Biografia de Aníbal Machado

Aníbal Machado (1894-1964) foi um escritor e professor brasileiro. Ensaísta e contista, ele foi considerado um dos mais importantes mestres do conto na literatura brasileira.

Aníbal Monteiro Machado (1894-1964) nasceu em Sabará, em Minas Gerais, no dia 9 de dezembro de 1894. Seus primeiros estudos foram feitos em casa e aos 12 anos foi para Belo Horizonte, onde iniciou o curso ginasial, seguindo para o Rio de Janeiro onde terminou o curso secundário no colégio Aníbal. Em 1913 retornou para Belo Horizonte, onde ingressou na Faculdade de Direito, concluindo o curso em 1917.

Ainda estudante na faculdade, publicou os primeiros trabalhos literários, na revista Vida de Minas, assinados com o pseudônimo de Antônio Verde. Em 1919, já casado, é nomeado promotor em Airuoca. Em 1921, encontra-se novamente em Belo Horizonte, como professor interino de História, no Ginásio Mineiro. Nesse período conhece Carlos Drummond de Andrade, João Alphonsus e outros intelectuais mineiros. Começa a colaborar com Crônicas no Estado de Minas.

Em 1922 passa a residir no Rio de Janeiro, onde trabalha em diversos cargos, em geral ligados ao Ministério da Justiça. Em 1930 é nomeado Distribuidor da Justiça Local, passando posteriormente a ser Oficial do Registro Civil, cargo que exerceu até o fim de sua vida. Sua casa se torna um ponto de encontro cultural importante da cidade, reunindo escritores, artistas plásticos e atores.

Apesar de muito ligado ao movimento literário de seu tempo, Aníbal Machado deixou poucos livros publicados. Em 1925 publicou seu primeiro conto “O Rato, o Guarda Civil e o Transatlântico”, na revista Estética. Em 1926 inicia o romance de toque surrealista, “João Ternura”, porém interrompida e só concluída mais tarde. Participa da segunda fase do movimento antropofágico. Em 1930 funda O Jornal do Povo, que teve uma vida curta.

Em 1941 publica uma conferência sobre cinema “O Cinema e Sua Influência na Vida Moderna”. Nesse mesmo ano organiza a divisão de arte moderna do Salão Nacional de Belas Artes (SNBA). Em 1944 lança seu primeiro livro de contos “Vida Feliz”, que, com uma perfeição artesanal, com o aprofundamento dos temas tirados do cotidiano, onde se fundem tragédia e lirismo, às vezes com uma pitada de humor, onde se encontram obras-primas da história do conto brasileiro, entre eles, “A Morte da Porta Estandarte”.

Em 1945, Aníbal Machado é eleito presidente da Associação Brasileira de Escritores e organiza o 1º Congresso Brasileiro de Escritores, em São Paulo. Escreveu ainda “ABC das Catástrofes e Topografia da Insônia” (1951). Nesse mesmo ano, participa da fundação, com sua filha, a escritora e dramaturga Maria Clara Machado, do teatro Tablado, que se tornou importante escola na formação de grandes atores. Adaptou textos de importantes escritores e escreveu a peça “O Piano”, posteriormente adaptada para novela.

Em 1955 publicou “Poemas em Prosa”, reflexões e ensaios poéticos, obra que reaparecerá reunida, em edição aumentada, em “Cadernos de João” (1957). Em 1959 apresenta toda a sua produção novelística em “Histórias Reunidas”, livro que vem confirmar o seu lugar de mestre da história curta. Um ano após sua morte, em edição póstuma, é publicado seu famoso romance “João Ternura”, que havia retomado e concluído no fim da vida.

Aníbal Machado faleceu no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, no dia 20 de janeiro de 1964.

Veja também as biografias de:
  • Monteiro Lobato (1882-1948) foi escritor e editor brasileiro. "O Sítio do Pic...
  • Ariano Suassuna (1927 - 2014) foi um escritor brasileiro. O Auto da Compadeci...
  • Graciliano Ramos (1892-1953) foi um escritor brasileiro. O romance "Vidas Sec...
  • Oswald de Andrade (1890-1954) foi escritor brasileiro. Fundou junto com Tarsi...
  • Jorge Amado (1912-2001) foi um escritor brasileiro. O romance "Gabriela Cravo...
  • Mário de Andrade (1893-1945) foi um escritor brasileiro. Publicou "Pauliceia...
  • Euclides da Cunha (1866-1909) foi um escritor brasileiro, autor da obra "Os S...
  • Érico Veríssimo (1905-1975) foi escritor brasileiro. Olhai os Lírios do Campo...
  • Bernardo Guimarães (1825-1884) foi um romancista e poeta brasileiro. "A Escra...
  • Guimarães Rosa (1908-1967) foi escritor brasileiro. O romance "Grande Sertão:...

Última atualização: 10/12/2015