Tancredo Neves

Político brasileiro

Biografia de Tancredo Neves

Tancredo Neves (1910-1985) foi um político brasileiro. Eleito presidente do Brasil pelo Colégio Eleitoral, o primeiro presidente civil depois da ditadura militar, morreu antes de tomar posse.

Tancredo de Almeida Neves nasceu na cidade de São João del Rei, Minas Gerais. Iniciou os estudos em sua cidade natal, em seguida, mudando-se para Belo Horizonte, onde conclui o curso secundário.

Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, concluindo o curso em 1932. Foi promotor de justiça em sua cidade natal.

Carreira Política

Em 1935, Tancredo Neves iniciou a carreira política, como vereador em sua cidade natal, chegando a presidente da Câmara Municipal.

Durante o Estado Novo conheceu de perto as pressões da ditadura, sendo preso em 1937. Em 1938, assumiu o cargo de Promotor Público.

Em 1947, Tancredo foi eleito Deputado Estadual pelo Partido Social Democrático (PSD), permanecendo no cargo até 1950. Foi Deputado Federal em cinco legislaturas, entre 1951-1953 e 1963-1978.

Sua carreira política ganhou evidência a partir de 1953, quando o presidente Getúlio Vargas o nomeou Ministro da Justiça (1953-1954).

Enfrentou no cargo uma cerrada pressão da União Democrática Nacional (UDN), que buscava apoio das forças armadas para depor o presidente da república.

Nesse período conturbado da vida nacional, que terminou com o suicídio de Getúlio Vargas, Tancredo mostrou firme determinação na defesa da legalidade.

Com a morte de Vargas, em 1954, Tancredo articulou a candidatura de Juscelino Kubitschek à presidência do país (1956-1960). Foi seu conselheiro em assuntos políticos e econômicos, embora sem mandato parlamentar.

Nessa época, Tancredo Neves foi Diretor do Banco de Crédito Real e Diretor do Banco do Brasil. Entre 1958 a 1960, foi Secretário de Finanças de Minas Gerais.

Em agosto de 1961, o presidente Jânio Quadros renunciou o poder. Em setembro de 1961, o vice João Goulart assumiu o poder, mediante a instalação do regime parlamentarista.

Tancredo Neves foi nomeado Primeiro-ministro, exercendo o cargo entre 8 de setembro de 1961 a 9 de julho de 1962. Depois dele vieram Francisco da Rocha (1962) e Hermes Lima (1962-1963).

Em 1963, Tancredo foi eleito para a Câmara dos Deputados. Como líder da maioria e moderador, não conseguiu impedir a queda de João Goulart e o golpe militar de 31 de março de 1964.

Durante o regime militar, Tancredo Neves atuou no movimento nacional pela redemocratização. Em 1965, com a reforma partidária, integrou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

Com a extinção do bipartidarismo, foi fundador, em 1979, do Partido Popular. Mais tarde, em virtude da proibição das coligações, foi absorvido pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), sendo eleito o vice-presidente.

A campanha das diretas

O processo para a abertura política do país teve início em 1982, quando a sociedade brasileira começou a organizar as “diretas já”, que propunha a realização de eleições diretas para a presidência da República.

Foi governador de Minas Gerais entre 1983 a 1984, quando renuncia para disputar a presidência da República.

tancredo neves
Comício de campanha

Presidência da República

No dia 23 de agosto de 1984 formalizou-se a Aliança Democrática, composta pelo PMDB e pela Frente Liberal, com o objetivo de garantir a vitória de Tancredo Neves.

Em 15 de janeiro de 1985, Tancredo Neves foi eleito presidente pelo congresso Nacional, obtendo 480 votos contra 180 dados a Paulo Maluf, candidato do PDS.

Sua vitória foi comemorada em todo o país. Tancredo seria o primeiro presidente civil depois de 21 anos de governos militares. Seu vice foi José Sarney.

Doença e morte

Tancredo não chegou a exercer o cargo para o qual foi eleito. Um dia antes da posse, marcada para 15 de março de 1985, Tancredo foi internado às pressas para uma cirurgia de urgência.

Diagnosticado com uma diverticulite, Tancredo veio a falecer 38 dias depois. Sua morte, sempre questionada, abalou o país, e levou milhões de pessoas nos cortejos e cerimônias fúnebres.

Tancredo de Almeida Neves falece em São Paulo, no dia 21 de abril de 1985. Foi sepultado em São João del-Rei, Minas Gerais, no dia 24 de abril de 1985.

Veja também as biografias de:
  • Jair Bolsonaro (1955) é capitão da reserva do Exército e presidente eleito do...
  • Deodoro da Fonseca (Marechal) (1827-1892) foi um político e militar brasileir...
  • Rui Barbosa (1849-1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasil...
  • Joaquim Nabuco (1849-1910) foi um político, diplomata, advogado e historiador...
  • Jânio Quadros (1917-1992) foi um político brasileiro. Foi presidente do Brasi...
  • João Pessoa (1878-1930) foi um político brasileiro. Candidato à vice-presiden...
  • Eduardo Campos (1965-2014) foi um político brasileiro. Governador do Estado d...
  • Aécio Neves (1960) é político e economista brasileiro. Foi deputado federal,...
  • Fernando Collor (1949) é um político brasileiro. Foi o primeiro presidente el...
  • Enéas Carneiro (1938-2007) foi um médico cardiologista, físico, matemático, p...

Última atualização: 23/08/2019

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.