Arquimedes

Físico grego

Biografia de Arquimedes

Arquimedes (287–212 a.C) foi um físico, matemático e inventor grego. A "Espiral de Arquimedes" e a "Alavanca" são algumas de suas invenções. Desenvolveu a ideia de "gravidade específica", denominada de "Princípio de Arquimedes".

Arquimedes (287 a.C.-212 a.C.) nasceu na colônia grega de Siracusa, na Sicília. Filho de Fídias, um astrônomo grego, que costumava reunir em sua casa a elite de filósofos e homens da ciência. Estudou na escola de Matemática de Alexandria, que na época era o centro intelectual do mundo. Teve contato com o que havia de mais avançado na ciência do seu tempo, convivendo com grandes matemáticos e astrônomos, entre os quais Eratóstenes de Cirene, o matemático que fez o primeiro cálculo da circunferência da terra.

De volta a sua cidade, resolveu colocar em prática uma série de projetos. Chegou à ideia da gravidade específica, denominada de "Princípio de Arquimedes", no qual afirmou "Qualquer corpo mais denso que um fluido, ao ser mergulhado neste, perderá peso correspondente ao volume de fluido deslocado". Passou então a comparar o peso de um volume dos materiais, com o peso correspondente de água.

Inventou um dispositivo em espiral para elevar água, "Parafuso de Arquimedes", que consiste numa espécie de mola espiral, ajustada dentro de um cilindro, que ao girar, a água vai subindo no cilindro. Arquimedes desenvolveu as fórmulas da área da superfície e do volume da esfera, como também as fórmulas para os cilindros nos quais a esfera pudesse se ajustar.

Voltou suas criações para os engenhos de guerra, desenvolveu a alavanca, que permite mover pesadas cargas. Seu conhecimento de alavancas foi usado em catapultas. Declarou Arquimedes: "Deem-me um ponto de apoio e uma alavanca e eu moverei a terra". Criou enormes espelhos destinados a dirigir os raios solares sobre as velas dos navios inimigos, ateando-lhes fogo. Enormes gruas para agarrar e virar as embarcações inimigas.

Durante as invasões de Siracusa pelas tropas do general romano Marcellus Claudius, a eficiência dos engenhos bélicos criados por Arquimedes, resistiram durante três anos. No ano de 212 a.C., mesmo recebendo ordens para que a vida de Arquimedes fosse poupada, o soldado com um golpe de espada matou o grande inventor. Os romanos o enterram com honras e marcaram seu túmulo com suas figuras favoritas, a esfera e o cilindro.

Veja também as biografias de:

Última atualização: 30/05/2016