Marcel Proust

Romancista francês
Por Dilva Frazão

Biografia de Marcel Proust

Marcel Proust (1871-1922) foi um romancista, ensaísta e crítico literário francês. Autor da obra-prima “Em Busca do Tempo Perdido” composta de sete volumes, entre eles: “Sodoma e Gomorra” e “A Prisioneira”.

Valentin Louis Georges Eugène Marcel Proust nasceu em Auteuil, Paris, França, no dia 10 de julho de 1871. Filho de Adrien Proust, de tradicional família católica, médico e professor da Faculdade de Medicina de Paris, e de Jeanne Weil, de origem judaica, natural da região francesa de Alsácia. Com uma saúde frágil, com nove anos sofreu seu primeiro ataque de asma.

Proust cursou o ensino secundário no Lycée Condorcet, onde logo mostrou sua vocação para as letras. Entre 1889 e 1990 cumpriu o serviço militar no Seguimento de Infantaria em Orleans. Em sua juventude levava uma vida mundana. Frequentou os salões da princesa Mathilde, de Madame Strauss e de Madame Caillavent, quando conheceu Charles Maurras, Anatole France e Léon Daudet, personagens importantes da época.

Suas primeiras experiências literárias datam de 1892, quando fundou com alguns amigos a revista “Le Banquet”. Colaborou com a Revue Blanche, época em que frequentava os salões aristocratas parisienses, cujos costumes lhe ofereciam material para sua obra literária. Foi aluno da École Livre De Sciences Politiques, mas descartou a possibilidade de entrar para a carreira diplomática.  Ingressou na Universidade de Sorbonne onde em 1895 concluiu o bacharelado em Artes. Trabalhou na Biblioteca de Mazarino de Paris, até decidir se dedicar à literatura.

Em 1896, Marcel Proust publicou “Os Prazeres e os Dias”, uma coleção de relatos e ensaios, com prefácio de Anatole France. Entre 1896 e 1904, se dedicou a obra “Jean Santeuil”, mas que deixou inacabada. Trabalhou na tradução para o francês de La Bible d’Amiens e Sesamo et les Lys, do crítico de arte o inglês John Ruskin. Nesse período, em 1903, seu irmão casa-se e deixa a casa da família. Nesse mesmo ano, seu pai morre. Em 1905, depois da morte de sua mãe, Proust se sente solitário, doente e deprimido, mesmo tendo recebido uma valiosa herança.

Marcel Proust decidiu se isolar do meio social e se dedicar à criação de sua obra-prima “Em Busca do Tempo Perdido”, que se tornou uma das obras mais importantes da literatura mundial. Os sete volumes constituem um emaranhado complexo de personagens. A obra narra a vida de Marcel – o protagonista – em seu percurso para se tornar um escritor. Ao longo da trama, Proust faz reflexões sobre amor, arte e a passagem do tempo. A homossexualidade é termo recorrente na obra, principalmente em Sodoma e Gomorra.

O protagonista relembra toda a sua infância na cidade fictícia de Combray - um retrato da aldeia de Illiers onde Proust passou longos períodos de férias com sua família. (Por ocasião das comemorações do centenário de Proust, Illiers foi renomeada para Illiers-Combray). A obra é composta de sete volumes: “No Caminho de Swann” (1913), “À Sombra das Raparigas em Flor” (1919), que ganhou o Prêmio Goucourt, “O Caminho de Guermantes” (1921), “Sodoma e Gomorra” (1922), “A Prisioneira” (1923), “A Fugitiva” (1925) e “O Tempo Redescoberto” (1927). Os três últimos livros foram publicados depois de sua morte, por seu irmão Robert.

A obra “Em Busca do Tempo Perdido” foi levada para o cinema: Em 1984, Volker Schlondörff lançou “Um Amor de Swann”, adaptado de um trecho do primeiro volume. Em 1999, Raúl Ruiz lançou “O Tempo Redescoberto”, com Catherine Deneuve e Marcello Mazzarella. Em 2000, a belga Chantal Akerman lançou “A Fugitiva”, adaptada do sexto livro.

Marcel Proust faleceu em Paris, França, no dia 18 de novembro de 1922.

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Alexandre Dumas , (1802-1870) foi um romancista e dramaturgo francês, autor do...
  • George Bernard Shaw (1856-1950) foi dramaturgo e romancista irlandês. Pigmale...
  • José de Alencar (1829-1877) foi um romancista, dramaturgo, jornalista, advoga...
  • Émile Durkheim (1858-1917) foi um sociólogo francês. É considerado o pai da S...
  • Auguste Comte (1798-1857) foi filósofo francês. Considerado o fundador do pos...
  • Napoleão Bonaparte (1769-1821) foi imperador da França entre 1804 e 1814 com...
  • Voltaire (1694-1778) foi um filósofo e escritor francês, um dos grandes repre...
  • Claude Monet (1840-1926) foi um pintor francês, considerado um dos mais impor...
  • Michel Foucault (1926-1984) foi um filósofo que exerceu grande influência sob...
  • Jacques Bossuet (1627 - 1704) foi teólogo francês e um dos maiores teórico do...