Sérgio Buarque de Holanda

Historiador brasileiro

Biografia de Sérgio Buarque de Holanda

Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982) foi um historiador brasileiro. Autor do clássico "Raízes do Brasil". Foi também crítico literário, jornalista e professor. Sua vida foi praticamente dedicada ao trabalho acadêmico. Foi catedrático da Universidade de São Paulo, até 1969, quando se aposentou, em protesto contra a cassação de professores da USP, entre eles, o sociólogo Fernando Henrique Cardoso.

Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982) nasceu em São Paulo, no dia 11 de julho de 1902. Filho de Cristóvão Buarque de Holanda e Heloísa Gonçalves Moreira Buarque de Holanda. Foi aluno da Escola Caetano de Campos, do Ginásio São Bento e da Faculdade de Direito da Universidade do Rio de janeiro, atual Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Rio de Janeiro.

Em 1921, Sérgio muda-se com a família, para o Rio de Janeiro. Em 1922 participou do Movimento Modernista, como correspondente da cidade do Rio de Janeiro, para a revista Klaxon, publicação mensal dedicada à propagação das ideias modernistas. Em 1925, concluiu o curso de Direito. Em 1926, muda-se para Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, para assumir o cargo de diretor do jornal O Progresso.

Em 1927 voltou a residir no Rio de Janeiro e passou a escrever para o Jornal do Brasil. Entre 1929 e 1930, foi correspondente dos Diários Associados em Berlim. De volta ao Brasil, em 1936, passa a lecionar História Moderna e Contemporânea, na Universidade do Rio de Janeiro.

Nesse mesmo ano publica "Raízes do Brasil", onde faz uma revisão da História do Brasil e pontua algumas mazelas da vida social e política do Brasil. A obra revolucionou a visão que se tinha do país, até então e, se torna um clássico da historiografia e das ciências sociais do Brasil.

Sérgio casou-se com Maria Amélia de Carvalho Cesário Alvim, com quem teve sete filhos, entre eles os músicos Chico Buarque de Holanda, Cristina Buarque e Heloísa Maria (Miúcha).

Sérgio Buarque de Holanda assumiu em 1939, a direção da Seção de Publicações, do Instituto Nacional do Livro. Em 1941 vai para os Estados Unidos, como professor visitante em várias universidades. De volta ao Brasil, em 1946, assumiu a direção do Museu Paulista, na vaga deixada pelo seu antigo professor Afonso E. Taunay.

Entre 1953 e 1955 reside em Roma com a família, onde assume a cátedra da cadeira de Estudos Brasileiros na Universidade de Roma. Em 1957 publica "Caminhos e Fronteiras". Recebe o Prêmio Edgard Cavalheiro, do Instituto Nacional do livro. Em 1962 é eleito primeiro diretor do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Entre 1963 e 1967 foi professor convidado de universidades no Chile e nos Estados Unidos.

Sérgio Buarque de Holanda recebeu, em 1980, o Prêmio Juca Pato, da União Brasileira de Escritores e o Prêmio Jabuti de Literatura, da Câmara Brasileira do Livro.

Sérgio Buarque de Holanda faleceu em São Paulo, no dia 24 de abril de 1982.

Veja também as biografias de:
  • Amaro Quintas (1911-1998) foi historiador brasileiro. Sócio do Instituto Arqu...
  • Dr. João de Azevedo Carneiro Maia Dr João de Azevedo Carneiro Maia (1820-1902) foi jurista, escritor e historia...
  • Heródoto (484 a.C.-425 a.C) foi um importante historiador grego da antiguidad...
  • Hippolyte Taine (1828-1893) foi um historiador, crítico literário e pensador...
  • Plínio, o Velho (23-79) foi um historiador, naturalista e oficial romano. Foi...
  • Barão de Coubertin (1863-1937) era um título de nobreza do historiador e peda...
  • Tucídides (460?-395?a.C.) foi historiador da Grécia antiga. Escreveu a His...
  • Plutarco (46 - 126) foi um historiador, filósofo e prosador grego. Escreveu s...
  • Xenofonte (430 a.C.-355 a.C.) foi um historiador, filósofo e general grego. F...
  • Monteiro Lobato (1882-1948) foi escritor e editor brasileiro. "O Sítio do Pic...

Última atualização: 26/04/2016