Matheus Nachtergaele

Ator brasileiro

Biografia de Matheus Nachtergaele

Matheus Nachtergaele (1969) é um ator brasileiro. Participou de importantes filmes, entre eles, "O Auto da Compadecida", "Cidade de Deus" e "Serra Pelada".

Matheus Nachtergaele (1996) nasceu em São Paulo, no dia 3 de janeiro de 1969. Em 1991, ingressou na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo. Nesse mesmo ano, fez sua estreia em “Woyzeck”, uma adaptação da peça do dramaturgo alemão Georg Büchner (1813-1837), dirigida por Cibele Forjaz.

Em 1992, Matheus Nachtergaele passou a integrar o grupo “Teatro da Vertigem”, quando atuou na peça “Paraíso Perdido”, uma adaptação de Sérgio de Carvalho, livremente inspirada no poema de John Milton, dirigida por Antônio Araújo, e apresentada na Igreja Santa Ifigênia, em São Paulo.

Em 1995, atuou na peça “O Livro de Jó”, uma adaptação de Luís Alberto de Abreu, do episódio bíblico do mesmo nome. A peça, dirigida por Antônio Araújo, foi encenada no ambiente desativado do Hospital Humberto Primo. Por sua elogiada atuação, como “Jó”, recebeu os prêmios: Shell, Mambembe e da Associação Paulista de Críticos de Arte, de Melhor Ator daquele ano.

O sucesso da peça chamou a atenção da mídia e Matheus Nachtergaele passou a ser requisitado para atuar no cinema e na TV. Em 1997, atuou na série televisiva “Comédia da Vida Privada”, no episódio “Anchietanos”, no papel de Andrew. Nesse mesmo ano, atuou no filme “O Que É Isso Companheiro?” do diretor Bruno Barreto, no papel de Jonas, ao lado de Cláudia Abreu, Fernanda Montenegro, Pedro Cardoso e Luiz Fernando Guimarães.

Em 1998, o ator destaca-se mais uma vez no filme “Central do Brasil”, do diretor Walter Sales, no papel de Isaías, ao lado de Fernanda Montenegro e Marília Pêra. Atua na peça “Da Gaivota”, ao lado de Fernanda Montenegro e Fernanda Torres. Nesse mesmo ano, atua na minissérie “Hilda Furacão”, no papel de “Cintura Fina”, que lhe valeu o Prêmio da APCA de Ator Revelação na TV.

Em 2000, conquista a crítica e o público com o personagem “João Grilo” em “O Auto da Compadecida” baseado na obra de Ariano Suassuna, dirigida por Guel Arraes, veiculada inicialmente como minissérie na TV e posteriormente nas telas do cinema. Recebeu o Grande Prêmio do Cinema Nacional de Melhor Ator.

Matheus Nachtergaele já atuou em diversos filmes, entre eles: “Bicho de Sete Cabeças” (2001), “Cidade de Deus” (2002), “Amarelo Manga” (2003), “Tapete Vermelho” (2006), “O Bem Amado” (2010), “Serra Pelada” (2013), “Sangue Azul” (2015) e “Mãe Só Há Uma” (2016).

Na Televisão, o ator já atuou em diversas novelas e minisséries, entre elas: “A Muralha” (2000), “Os Maias” (2001), “Pastores da Noite” (2202), “Da Cor do Pecado” (2004), “América” (2005), “Ó Paí, Ó” (2009) (2011), “Cordel Encantado” (2011), “Doce de Mãe” (2014).

Veja também as biografias de:
  • Arthur Aguiar (1989) é ator, cantor, compositor e músico brasileiro. Interpre...
  • Pedro Cardoso (1961) é ator, autor e diretor brasileiro. É um dos talentos do...
  • Antônio Fagundes (1949) é um ator brasileiro de televisão, teatro e cinema. É...
  • Jardel Filho (1927-1983) foi ator brasileiro. Atuou em filmes, minisséries e...
  • Rodrigo Santoro (1975) é ator brasileiro reconhecido internacionalmente e con...
  • Oscarito (1906-1970) foi um ator brasileiro considerado um dos artistas mais...
  • Murilo Benício (1972) é ator brasileiro. Atuou em vários filmes e novelas bra...
  • Gabriel Gracindo (1977) é um ator brasileiro. Filho do também ator Gracindo J...
  • Eduardo Moscovis (1968), nome artístico de Carlos Eduardo de Andrade, é um at...
  • Walmor Chagas (1930-2013) foi ator, diretor e produtor brasileiro. Fez import...

Última atualização: 12/09/2016

Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.