Fernando Botero

Pintor colombiano

Biografia de Fernando Botero

Fernando Botero (1932) é um artista plástico colombiano de estilo figurativo que se consagrou mundialmente com seus personagens volumosos, tanto em suas pinturas e desenhos, como também em suas esculturas.

Fernando Botero Angulo (1932) nasceu em Medellín, Colômbia, na América do Sul, no dia 19 de abril de 1932. Com 15 anos de idade começou a vender seus primeiros desenhos. Em 1948, com 16 anos inicia o trabalho de ilustrador no jornal El Colombiano. Utilizou o dinheiro para estudar na escola secundária do Liceu de Marinilla de Antioquia. Nesse mesmo ano, participou de sua primeira exposição conjunta em Medellín. Em 1950 concluiu seus estudos no Liceu da Universidade de Antioquia. Em 1951 mudou-se para Bogotá onde realizou sua primeira exposição individual.

Em 1952, Botero viajou para a Espanha e estuda na Academia de San Fernando de Madri, além de frequentar o Museu do Prado, onde estudava e copiava as obras de Diego Velásquez e Francisco de Goya.  Entre 1953 e 1955 viajou pela França e Itália, onde em Florença, na Academia de San Marco, estudou História da Arte, pintura e as técnicas dos afrescos do Renascimento italiano, que deixou influência em suas obras.

De volta à Colômbia, em 1955, Botero participou da exposição na Biblioteca Nacional. No ano seguinte viajou para o México, quando estudou os murais dos artistas Diego Rivera e José Clemente. Em 1957 visitou os Estados Unidos, quando realizou sua primeira exposição individual. Com 26 anos foi nomeado professor de pintura da Escola de Belas Artes da Universidade Nacional de Bogotá. Em 1961 fixou residência em Nova Iorque. Nessa época começou a ampliar o volume de seus personagens. Em 1965 abriu seu estúdio na cidade. É dessa época a obra “Mona Lisa” (1963), uma releitura da Mona Lisa, de Leonardo da Vinci.

Fernando Botero
Mona Lisa (1963)

Fernando Botero passou a realizar exposições em diversas partes do mundo. Em 1971 alugou um apartamento em Paris e dividiu seu tempo entre Paris, Bogotá e Nova York. Em 1973 fixou residência definitivamente em Paris. Nessa época criou sua primeira escultura. No início, suas obras revelam certas características do muralismo mexicano e do Renascimento italiano. Mais tarde, essas influências vão desaparecendo e suas obras assumem um estilo próprio, figurativo, com personagens volumosos e inconfundíveis. Desse período destacam-se: "Rubens e sua Esposa" (1965), “A Família Presidencial” (1967), “O Casal Arnolfini” (1978) uma releitura da obra de Jan van Eyck, “Four Musicians” (1984) e “Four Women” (1987).

Fernando Botero
Família Presidencial (1967)

Politizado e muito preocupado com a violência na América Latina, Botero realizou a série “Dores da Colômbia, com 36 desenhos, 25 pinturas e 6 aquarelas que colocam em evidência a violência causada pelos conflitos naquele país envolvendo os guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Entre as telas destaca-se “El Cazador” (1999) e "Una Madre"  (2001).

Fernando Botero
Una Madre (2001)

Em 2005, Fernando Botero realizou uma série de pinturas que retratam as torturas cometidas por soldados norte-americanos contra os prisioneiros de Abu Ghraib, prisão iraquiana, onde o artista evidencia o sofrimento da guerra. Entre outros temas de suas obras destacam-se: o circo, os bailarinos, os músicos e os cavalos. Diversas esculturas, doadas pelo artista, produzidas em grandes dimensões e corpulentas, povoam os parques e praças públicas de Medellín, entre elas: “Cavalo”, “Esfinge”, “Cabeça”, “Mão”, “Soldado Romano”, “Gato”, “Mulher Reclinada”, “Maternidade” e “Homem Caminhante”.

Fernando Botero
Cavalo (2006)

Fernando Botero  foi casado com Glória Zea (que foi ministra da Cultura da Colômbia), com quem teve três filhos. Com sua segunda esposa, Cecília Zombrano teve um filho. Desde 1978, Botero está casado com a grega Sophia Vari. O artista vive hoje entre Mônaco, Nova York, Itália e sua casa de campo em Antioquia, na Colômbia. Suas obras estão espalhadas por diversas cidades e museus do mundo todo.

Veja também as biografias de:
  • Gabriel García Márquez (1927-2014) foi um escritor colombiano. Autor do livro...
  • Pablo Escobar (1949-1993) foi um narcotraficante colombiano, chefe do Cartel...
  • J Balvin (1985) é um cantor e compositor colombiano, um importante representa...
  • Juan Manuel Santos (1951) é um político colombiano, presidente da Colômbia de...
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...
  • Pablo Picasso (1801-1973) foi um pintor espanhol. A Pomba da Paz, Guernica, L...
  • Vincent van Gogh (1853-1890) foi um importante pintor holandês, um dos maiore...
  • Cândido Portinari (1903-1962) foi um pintor brasileiro, um dos principais nom...
  • Di Cavalcanti (1897-1976) foi pintor brasileiro. Um dos primeiros artistas a...
  • Rafael Sanzio (1483-1520) foi um pintor italiano, uma das grandes expressões...

Última atualização: 07/05/2018