Pablo Escobar

Narcotraficante colombiano

Biografia de Pablo Escobar

Pablo Escobar (1949-1993) foi um narcotraficante colombiano, chefe do Cartel de Medellín, na Colômbia, uma organização criminosa sustentada pelo dinheiro do tráfico, responsável pelo fornecimento de 80% da cocaína que foi despejada em vários países entre os anos de 1980 e 1990.

Pablo Emílio Escobar Gaviria (1949-1993), conhecido como Pablo Escobar, nasceu em Rionegro, Antioquía, Colômbia, no dia 1 de dezembro de 1949. Filho de um administrador de sítios e de uma professora rural, desde pequeno, se envolveu com diversas atividades, como lavador de carros e ajudante em mercados, até chegar a guarda-costas. Sua vida de delinquente começou com o roubo de carros e a venda de cigarros contrabandeados, até se iniciar no tráfico de maconha e finalmente no de cocaína.

Em 1974 iniciou um negócio para a produção e distribuição de cocaína, que cresceu e se tornou uma violenta organização criminosa sustentada pelo dinheiro e tráfico: o “Cartel de Medellín”. Em 1976, como o chefe do Cartel, Escobar foi preso com 19 quilos de cocaína, mas mesmo assim seu caso foi arquivado. A organização prosperou rapidamente e na década de 80, Pablo Escobar já era o responsável pelo fornecimento de 80% da cocaína despejada em vários países. Só para os Estados Unidos, ele chegou a traficar 15 toneladas da droga por dia.

Com isso, Pablo Escobar tornou-se dono de uma considerável fortuna. Sua organização tinha aviões, lanchas, carros de luxo, mansões e grande extensão de terras. Seus métodos para manter o negócio eram particularmente violentos. Seu lema era “plata o plomo” (prata ou chumbo). Estima-se que tenha se envolvido em pelo menos seis mil assassinatos, muitos cometidos com as próprias mãos.

Apesar de estar envolvido em atividades ilícitas, Escobar não vivia no anonimato, e fazia o papel de homem do povo, financiando o desenvolvimento de subúrbios de Medellín, com a construção de conjuntos residenciais e frequentemente distribuía dinheiro para os pobres. A população coagida escondia as informações das autoridades. Para adquirir mais poder e capacidade de manipulação financiou campanhas de diversos políticos. Chegou a formar um grupo político denominado “Civismo em Marcha”, e em 1982 foi eleito deputado suplente.

Durante a presidência de Virgílio Barco (1986-1990), Escobar foi ameaçado de extradição para os Estados Unidos, junto com outros chefes mafiosos. A ameaça fez o cartel explodir bombas em diversas cidades para obrigar o governo a por fim à ideia. Seus pistoleiros protagonizaram vários atentados e assassinatos que comoveram a opinião pública mundial. Em 1989, um atentado contra a sede do Departamento Administrativo da Segurança Pública de Bogotá, matou 70 pessoas. Em 1990, três candidatos à presidência foram mortos. Além das guerras sangrentas contra o cartel de Cali.

Finalmente, durante a presidência de Cesar Gaviria (1990-1994) se aprovou na Constituição de 1991, que ficava proibida a extradição de cidadãos colombianos. Diante da garantia jurídica, Pablo Escobar e outros membros do cartel decidiram se entregar. Escobar construiu uma luxuosa cela em sua própria prisão, em terras na cidade de Envigado, que foi batizada de “La Catedral”. Mesmo preso, continuava comandando o tráfico.

No dia 22 de julho de 1992, temendo sua extradição, fugiu sem qualquer dificuldade e voltou para a clandestinidade. Durante mais de um ano de perseguições e ofertas de recompensas, Pablo Escobar foi finalmente abatido por policiais, ao tentar fugir pelo telhado de sua casa, no bairro de América, em Medellín, onde estava escondido, com sua esposa Maria Victoria Henao e seus filhos Jean Pablo e Manuela.

Pablo Escobar faleceu em Medellín, Colômbia, no dia 2 de dezembro de 1993. Depois de sua morte, a família pediu asilo político na Argentina e para esconder suas identidades mudaram os nomes para: Maria Isabel Santos Caballero, Juan Sebastián Marroquín Santos e Joana Manuela Marroquín.

Veja também as biografias de:
  • Gabriel García Márquez (1927-2014) foi um escritor, jornalista e ativista pol...
  • Fernando Botero (1932) é um artista plástico colombiano de estilo figurativo...
  • J Balvin (1985) é um cantor e compositor colombiano, um importante representa...
  • Juan Manuel Santos (1951) é um político colombiano, presidente da Colômbia de...

Última atualização: 15/02/2017