Dalva de Oliveira

Cantora brasileira

Biografia de Dalva de Oliveira

Dalva de Oliveira (1917-1972) foi uma cantora brasileira que fez sucesso nos anos 30, 40 e 50. Com uma extensão vocal que ia do contralto ao soprano, recebeu o apelido de “Rouxinol do Brasil”.

Dalva de Oliveira (1917-1972), nome artístico de Vicentina de Paula Oliveira, nasceu em Rio Claro, interior do Estado de São Paulo, no dia 5 de maio de 1917. Filha mais velha de Mário de Oliveira, um carpinteiro, e da portuguesa Alice do Espírito Santo. Seu pai que era músico nas horas vagas, tocava clarinete e organizava serenatas com seus amigos músicos. Com oito anos Dalva ficou órfã de pai e em busca de trabalho, sua mãe mudou-se para São Paulo levando as quatro filhas. Em São Paulo, trabalhou como governanta e colocou as filhas em um internato.

Em 1934, a família se muda para o Rio de Janeiro. Dalva passa a frequentar o Cine Pátria onde conhece e logo inicia um namoro com Herivelto Martins, que trabalhava ao lado de Francisco Sena formando o dueto Preto e Branco. Dalva ingressa no grupo e passam a se apresentar como “Dalva de Oliveira e Dupla Preto e Branco”. Em 1936, Francisco morre sendo substituído por Nilo Chagas. Em 1937 lançam “O Trio de Ouro”, nome dado por César Ladeira. Nesse mesmo ano, Dalva e Herivelto se casam. Dessa união nasceu, Peri, que se tornou um grande cantor conhecido como “Pery Ribeiro” e Ubiratan.

Com o trio, Dalva gravou diversas músicas de sucesso, entre elas: “Ceci e Peri”, “Batuque no Morro”, “Adeus Estácio”, “Lamento Negro” e “Lá na Mangueira”. Em 1947, com a separação do casal, o trio se desfez. Era o início de uma longa batalha judicial pela guarda dos filhos, que acabaram sendo levados para um internato. Em 1950, Dalva retomou a carreira solo e em 1951 lançou as músicas “Tudo Acabado”, “Olhos Verdes” e “Ave Maria do Morro”. Em 1952 recebeu o título de “Rainha do Rádio”.

Ainda em 1952, em uma excursão a Buenos Aires, Dalva conheceu o ator Tito Climent, que se tornou seu empresário e mais tarde seu segundo marido. Morando em Buenos Aires, o casal adotou Dalva Lúcia Oliveira Climent. Em 1963 o casal se separa e Dalva retorna ao Brasil, perde a guarda da filha e passa a morar sozinha em seu casarão no Rio de Janeiro. Todos os anos, ela dava um tempo em sua agenda e recebia seus filhos na sua casa durante as férias escolares do mês de janeiro.

Em 1965, Dalva sofreu um grave acidente automobilístico, ao lado de seu namorado, Manuel Nuno, modesto rapaz, vinte anos mais jovem que ela, sendo obrigada a dar um tempo na carreira. No fim dos anos 60, Dalva se casa com Manuel e comemora com uma festa em sua mansão. Dalva de Oliveira, que fez grande sucesso com as músicas “Bandeira Branca”, “Ave Maria do Morro”, “Tudo Acabado”, “Errei Sim”, “Hino ao Amor”, “Estão Voltando as Flores”, entre outras, foi considerada uma das maiores vozes da música brasileira.

Dalva de Oliveira faleceu no Rio de Janeiro, no dia 30 de agosto de 1972.

Veja também as biografias de:
  • Elis Regina (1945-1982)foi uma cantora brasileira. Por sua performance versát...
  • Ivete Sangalo (1972) é cantora e compositora brasileira. Grande representante...
  • Pitty (1977) é uma cantora brasileira de rock, considerada uma das maiores do...
  • Paula Fernandes (1984) é uma cantora e compositora, brasileira...
  • Claudia Leitte (1980) é uma cantora e compositora brasileira de música Pop e...
  • Maria Bethânia Viana Teles Veloso (1946), conhecida como , é um...
  • Elba Ramalho (1951) é uma cantora e atriz paraibana, uma das principais intér...
  • Gaby Amarantos (1978) é uma cantora brasileira que virou atração do pop nacio...
  • Bruna Viola Bruna Viola (1993) é uma cantora, compositora e violeira brasileira, que conq...
  • Larissa Manoela (2000) é uma atriz, cantora, modelo e dubladora brasileira.Pr...

Última atualização: 09/05/2017