Tatiana Belinky

Escritora brasileira
Por Dilva Frazão

Biografia de Tatiana Belinky

Tatiana Belinky (1919-2013) foi uma escritora de literatura infanto-juvenil, roteirista e tradutora de grandes obras russas e a responsável pela primeira adaptação para a televisão de O Sítio do Pica-pau Amarelo.

Tatiana Belinky nasceu em São Petersburgo, na Rússia, no dia 18 de março de 1919. Com pouco mais de um ano, seus pais resolveram voltar para Riga, capital da Letônia, terra natal da família.

tatiana belink
Tatiana Belinky com o pai Aron e a Mãe Rosa

Desde pequena assistia a peças infantis com os pais. No seu aniversário de quatro anos apresentou um monólogo em que fazia o papel de uma mosca.

Fugindo da guerra civil na então União Soviética, sua família – ela, os dois irmãos e os pais - vieram para o Brasil em setembro de 1929, fixando residência em São Paulo.

Durante a infância Tatiana aprendeu a falar letão, russo, alemão e iídiche. Depois aprendeu inglês e português.

Tatiana estudou no colégio Presbiteriano Mackenzie. Nessa época já brincava de teatro com os irmãos Gilberta e Paulo Autran.

Com 18 anos concluiu o curso comercial. Naturalizada brasileira começou a trabalhar como secretária bilíngue e taquígrafa.

Em 1939, ingressou no curso de Filosofia da Faculdade São Bento, porém não concluiu o curso. Em 1940 casou-se com o médico e educador Júlio Gouveia (1914-1988). O casal teve dois filhos, André e Ricardo.

Com a morte do pai, Tatiana assumiu os negócios da família trabalhando como representante de produtos de celulose em fábricas de papel.

Teatro e televisão

A partir de 1948, o casal que já havia montado o grupo “Teatro Escola de São Paulo” (TESP) foi convidado por uma sociedade beneficente presidida por amigos da família.

Com o apoio da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Paulo, passam a fazer apresentações em diversos teatros da capital, parceria que durou quase três anos. Em 1951 o grupo foi convidado para se apresentar na TV Paulista.

No ano seguinte foram convidados para a TV Tupi, onde durante 13 anos o TESP apresentou o programa “Fábulas Animadas”, com roteiros de Tatiana, adaptados da obra de Monteiro Lobato.

Em seguida, passou a fazer o roteiro do O Sítio do Pica-pau Amarelo, com histórias semanas, totalizando 350 episódios. Em 1968, o Sítio do Pica-pau Amarelo passou a ser apresentado pela TV Bandeirantes.

Tatiana Belinky foi a responsável pela popularização da obra de Monteiro Lobato, adaptou também a “A Pílula Falante” e “O Casamento de Emília”, com grande sucesso.

Tatiana fez também roteiros para o programa “Teatro da Juventude”. Ao deixar a televisão, Tatiana Belinky passou a ser a responsável pela organização do setor infanto-juvenil da Comissão Estadual de Teatro.

Escritora

Durante sete anos, de 1972 a 1979, passou a escrever para colunas semanais sobre teatro e literatura infantil para vários jornais de São Paulo, entre eles, a Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo e O Jornal da Tarde.

Em 1984, publicou “Teatro da Juventude”, que reúne suas adaptações para o teatro. Em 1985 publicou suas primeiras obras autorais “A Operação Tio Onofre” e “Medroso! Medroso!”.

tatiana belinky
Tatiana Belinky em sua casa no Pacaembu, São Paulo

Em 1989, Tatiana Belinky escreveu o livro autobiográfico “Transplante de Menina: da Rua dos Navios à Rua Jaguaribe”.

Tatiana Belinky é autora de mais de 250 títulos de literatura infanto-juvenil. Traduziu grandes autores russos, como Anton Tchekhov e Leon Tolstoi.

Prêmios

Tatiana Belinky recebeu importantes prêmios, entre eles, o Prêmio Jabuti, em 1994, com o livro "A Saga de Siegfried" e o Prêmio Fundação Nacional do Livro Infanto-juvenil, 2003, categoria poesia, com o livro "Um Caldeirão de Poemas".

Em 2007 foi lançado o livro “Tatiana Belinky... E Quem Quiser Que Conte Outra”, publicado na Série Perfil da Coleção Aplauso, escrito por Sérgio Roveri e editado pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, onde ele relata o percurso profissional de Tatiana.

Em 2009 Tatiana Belinky foi eleita para a cadeira n.º 25 a Academia Paulista de Letras.

Tatiana Belinky faleceu em São Paulo, no dia 15 de junho de 2013.

Da vasta obra de Tatiana Belinky destacam-se:

  • O Caso dos Bolinhos (1990)
  • O Grande Rabanete (1990)
  • Saladinha de Queixas (1991)
  • Tatu na Casca (1995)
  • Sete Contos Russos (1995)
  • Dez Sacizinhos (1998)
  • Coral dos Bichos (2000)
  • Um Caldeirão de Poemas, 2 (2003)
  • A Operação do Tio Onofre (2008)
  • O Espirro do Vulcão (2011)
  • O Espelho (2012)

Poema de Tatiana Belinky

"Ser criança é dureza-
Todo mundo manda em mim-
Se pergunto o motivo,
Me respondem "porque sim".

Isso é falta de respeito,
"Porque sim" não é resposta,
Atitude autoritária
Coisa que ninguém gosta!

Adulto deve explicar
Pra criança compreender
Esses "podes" e "não podes",
Pra aceitar sem se ofender!

Criança exige carinho,
E sim! Consideração!
Criança é gente, é pessoa,
Não bicho de estimação!"

Última atualização: 30/03/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Carolina Maria de Jesus (1914-1977) foi um a escritora brasileira, considerad...
  • Ruth Rocha (1931) é uma importante escritora brasileira de literatura infanto...
  • Rachel de Queiroz (1910-2003) foi uma escritora brasileira. A primeira mulher...
  • Lygia Fagundes Telles (1923) é uma escritora brasileira. Romancista e contist...
  • Ana Maria Machado (1941) é escritora e jornalista brasileira. Autora de livro...
  • Adélia Prado (1935) é uma escritora e poetisa brasileira. Recebeu da Câmara B...
  • Lygia Bojunga (1932) é uma escritora brasileira de literatura infanto-juvenil...
  • Eva Furnari (1948) é uma escritora de livros infantis e ilustradora brasileir...
  • Martha Medeiros (1961) é uma escritora, jornalista e cronista brasileira. É c...
  • Zélia Gattai (1916-2008) foi uma escritora brasileira. Começou a escrever com...