Gregor Mendel

Biólogo austríaco

Biografia de Gregor Mendel

Gregor Mendel (1822-1884) foi um biólogo, botânico e monge austríaco. Descobriu as leis da genética, que mudaram o rumo da biologia.

Gregor Johann Mendel (1822-1884) nasceu em Heinzendorf, Áustria, no dia 22 de julho de 1822. Filho de camponeses, observava e estudava as plantas. Sua vocação científica desenvolveu-se paralela à vocação religiosa. Frequentou o ginásio de Troppau e estudou dois anos no instituto de Filosofia de Ormütz, depois Olomouc, hoje na República Tcheca.

Em 1843, com 21 anos, Mendel entrou para o Mosteiro Agostiniano de São Tomás, em Brünn, antigo Império Austro-Húngaro, hoje República Tcheca, onde foi ordenado padre e, passou a estudar teologia e línguas. Em 1847 ordenou-se e em 1851 foi enviado pelo abade à Universidade de Viena, para estudar ciências naturais, matemática e física. Três anos depois, voltou para Brünn.

Leis de Mendel

Gregor Mendel passou a dividir seu tempo entre lecionar numa escola técnica e plantar ervilhas-de-cheiro no jardins do mosteiro iniciando suas experiências com hibridação (cruzamento de espécies diferentes). Foram dez anos dedicados ao cruzamento de 22 variedades e acompanhando sete fatores com base na cor e forma da semente, forma da vagem, altura do caule etc., que lhe forneceram dados para formular as leis relativas à hereditariedade.

  • A primeira lei chamada “lei do monoibridismo”, foi resultado de uma série de cruzamentos com ervilhas durante gerações sucessivas e, mediante a observação do predomínio da cor (verde ou amarela), que lhe permitiu formular que existe nos híbridos uma característica dominante e uma recessiva. Cada caráter é condicionado por um par de fatores (genes) que se separam na formação dos gametas.
  • A segunda lei chamada “lei da recombinação ou da segregação independente” foi formulada com base na premissa segundo a qual a herança da cor era independente da herança da superfície da semente, ou seja, num cruzamento em que estejam envolvidos dois ou mais caracteres, os fatores que determinam cada um deles se separam de forma independente durante a formação dos gametas e se recombinam ao acaso, para formar todas as recombinações possíveis.

Reconhecimento Tardio

Os trabalhos de Mendel sobre hereditariedade que projetaram nova luz nas leis da herança não tiveram repercussão no meio científico da época. Sem estímulo para continuar e sobrecarregado com seus deveres administrativos no mosteiro, em 1868, ele abandonou por completo o trabalho científico. Sua obra permaneceu ignorada até o século XX, quando alguns botânicos, em pesquisas independentes, chegaram a resultados semelhantes e resgatam as leis de Mendel.

Johann Gregor Mendel faleceu em Brünn, República Tcheca, vítima de doença renal, no dia 6 de janeiro de 1884.

Obras de Gregor Mendel

  • Experiências Sobre Híbridos das Plantas (1865)
  • Alguns Híbridos do Hieracium  Obtidos por Fecundação Artificial (1869)
Veja também as biografias de:
  • Karl Landsteiner (1868-1943) foi um médico e biólogo austríaco, responsável p...
  • Nikola Tesla (1858-1943) foi um inventor austríaco que deixou importantes con...
  • Karl Popper (1902-1994) foi um filósofo austríaco que elaborou teorias que re...
  • Gustav Klimt (1862-1918) foi um pintor simbolista austríaco, líder do Movimen...
  • Ludwig Wittgenstein (1889-1951) foi um filósofo austríaco que contribuiu com...
  • Franz Schubert (1797-1828) foi um compositor erudito austríaco, conhecido pel...
  • Johann Strauss (filho) (1825-1899) foi um importante músico, compositor e reg...
  • Wilhelm Reich (1897-1957) foi um importante psiquiatra e psicanalista austría...
  • Robert Musil (1880-1942) foi um escritor austríaco, autor da obra prima, “Um...
  • Joseph Haydn (1732-1809) foi um compositor austríaco, o primeiro nome do clas...

Última atualização: 19/11/2018

Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.