Tales de Mileto

Filósofo grego
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Tales de Mileto

Tales de Mileto (624-558 a.C.) foi um filósofo, matemático e astrônomo grego, considerado um dos mais importantes representantes da primeira fase da filosofia grega, chamada de Pré-Socrática ou Cosmológica.

Tales de Mileto nasceu em Mileto, antiga colônia grega da Ásia Menor, região da Jônia, na atual Turquia, por volta de 624 a. C.

Acredita-se que começou sua vida como mercador, enriquecendo o suficiente para se dedicar ao estudo e realizar algumas viagens. Supõe-se que esteve no Egito onde aprendeu geometria e na Babilônia onde entrou em contato com tabelas e instrumentos astronômicos.

Sabe-se que Tales desempenhou funções políticas em sua cidade e que realizou trabalhos nas áreas da filosofia, geometria e astronomia.

A filosofia pré-socrática

A filosofia grega compreende três períodos: pré-socrático, socrático e pós-socrático. O período pré-socrático compreende os primeiros filósofos propriamente ditos, ou seja, os que procuravam explicar racionalmente o universo, sem recorrer a entidades sobrenaturais.

Os filósofos pré-socráticos foram reunidos em diversas escolas de pensamentos: Escola Jônica (ou Escola de Mileto), Escola Itálica, Escola Eleática, Escola Atomística e Os Sofistas.

A Escola Jônica foi desenvolvida na colônia grega de Jônia, na Ásia Menor, na atual Turquia. Os principais filósofos da Escola Jônica foram: Tales de Mileto, Anaximandro e Anaxímenes.

A preocupação desses filósofos era perguntar e compreende a natureza do mundo.

Diante da multiplicidade e da mutabilidade das aparências, buscavam um princípio unificador imutável, ao qual chamaram de “aché” – origem, substrato e causa de todas as coisas.

Buscando entender a origem de todas as coisas, chegaram a conclusões diferentes, mas todas ligadas a uma explicação física dos fenômenos.

A Filosofia de Tales de Mileto

O filósofo Tales de Mileto foi considerado o primeiro filósofo grego, o fundador da Escola de Mileto ou Escola Jônica.

Admitia que o princípio criador de todas as coisas e a essência do Universo era a “água”. Explicava:

  • O que é quente, precisa da umidade para viver.
  • Todos os germes são úmidos.
  • Os alimentos estão cheios de seiva.
  • O que morre resseca.

É natural que as coisas se nutram daquilo de que provêm. A água é o princípio da natureza úmida e a Terra repousa sobre a água.

Tales de Mileto foi considerado o precursor do pensamento filosófico, por que pensou a matéria de maneira diferente de como era pensada antes, com interferências divinas e invocações a deuses superiores.

Ele acreditava que a matéria sofria transformações ao longo do tempo. Com isso, o filósofo inaugurou o método de observação e especulação diferente das explicações teológicas e religiosas, para todas as coisas, em vigor na época.

Matemático

Para alguns historiadores da matemática antiga, a geometria demonstrativa iniciou-se com Tales de Mileto.

Apesar de não ter deixado nenhuma obra, o que chegou até nós é baseado em antigas referências gregas, que atribuem a ele um bom número de descobertas matemáticas definidas.

Foi atribuído a Tales de Mileto os seguintes fatos geométricos:

  • A demonstração de que os ângulos da base de dois triângulos isósceles são iguais.
  • A demonstração do seguinte teorema: se dois triângulos têm dois ângulos e um lado respectivamente iguais, então são iguais.
  • A demonstração de que todo diâmetro divide um círculo em duas partes iguais. A demonstração de que ao unir-se qualquer ponto de uma circunferência aos extremos de um diâmetro AB obtém-se um triângulo retângulo em C., entre outros.

Astrônomo

Como astrônomo, atribui-se a Tales de Mileto os seguintes feitos:

  • Previu com grande antecedência, do eclipse do Sol observada em 28 de maio de 585 a.C., embora, muitos historiadores duvidem que os meios existentes na época permitissem tal façanha. 
  • Verificou não ser uniforme o círculo da Terra entre os solstícios. 
  • Dividiu o ano em 365 dias. 
  • Estabeleceu o diâmetro do Sol, acreditava ser a terra um disco achatado. Realizou o cálculo da altura das pirâmides, entre outros.

Tales de Mileto faleceu em Mileto, Grécia, no ano de 558 a. C.

Frases de Tales de Mileto

"Muitas palavras não indicam necessariamente muita sabedoria."
"A esperança é o único bem comum a todos os homens; aqueles que nada mais têm - ainda a possuem."
"Procure sempre uma ocupação; quando o tiver não pense em outra coisa além de procurar fazê-lo bem feito."
"O maior é o espaço porque dentro dele cabe tudo. O mais veloz é o intelecto porque passa através de tudo. A mais forte é a necessidade porque tudo domina. O mais sábio é o tempo porque tudo revela."

Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Aristóteles (384-322 a.C) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores...
  • Sócrates (470-399 a.C.) foi um filósofo grego. “Conhece-te a ti mesmo” é a es...
  • Epicuro (341 a.C - 271 a.C) foi um filósofo da Grécia Antiga, o fundador do E...
  • Heráclito (540 a.C. – 470 a.C.) foi um filósofo pré-socrático da Ásia Menor...
  • Demócrito (460-370 a.C.) foi um filósofo grego do período pré-socrático e agr...
  • Anaxímenes (585 a.C-524 a.C.) foi um filósofo grego, do período pré-socrático...
  • Parmênides (510 – 445 a. C.) foi um filósofo grego da Antiguidade, o primeiro...
  • Anaximandro (610 a.C. – 546 a.C.) foi um filósofo grego, pré-socrático. Acred...
  • Empédocles (495 a.C-430 a.C.) foi um filósofo grego pré-socrático. Afirmava q...
  • Anaxágoras (500 a.C.-428 a.C.) foi um filósofo do período pré-socrático da Ás...