Napoleão Bonaparte

Imperador francês

Biografia de Napoleão Bonaparte

Napoleão Bonaparte (1769-1821) foi imperador francês, com o título de Napoleão I. Líder político, ditador e comandante do Exercito Francês, conquistou uma grande extensão territorial para a França.

Napoleão Bonaparte nasceu em Ajaccio, capital da ilha de Córsega, França, no dia 15 de agosto de 1769. Filho de Carlos Maria Bonaparte, jurista, formado em Pisa, Itália, e de Letízia Ramolino, descendente de família de pequena nobreza da Ligúria, Itália. Segundo filho de uma família de sete irmãos, iniciou seus estudos em Ajaccio.

Carreira Militar e a Revolução Francesa

Com 10 anos de idade, Napoleão ingressou no colégio militar de Brienne, na França. Durante cinco anos estudou Matemática, Geometria, Álgebra, Trigonometria e História. Leu narrações militares e biografias de homens ilustres. Em 1784 ingressou na Escola Real Militar de Paris, onde começou sua carreira. Aos 16 anos de idade já era subtenente de artilharia.

Em 1789, teve início a Revolução Francesa, que levou a França a passar por profundas modificações políticas, sociais e econômicas. A aristocracia do Antigo Regime perdeu seus privilégios, libertando os camponeses dos antigos laços que os prendiam aos nobres e ao clero. Foi a alavanca que levou a França do regime feudal para o capitalista. No dia 21 de janeiro de 1793, o rei Luís XVI foi guilhotinado na Praça da Revolução em Paris. No dia 2 de junho de 1793, os jacobinos (representantes da média e da pequena burguesia e das classes populares) tomam a Convenção Nacional.

Napoleão marcou presença na Revolução Francesa, inicialmente contra ela. Fiel à monarquia à disciplina militar, condenou a insurgência popular. Aos poucos, os soldados de seu destacamento começaram a juntar-se aos patriotas na defesa dos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade. Mudou de lado e entrou para o partido dos jacobinos. Nessa época, Napoleão Bonaparte realizava missões secundárias pelo interior da França.

Ainda em 1793, Napoleão teve sua grande oportunidade em Toulon. A cidade se rebelara contra o novo governo republicano do país. O comandante da artilharia local foi ferido na batalha e Napoleão assumiu o comando. Derrotou os revoltosos, sendo nomeado general de brigada, com apenas 24 anos. No dia 4 de outubro de 1795, Napoleão vence mais uma batalha, na revolta dos partidários da monarquia. Em consequência recebe nova patente, é nomeado comandante do Exército Francês.

Nessa época conhece Josefina Beauharnis, viúva de um general guilhotinado na Revolução. No dia 9 de março de 1796, realiza-se a cerimônia de casamento. Dois dias depois Napoleão parte para a guerra na Itália. No comando do exército francês, derrota as tropas na Itália e na Áustria, derrubando os velhos regimes monárquicos e obtendo importantes conquistas territoriais para a França.

O Golpe e a Instalação do Consulado

A insatisfação na França era grande, a burguesia se ressentia da instabilidade social e política. Em 1799, os girondinos (partido da alta burguesia) aliaram-se a Napoleão, jovem militar brilhante e habilidoso e, juntos deram um golpe derrubando o Diretório, no chamado “golpe de 18 Brumário” (9 de novembro de 1799). Napoleão é nomeado Primeiro Cônsul, depois Cônsul Vitalício. Em 1804, aclamado pelo povo e sagrado pelo papa, Napoleão se nomeou Imperador da França, sendo coroado na catedral de Notre-Dame, pelo Papa Pio VII, com o título de Napoleão I. Nesse mesmo ano, foi promulgado o Código Civil Napoleônico, inspirado no direito romano.

Napoleão Bonaparte cercou-se de uma corte suntuosa, os generais e os altos funcionários recebem títulos de nobreza. Seus irmãos se transformam em monarcas: Joseph torna-se rei de Nápoles, Louis rei da Holanda, Jerôme rei da Westfália. Elisa, sua irmã torna-se grã-duquesa de Toscana. Sem filhos para sucedê-lo, separa-se de Josefina, e casa-se com Maria Luísa da Áustria, filha de Francisco II e irmã de D. Leopoldina, esposa de D. Pedro I. Enfim teve um filho, mas que teve uma vida breve.

Império Napoleônico

Como imperador da França, Napoleão implantou uma ditadura sem disfarce, voltada para o atendimento e defesa dos interesses da burguesia. As liberdades políticas, individuais e de pensamento foram aniquiladas. Tudo estava sob seu controle, a educação, a imprensa, intelectuais, estudantes, operários etc. Tentando transformar a França em uma potência industrial e destruir a prosperidade britânica, Napoleão entrou em guerra com várias coligações militares lideradas pela Inglaterra.

Em pouco tempo, seu exército conquista a Itália, os Países Baixos, a Polônia e vários principados da Alemanha. Em 1806, na tentativa de arruinar a Inglaterra, decreta o Bloqueio Continental. Em 1808, usurpa o trono espanhol e nomeia seu irmão José Bonaparte como rei da Espanha. Em 1812, com mais de 600 mil homens, Napoleão invade a Rússia e encontra Moscou incendiada. Sem a base de apoio, enfrenta um inverno rigoroso e a resistência do povo. Vencido, retira-se.

Em 1814, forças militares de vários países, liderados pela Inglaterra, invadem a França, chegam a Paris e obrigam Napoleão a abdicar do trono francês. É então levado para a ilha de Elba, no Mar Mediterrâneo. Em 1815, Napoleão foge de Elba, entra em Paris, é aplaudido pelo povo e pelas tropas. Reassume o poder e governa por cem dias. Em junho de 1815, seu exército é definitivamente derrotado, na batalha de Waterloo, por tropas estrangeiras coligadas e comandadas pelo inglês Wellington. Napoleão foi preso e enviado para a ilha de Santa Helena, uma colônia inglesa localizada no sul do Atlântico.

Napoleão Bonaparte faleceu na ilha de Santa Helena, no dia 5 de maio de 1821, depois de 6 anos de exilo. Seus restos mortais encontram-se no Panteão dos Inválidos, em Paris.

Veja também as biografias de:
  • Napoleão III (1808-1873) foi imperador francês...
  • Dom Pedro I (1798-1834) foi o primeiro Imperador do Brasil. Outorgou a prime...
  • Dom Pedro II (1825-1891) foi o segundo e último Imperador do Brasil. Tornou-...
  • Justiniano (483-565) foi Imperador Bizantino. Redigiu o Código , o...
  • Nero (37 - 68) foi imperador romano entre os anos de 54 a 68 da era cristã. F...
  • Pedro I da Rússia (1672-1725) foi um czar russo. O reinado de Pedro, o Grande...
  • Adriano (Imperador romano) (76-138) foi o terceiro imperador romano, da Dinas...
  • Calígula (12-14) foi um imperador romano que governou entre os anos 37 e 41 d...
  • Constantino (272-337) foi imperador romano de 306 a 337. Com o Édito de Milão...
  • Gengis Khan (1162-1227) foi um imperador mongol. Unificou os mongóis – um pov...

Última atualização: 15/08/2018