Calígula

Imperador romano

Biografia de Calígula

Calígula (12-41) foi um imperador romano que governou entre os anos 37 e 41 da era Cristã. Foi o terceiro imperador da primeira dinastia do Império Romano. Acometido de um desequilíbrio mental realizou arbitrariedades e extravagâncias, entre elas a de nomear  seu cavalo, Incitatus, cônsul romano.

Infância e Juventude

Caio Júlio César Augusto Germânico, conhecido por Calígula, nasceu em Anzio, na região do Lácio, no centro-oeste da Itália, no dia 31 de agosto do ano 12.

Filho de Agripina e de Germânico César, membro da dinastia Júlio-Claudiana, considerado um dos melhores generais do Império Romano.

Calígula cresceu nos acampamentos militares da Germânia Inferior, onde seu pai era o comandante do Exército Imperial.

Recebeu o apelido de "Calígula", em alusão às pequenas sandálias militares ou "caligae", que o jovem usava.

Em outubro de 14, durante uma expedição à Síria, seu pai foi envenenado, vindo a falecer.

O povo e o Senado se voltaram contra o imperador Tibério, que foi acusado da morte, pois via no general um perigoso rival político.

Após a morte de seu pai, Calígula foi adotado, como herdeiro, pelo imperador Tibério, seu tio-avô. Em 33, foi nomeado questor.

Imperador Romano

No ano 37, com a morte de Tibério, Calígula foi aclamado imperador romano pelo povo e pelo Senado. Ao assumir o poder, foi recebido com entusiasmo pelo exército, que se mantinha fiel a seu pai.

Os primeiros meses do governo de Calígula foram prósperos, segundo alguns historiadores, ele respeitou o Senado, devolveu à Assembleia popular o direito de eleger os magistrados.

Decretou amplas anistias para aqueles que haviam sido condenados durante o mandato de Tibério e organizou grandes espetáculos circenses.

Doença e Autoritarismo

Ainda no ano de 37, Calígula foi vitimado por uma doença e começou a mostrar sinais de desequilíbrio mental quando passou a dar mostras do seu caráter autoritário e de suas extravagâncias.

Condenou sem processo o seu primo Tibério Gemelo e o chefe dos pretorianos Macrón. Procurou governar com o apoio do povo em direta oposição os senadores ricos.

Os cofres do Império Romano se esvaziaram rapidamente para pagar as tropas e custear as festas da corte.

Calígula se viu obrigado a aumentar demasiadamente os impostos e ordenou a execução, por diferentes motivos, dos romanos mais ricos para ficar com seus bens.

Obcecado pelo poder e pela religião do Egito, considerou-se uma divindade, mandou colocar suas estátuas em vários templos, entre eles o de Jerusalém. Difundiu o culto egípcio da deusa Isis.

Calígula e o Obelisco do Vaticano

O obelisco que está localizado na Praça do Vaticano, foi levado para Roma pelo imperador Calígula.

Calígula
Obelisco da Praça do Vaticano

Provavelmente originário do reinado do faraó Amenemés II, foi transportado para Roma para se tornar a “espinha” do circo de Calígula, localizado a poucos metros ao sul da Velha Basílica de São Pedro.

Só em 1586, o papa Sixto V removeu o obelisco para o centro da Praça de São Pedro.

Conquistas

Em sua política exterior, Calígula aumentou o número de reinos vassalos no Oriente e reduziu a autonomia dos territórios ocidentais.

No ano de 39, realizou uma expedição a Germânia e a Gália Setentrional para sufocar uma rebelião do General Cornélio Lêntulo e outra à Gália, com o fim de conquistar a Bretanha.

Calígula anexou o reino da Mauritânia e, na Judeia nomeou rei seu amigo Herodes Agripa.

Morte

Calígula foi um dos mais cruéis, polêmicos e extravagantes imperadores de Roma. Além das orgias que promovia, chegou a nomear seu cavalo, Incitatus, cônsul romano.

Diversas conspirações foram tramadas contra ele, que acabou assassinado por oficiais da guarda pretoriana.

Calígula faleceu em Roma, Itália, no dia 24 de janeiro de 41. No mesmo dia de sua morte, seu tio Cláudio foi declarado imperador pelos próprios pretorianos.

Veja também as biografias de:
  • Nero (37 – 68) foi imperador romano entre os anos de 54 e 68 da era cristã. F...
  • Adriano (Imperador romano) (76-138) foi o terceiro imperador romano, da Dinas...
  • Constantino (272-337) foi o primeiro imperador cristão de Roma. Iniciou a con...
  • Tibério (42 a. C. – 37) foi o segundo imperador romano, governou entre 14 e 3...
  • Diocleciano (244-311) foi um imperador romano, governou entre 284 e 305. Real...
  • Augusto (Otávio ) (63 a. C-14) foi o primeiro imperador romano. Govern...
  • Cláudio (10 a. C.-54) foi imperador romano entre os anos de 41 a 54 da era cr...
  • Vespasiano (9-79) foi imperador romano nos anos 69 e 79 da era cristã. Foi o...
  • Marco Aurélio (Imperador romano) (121-180) foi imperador romano entre os anos...
  • Carlos V (1500-1558) foi Imperador do Sacro Império Romano Germânico. No sécu...

Última atualização: 14/10/2019

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.