Diego Velázquez

Pintor espanhol

Biografia de Diego Velázquez

Diego Velásquez (1599-1660) foi um pintor espanhol, um dos maiores nomes do Barroco europeu. Foi o pintor da corte de Felipe IV da Espanha.

Diego Rodriguez de Silva Velázquez nasceu em Sevilha, Espanha, no dia 6 de junho de 1599. Em 1611 iniciou um aprendizado no atelier de Francisco Pacheco que se prolongou por seis anos. Em 1617 obteve a licença de pintor. Em 1618 casa-se com Joana, filha de Francisco Pacheco.

Ainda adolescente, pintou algumas obras religiosas, entre elas: “Jesus em casa de Marta e Maria” (1618), Imaculada Conceição (1619) e Adoração dos Magos (1619), obras de um realismo incomum e com belos efeitos de claro e escuro:

diego velázquez
Imaculada Conceição (1619)

diego velázquez
Adoração dos Magos (1619)

Em 1621, Velázquez concluiu sua obra prima, O Agueiro de Sevilha, na qual o artista ja se destacava pela exploração do contorno e dos contrastes ilusionistas de luz e sombra:

Velázquez
O Agueiro de Sevilha (1621)

Em 1622 realiza o retrato de Francisco Pacheco. Em 1623 ele foi chamado a Madrid pelo conde de Olivares, um sevilhano bastante influente nos assuntos de Estado, para pintar um retrato do Rei Filipe IV :

Francisco pacheco
Retrato de Francisco Pacheco (1622)

filipe IV
Retrato do Rei Filipe IV (1623)

Com fama de bom retratista, logo Velázquez se tornou pintor do rei. A partir de então, sua tarefa passou a ser a de retratar o soberano e também alguns membros da corte, começando assim o que se tornaria em longa e prestigiosa carreira na corte de Felipe IV.  Um dos mais destacados retratos da nova função foi o quadro Felipe IV com Armadura (1628) :

Velázquez
Felipe IV com Armadura (1628)

Ainda em 1628, Velázquez pinta o Triunfo de Baco, que representa o deus Baco e a celebração majestosa do personagem mitológico e a cena da vida real. Velázquez trabalhava com modelos ao vivo e produziu cenas ricas em detalhes, movimentos e perspectivas:

Velázquez
Triunfo de Baco (1628)

Em 1629, seguiu para Gênova, Itália, em sua primeira viagem ao país. Ele visita Milão, Veneza, Ferrara e Bolonha. Em janeiro de 1630, vai a Roma.

No início de 1631, Velázquez voltou a Madrid e pelos vinte anos seguintes se ocupou quase sempre em retratar as mesmas pessoas da corte. As obras eram produzidas no estúdio, dentro do palácio.

Além dos retratos oficiais dos membros da família real, Velázquez pintava os retratos privados e os anões e bobos da corte. A imagem mais solene é a tela Felipe IV a Cavalo (1635), que se encontra no Museu do Prado, em Madrid:

Velázquez
Felipe IV a Cavalo (1635)

Em 1643 Diego Velázquez é nomeado Cavalheiro da Câmara do Rei da Espanha. Em 1649 faz sua segunda viagem à Itália para comprar obras de arte em nome do rei. É recebido em Veneza, na corte de Modena, em Roma e em Nápoles.

Em janeiro de 1650 é admitido na Academia de San Luca. Em março, expõe no Pantheon o “Retrato de Juan de Pareja”. Em julho, pinta o Retrato de Inocêncio X :

Velázquez
Papa Inocêncio X (1650)

De volta a Madrid, é nomeado chefe de gabinete do palácio do rei e assume a decoração de todos os palácios reais, porém, continua com seus trabalhos de pintura. São dessa época os retratos da Rainha D. Mariana (1652-1653) e da Infanta D. Maria Teresa (1652-1653), que mais tarde se tornaria rainha da França:

diego velazquez
Rainha D. Mariana (1653)

diego velazquez
Infanta D. Maria Teresa (1653)

Em 1657, Velázquez pintou outra obra-prima, o Autorretrato com a Família de Felipe IV, a tela As Meninas, que está exposto no Museu do Prado, em Madrid:

Velázquez
As Meninas (1657)

Em 1660, Diego Velázquez vai para a fronteira com a França para supervisionar a construção de um pavilhão, onde Felipe IV e Luís XIV devem se encontrar para assinar um acordo de paz. Porém, não conclui a obra.

Diego Velázquez faleceu em Madrid, Espanha, no dia 6 de agosto de 1660.  

Veja também as biografias de:
  • Pablo Picasso (1801-1973) foi um pintor espanhol. A Pomba da Paz, Guernica, L...
  • Salvador Dalí (1904-1989) foi um pintor espanhol que se destacou por suas com...
  • Joan Miró (1893-1983) foi um importante pintor, gravador, escultor e ceramist...
  • Francisco de Goya (1746-1828) foi um dos maiores mestres da pintura espanhola...
  • El Greco (1541-1614) foi um pintor espanhol de origem grega, um expoente máxi...
  • Juan Gris (1887-1927) foi um pintor e escultor espanhol, contemporâneo de Pic...
  • Federico García Lorca (1898-1936) foi um poeta e dramaturgo espanhol. É consi...
  • Antonio Machado (1875- 1939) foi um poeta espanhol, vinculado à “Geração de 9...
  • Vicente Yáñez Pinzón (1462-1514) foi um navegador e explorador espanhol. Coma...
  • Antonio Banderas (1960) é um ator espanhol, descoberto por Pedro Almodóver, a...

Última atualização: 28/06/2019

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.