Epicuro

Filósofo grego
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Epicuro

Epicuro (341-271 a.C.) foi um filósofo da Grécia Antiga, o fundador do “Epicurismo” – sistema filosófico que proclamava o prazer obtido mediante a prática da virtude como o único bem superior do homem.

O epicurismo foi uma das mais importantes filosofias do período pós-socrático. Os princípios enunciados por Epicuro resumem-se em evitar a dor e procurar os prazeres moderados para alcançar a sabedoria e a felicidade.

Epicuro nasceu na ilha de Samos, Grécia, no ano 341 a.C. Desde muito jovem, interessou-se pela filosofia. Assistiu as aulas do filósofo platônico Pânfilo, em Samos, e as de Nausífanes, discípulo de Demócrito, em Teos.

Com 18 anos, Epicuro viajou para Atenas, onde ouviu os ensinamentos de Xenócrates, sucessor de Platão na Academia. Após diversas viagens, ensinou em Mitilene e Lampsaca.

Escola de Epicuro

Em 306 a.C., Epicuro voltou a Atenas, comprou uma propriedade e fundou sua própria escola, que chamou de “Jardim”, onde formou uma comunidade e conviveu com amigos e discípulos, entre eles Metrodoro e Polieno.

Segundo Diógenes Laércio, principal fonte de informação sobre Epicuro, o mestre desenvolveu sua filosofia em mais de 300 volumes, mas esse legado se perdeu no tempo.

Epicuro elaborou estudos sobre física, astronomia, meteorologia, ética, psicologia e teologia. De seus escritos só se conhecem três cartas e uma coleção de sentenças morais e aforismos.

A física epicurista inspirou-se na doutrina de Demócrito e propõe um universo infinito e vazio que contém corpos constituídos de átomos, elementos indivisíveis, que se encontram em constante movimento.

Segundo Epicuro, a alma é uma entidade física distribuída por todo o corpo. Quando o indivíduo morre, ela se desintegra nos átomos que a constituem. A percepção sensorial, por meio da alma, é a única fonte de conhecimento e, por isso, os epicuristas aconselhavam o estudo da natureza para alcançar a sabedoria.

Epicuro pregava um bom relacionamento entre mestre e aluno. Era um filósofo pessimista, mas um pessimista sorridente.

Pregava ele que a vida é, quando muito, uma tragédia. “Que não somos os filhos de Deus, mas os enteados da natureza”, que “Nascemos e vivemos por acaso.” “Depois da morte, não há outra vida”.

Epicuro não acreditava na imortalidade. “Por que temer a morte e os infernos se a alma não passa de um conjunto de átomos que se desintegram com o corpo?”

Supõem os historiadores que Epicuro foi o primeiro homem da história a sugerir uma teoria semelhante à darwiniana. Escreveu um esboço extraordinariamente moderno da evolução da espécie 2 300 anos antes de Darwin.

Epicurismo

Segundo os estudiosos, o epicurismo é essencialmente a filosofia da Grécia em crise, e significou uma moral para gente com medo do mundo, do qual fugia para se confinar no estreito egoísmo.

No sistema filosófico de Epicuro, era dever do homem tornar a sua vida presente a melhor possível, e que o supremo bem estava no prazer.

Epicuro aparece na história como o filósofo do prazer, os mais tranquilos prazeres do pensamento. Para ele, o supremo bem está no prazer autêntico obtido mediante a prática da virtude como o único bem supremo do homem. 

Pregava ele que o sábio deve afastar-se dos desejos impetuosos, cheios de violência e angústia, deve evitar as paixões eróticas ou políticas, que serão fontes de dor. Os Homens devem desembaraçar-se do temor aos deuses e das ambições, para obter o uso racional e moderado dos prazeres.

Segundo o epicurismo, o homem deve cultivar a felicidade da vida simples. Aprender a gozar do pouco que tem e evitar os excitamentos de ambicionar mais. O homem deve ser contente e cultivar um tranquilo senso de humor. Aprender a sorrir diante das loucas ambições de vossos amigos, mas também auxiliá-los nas suas necessidades.

A filosofia de Epicuro baseia-se no prazer da amizade. Para ele, o homem deveria desenvolver o talento de adquirir amigos. Dizia ele: “Não podeis ser mais felizes do que quando partilhais vossa felicidade com vossos amigos”.

Epicuro mostrou-se um amigo tão devotado porque era um egoísta e pregou a doutrina do egoísmo, mas um egoísmo esclarecido, baseado na regra do dar e tomar:

“Deveis dar prazer a fim de receber prazer. Não deveis infligir qualquer injúria, se não desejais sofrer qualquer injúria. Vivei e deixai viver, pois o mais sensível meio de ser egoísta é não ser egoísta. Sereis vosso melhor amigo sendo um bom amigo para os outros”.

Para o epicurismo, os homens não devem temer a morte e os infernos, uma vez que a alma não passa de um conjunto de átomos que se desintegram com o corpo.

Após a sua morte, Epicuro tornou-se objeto de culto para os epicuristas, o que contribuiu para aumentar, conservar e propagar a doutrina. O epicurismo foi a primeira filosofia grega difundida em Roma, tanto entre os humildes, quanto entre figuras importantes como Pisão, Cássio, Pompônio, Ático e outros.

O epicurismo romano contou com autores como Lucrécio e se manteve vivo até o princípio do século IV da era cristã, como poderoso rival do cristianismo.

Epicuro faleceu em Atenas, Grécia, no ano 271 a. C.

Frases de Epicuro

  • “De todos os prazeres do mundo, o maior e o mais duradouro é a amizade.”
  • “A morte não é nada para nós, pois, quando existimos, não existe a morte, e quando existe a morte, não existimos mais.”
  • “A amizade e a lealdade residem numa identidade de almas raramente encontrada.”
  • “Nada é bastante ao homem para quem tudo é demasiado pouco.”
  • “Queres ser rico? Pois não te preocupes em aumentar os teus bens, mas sim em diminuir a tua cobiça.”
Dilva Frazão
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Aristóteles (384-322 a.C) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores...
  • Sócrates (470-399 a.C.) foi um filósofo grego. “Conhece-te a ti mesmo” é a es...
  • Tales de Mileto (624-558 a.C.) foi um filósofo, matemático e astrônomo grego,...
  • Heráclito (540 a.C. – 470 a.C.) foi um filósofo pré-socrático da Ásia Menor...
  • Demócrito (460-370 a.C.) foi um filósofo grego do período pré-socrático e agr...
  • Anaxímenes (585 a.C-524 a.C.) foi um filósofo grego, do período pré-socrático...
  • Parmênides (510 – 445 a. C.) foi um filósofo grego da Antiguidade, o primeiro...
  • Anaximandro (610 a.C. – 546 a.C.) foi um filósofo grego, pré-socrático. Acred...
  • Empédocles (495 a.C-430 a.C.) foi um filósofo grego pré-socrático. Afirmava q...
  • Anaxágoras (500 a.C.-428 a.C.) foi um filósofo do período pré-socrático da Ás...