Eva Furnari

Escritora brasileira

Biografia de Eva Furnari

Eva Furnari (1948) é uma escritora de livros infantis e ilustradora brasileira. Sua obra foi agraciada com diversos prêmios, entre eles, sete Prêmios Jabutis, da Câmara Brasileira do Livro.

Eva Furnari (1948) nasceu em Roma, Itália, no dia 15 de novembro de 1948. Filha de italianos veio com a família para o Brasil com apenas dois anos de idade. Desde criança já gostava de desenhar. Na adolescência morando em São Paulo, fez cursos para se aprimorar no desenho.
Em 1971, seus trabalhos foram apresentados pela primeira vez, em uma mostra individual realizada na Associação Amigos do Museu de Arte Moderna. Em 1976, formou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo. Entre 1974 e 1979  foi professora de Artes no Museu Lasar Segall.

Eva Furnari estreou na literatura, em 1980, com a coleção “Peixe Vivo”, escrito com narrativas visuais, sem texto. Publicou: “Todo Dia”, “Cabra Cega”, “De Vez em Quando” e “Esconde-Esconde”. Na década de 80, colaborou como desenhista em diversas publicações, entre elas, o Jornal Folha de São Paulo onde, durante quatro anos, publicava semanalmente no suplemento infantil histórias da personagem “Bruxinha”. Em 1987 recebeu o Prêmio Abril de Ilustração.

O trabalho de Eva, que se concentrava inicialmente no desenho, foi aos poucos ganhando textos. Em 1999, com a obra “Nós” a escritora já mostrava um equilíbrio entre ilustração e texto. Seus livros foram traduzidos para o México, Equador, Guatemala, Bolívia, Itália e Inglaterra. Muitos livros foram adaptados para o teatro, entre eles, “A Bruxinha Atrapalhada” (1982), “A Bruxa Zelda e os Oitenta Docinhos” (1994), “Truks” (Prêmio Mambembe de 1994), “Cocô de Passarinho” (1998), “Lolo Barnabé” (2000), “Pandolfo Bereba” (2000), “Abaixo das Canelas” (2000) e “Cacoete” (2006).

Ao longo de sua carreira, Eva recebeu diversos prêmios, entre eles, nove prêmios da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), Prêmio da Associação Paulista de Crítica (APCA) pelo conjunto da obra, e sete Prêmios Jabuti da Câmara Brasileira do Livro (CBL), de “Melhor Livro Infantil” por “Felpo Filva”, e “Melhor Ilustração” pelos livros, “Truks”, “A Bruxa Zelda e os 80 Docinhos”, “Anjinhos”, “O Circo da Lua”, “Felpo Filva” e “Cacoete”.

Em 2010, ano em que comemorou 30 anos de carreira literária, Eva Furnari fez uma parceria com a Editora Moderna para reeditar toda a sua obra, que conta hoje com mais de 60 livros, desde então, seus livros estão reunidos na “Biblioteca Eva Furnari”. A obra foi dividida em selos ou coleções, entre elas: “Série Miolo-Mole”, “Série Pimpolho”, “Série do Avesso” e “Série Problemas”. No final de 2014, o livro “Felpo Filva” (2006) já havia vendido mais de 250 mil cópias no Brasil, e em 2015 foi publicado também na Inglaterra, traduzido como “Fuzz McFlops”. Nesse mesmo ano, o livro foi adaptado para o teatro.

Veja também as biografias de:
  • Ruth Rocha (1931) é uma importante escritora brasileira de literatura infanto...
  • Lygia Fagundes Telles (1923) é uma escritora brasileira. Romancista e contist...
  • Ana Maria Machado (1941) é escritora e jornalista brasileira. Autora de livro...
  • Rachel de Queiroz (1910-2003) foi uma escritora brasileira. A primeira mulher...
  • Adélia Prado (1935) é uma escritora e poetisa brasileira. Recebeu da Câmara B...
  • Zélia Gattai (1916-2008) foi uma escritora brasileira. Começou a escrever com...
  • Martha Medeiros (1961) é uma escritora, jornalista e cronista brasileira. É c...
  • Tatiana Belinky (1919-2013) foi uma escritora de literatura infanto-juvenil,...
  • Lygia Bojunga (1932) é uma escritora brasileira de literatura infanto-juvenil...
  • Zíbia Gasparetto (1926) é uma escritora espírita que ficou conhecida por escre...

Última atualização: 13/09/2017