Enrico Fermi

Físico italiano

Biografia de Enrico Fermi

Enrico Fermi (1901-1954) foi físico italiano. Desenvolveu o primeiro reator nuclear. Recebeu o prêmio Nobel de Física pela identificação de novos elementos radioativos e pela descoberta das reações nucleares efetuadas pelos nêutrons lentos.

Enrico Fermi (1901-1954) nasceu em Roma, Itália, no dia 29 de setembro de 1901. Seu pai era diretor de divisão da ferrovia da Itália e sua mãe era professora primária. Abalado com a morte prematura de seu irmão mais velho, seu amigo inseparável, Enrico dedicou-se aos estudos. Junto com seu colega de turma Enrico Persico, transformou o estudo científico em divertimento. Determinaram o campo magnético terrestre e desenvolveram a teoria do giroscópio.

Em 1918 Fermi entra na universidade em Pisa, período em que escreve artigo sobre cordas vibrantes, que lhe valeu uma bolsa de estudos para continuar na universidade. Em 1922 consegue o grau de doutor em Física com um trabalho sobre raio X. Fermi recebe uma bolsa de estudos do Ministério da Instrução Pública da Itália, para estudar com Max Born, na Universidade de Goettingen, na Alemanha.

Em 1924, de volta à Itália, passa a lecionar na Universidade de Roma. Em 1928 casa-se com a judia Laura Capon. Em 1930, passa a lecionar na Universidade de Michigan e em 1934 faz uma série de palestras no Brasil e na Argentina.

Enrico Fermi, sua esposa e filhos, em 1938, recebem autorização e vão para a Suécia, onde Fermi vai receber o prêmio Nobel de Física. Em seguida a família vai direto para Nova Iorque, por causa das leis anti-semitas, uma vez que Laura era judia. Fermi tinha a sua disposição um cargo na Universidade de Columbia.

Ainda em 1938, em meio a suas pesquisa, Fermi bombardeou o urânio com nêutrons. O núcleo do átomo de urânio capturou o nêutron, alterou-se então o núcleo do átomo, o urânio não era mais urânio, mas um novo elemento o netúnio. Enrico Fermi trabalhando na Columbia, verificou a real fissão do núcleo e assim começou o "Manhattan Project", nome dado pelo Departamento de Defesa ao projeto da bomba atômica.

Em 1942, com o auxílio de muitos outros cientistas, Fermi construiu uma pilha atômica, que funcionou pela primeira vez no dia 2 de dezembro. Em 1944 torna-se cidadão americano. Em 1954, Fermi recebe o prêmio de 25 000 dólares da Comissão de Energia Atômica dos Estados Unidos, em reconhecimento por sua contribuição ao desenvolvimento da pilha atômica.

Enrico Fermi morre de câncer de estômago, em Chicago, no dia 28 de novembro de 1954.

Veja também as biografias de:

Última atualização: 27/07/2012

Por Dilva Frazão
Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.