Sócrates

Filósofo grego

Biografia de Sócrates

Sócrates (470-399 a.C.) foi um filósofo da Grécia antiga, o primeiro pensador do trio de antigos filósofos gregos, que incluía Platão e Aristóteles, a estabelecer os fundamentos filosóficos da cultura ocidental. “Conhece-te a ti mesmo” é a essência de todo seu ensinamento.

Sócrates nasceu em Atenas, Grécia, no ano de 470 a.C. Filho de um escultor e pedreiro e de uma parteira, da sua infância nada se sabe. Em sua juventude, tomou parte de três campanhas militares.

Entre 406 e 405 a.C., integrou o conselho legislativo de Atenas. Em 404 a.C. arriscou a vida por recusar-se a colaborar em manobras políticas arquitetadas pela dinastia dos Trinta Tiranos, que governavam a cidade.

Homem feito, Sócrates chamava atenção não só pela sua inteligência, mas também pela estranheza de sua figura e seus hábitos. Corpulento, baixo, nariz chato, olhos saltados, vestes rotas, pés descalços, vagava pelas ruas de Atenas.

Sócrates costumava passar horas, mergulhado em seus pensamentos. Quando não estava meditando solitário, conversava com seus discípulos, procurando ajudá-los na busca da verdade.

Período Socrático

Antes de Sócrates surgir no panorama intelectual da Grécia, os filósofos estavam voltados para a explicação natural do universo, período que ficou conhecido como “pré-socrático”.

No final do século V a.C. iniciou-se a segunda fase da filosofia grega, que ficou conhecida como "socrática", onde a preocupação de maior vulto se relacionava com o indivíduo e a organização da humanidade.

Esses filósofos passaram a perguntar: O que é a verdade? O que é o bem? O que é a justiça?

Fontes para o estudo de Sócrates

Sócrates não deixou obra escrita. Achava mais eficiente o intercâmbio direto das ideias, mediante perguntas e respostas entre duas pessoas.

Tudo que chegou até nós sobre Sócrates veio através do filósofo Platão, seu discípulo, em cujos Diálogos o mestre figura sempre como personagem central.

A segunda fonte é o historiador Xenofonte, amigo e frequentador das reuniões de que Sócrates participava. Aristófanes cita ou apresenta Sócrates como personagem de algumas de suas comédias, mas sempre o ridiculariza.

A última fonte é Aristóteles, discípulo de Platão, e que nasceu 15 anos após a morte de Sócrates.

As ideias de Sócrates

Para Sócrates sua maior ambição era ser não somente um mestre, mas um benfeitor da humanidade. Desejava ver a justiça social estabelecida em todo o mundo.

Sócrates não tinha propriamente uma escola, mas um círculo de familiares e de discípulos, com os quais se encontrava no ginásio do Liceu. Tratava dos negócios alheios e esquecia os seus. Sua mulher, Xantipa, dizia que ele era um deus para os jovens atenienses.

Sócrates tinha um meio característico de expressar suas ideias. A fim de transmitir o saber, jamais respondia a perguntas, pelo contrário, fazia perguntas.

Filosofia de Sócrates

O princípio da filosofia de Sócrates está na frase “Conhece-te a ti mesmo”, inscrita no templo de Apolo, em Delfos, para qual deu uma interpretação original.

Para Sócrates, antes de lançar-se em busca de qualquer verdade, o homem precisa se autoanalisar e reconhecer sua própria ignorância.

Sócrates inicia uma discussão e conduz seu interlocutor a tal reconhecimento, através do diálogo. Esta é a primeira fase de seu método, chamada de ironia ou refutação.

Na segunda fase, a maiêutica, Sócrates solicita vários exemplos particulares do que está sendo discutido. Por exemplo, se está procurando definir a coragem, pede descrições de atos corajosos. A maiêutica (técnica de trazer à luz) pressupõe uma crença de Sócrates, segundo a qual:

“A verdade já está no próprio homem, mas ele não pode atingi-la, porque não só está envolto em falsas ideias, em preconceitos, como está desprovido de métodos adequados”.

Derrubados esses obstáculos, chega-se ao conhecimento verdadeiro, que Sócrates identifica como a virtude, contraposta ao vício, o qual se deve unicamente à ignorância. Daí sua famosa frase: “Ninguém faz o mal voluntariamente”.

O sábio que nada sabia

Conta-se que o grego Cerefão foi ao templo de Apolo, na cidade de Delfus, no norte do golfo de Corinto, ansioso para obter uma resposta.

Quando chegou ao templo, perguntou quem era o homem mais sábio de Atenas. Surpreso e confuso foi ter com seu amigo Sócrates. Esse ficou ainda mais surpreso e passou o dia investigando sobre o que dissera o deus.

Segundo Platão, Sócrates concluiu:. “Sou o homem mais sábio de Atenas, porque "só eu sei que nada sei”, dizia ele. Por isso tentava aprender de todos.

Sócrates e Platão

Sócrates não deixou nada escrito, apenas conhecemos seus ensinamentos através de seus discípulos, especialmente por Platão, que transcreveu os pensamentos do mestre em seus célebres diálogos, mesclando-lhes às suas concepções pessoais.

Nas obras, Apologia de Sócrates e Fédon, Platão faz a defesa de seu mestre diante dos juízes e relata os últimos momentos de sua vida.

No diálogo Mênon, Platão mostra um exemplo clássico da aplicação da maiêutica, quando Sócrates leva um escravo ignorante a descobrir e formular vários teoremas de geometria.

A Morte de Sócrates

Política e moral eram temas frequentes em Atenas. Sócrates achava que a Polis grega deveria ser governada por aqueles que detinham o conhecimento, uma espécie de “aristocracia dos sábios”.

O filósofo não era a favor da democracia grega como era praticada em Atenas. Teceu severas críticas às crenças religiosas e aos costumes da cultura grega

Os políticos de Atenas não gostavam de seu método de fazê-los parar na rua para dirigir-lhes perguntas embaraçantes. E então se reuniram e resolveram se livrar de Sócrates.

Certo dia, quando chegava ao mercado para seu cotidiano debate filosófico, encontrou o seguinte aviso, colocado na tribuna pública: “Sócrates é criminoso. É ateu e corruptor da mocidade. A pena de seu crime é a morte”.

Sócrates foi acusado de fabricar tiranos, corromper a juventude e introduzir deuses estranhos em Atenas.  

Preso e julgado por um júri que reunia todos aqueles políticos cuja hipocrisia denunciara nas praças públicas, foi considerado culpado.

Quando lhe perguntaram qual deveria ser a sua punição, ele sorriu sarcasticamente e disse: “Pelo que fiz por vós e pela vossa cidade, mereço ser sustentado até o fim de minha vida a expensas públicas”.

Sócrates foi obrigado a acabar com sua vida como um criminoso. Durante trinta dias ficou em uma cela funerária e depois lhe deram para beber uma taça de veneno.

Quando sentiu que seus membros esfriavam, despediu-se dos amigos e parentes com as palavras:

“E agora chegamos à encruzilhada dos caminhos. Vós, meus amigos, ides para vossas vidas, eu para a minha morte. Qual seja o melhor desses caminhos, só Deus sabe”.

Sócrates morreu em Atenas, Grécia, no ano de 399 a. C.

Frases de Sócrates

  •  "Só sei que nada sei".
  •  "Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância".
  •  "O início da sabedoria é a admissão da própria ignorância".
  •  "Não penses mal dos que procedem mal; pense somente que estão equivocados".
  •  "O amor é filho de dois deuses, a carência e a astúcia".
  •  "A verdade não está com os homens, mas entre os homens".
Veja também as biografias de:
  • Aristóteles (384-322 a.C) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores...
  • Tales de Mileto (624-558 a.C.) foi um filósofo, matemático e astrônomo grego,...
  • Epicuro (341 a.C - 271 a.C) foi um filósofo da Grécia Antiga, o fundador do E...
  • Heráclito (540 a.C. – 470 a.C.) foi um filósofo pré-socrático da Ásia Menor...
  • Anaxímenes (585 a.C-524 a.C.) foi um filósofo grego, do período pré-socrático...
  • Demócrito (460-370 a.C.) foi um filósofo grego do período pré-socrático e agr...
  • Parmênides (510 – 445 a. C.) foi um filósofo grego da Antiguidade, o primeiro...
  • Anaximandro (610 a.C. – 546 a.C.) foi um filósofo grego, pré-socrático. Acred...
  • Empédocles (495 a.C-430 a.C.) foi um filósofo grego pré-socrático. Afirmava q...
  • Anaxágoras (500 a.C.-428 a.C.) foi um filósofo do período pré-socrático da Ás...

Última atualização: 19/08/2019

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.