Diego Rivera

Pintor mexicano

Biografia de Diego Rivera

Diego Rivera (1886-1957) foi um artista plástico mexicano, um dos mais importantes pintores do “Muralismo Mexicano”.

Diego María de la Concepción Juan Neponuceno Estanislao de la Rivera y Barrientos Acosta y Rodrigues (1886-1975) nasceu na cidade de Guanajuato, no México, no dia 8 de dezembro de 1886. Aos seis anos de idade mudou-se com a família para a cidade do México. Aos 10 anos iniciou seus estudos na Escola de Belas Artes de San Carlos na capital mexicana.

Entre 1907 e 1921 estudou em vários países da Europa, especialmente na Espanha, França e Itália. Sua entrada na modernidade ocorreu quando permaneceu em Paris, em 1911, e entrou em contato com as obras de Seurar, Gauguin e Cézanne. Em 1913, foi para Toledo, na Espanha, onde confirmou seu interesse pela arte de vanguarda europeia (cubismo e expressionismo) abandonando o estilo acadêmico. Nessa época, inicia uma série de retratos e paisagens cubistas. São desse período as obras “Retrato de Martins Luís Guzman” e “O Guerrilheiro” (1915). As telas e os vários desenhos a lápis dessa época foram considerados obras-primas do cubismo.

Em 1921, Diego Rivera retorna ao México, e identificado com os ideais revolucionários de seu país, junto com o artista David Alfaro Siqueiros, se dedicou a estudar as formas primitivas dos astecas e da cultura maia, que veio a influir de maneira significativa em sua obra posterior. Com a colaboração de Siqueiros e de José Clemente Orozco, Rivera fundou o Sindicato de Pintores, fazendo surgir o “Movimento Muralista Mexicano”, de profunda raiz indigenista.

Durante a década de 20, recebeu numerosas encomendas do governo mexicano para realizar grandes murais. Em 1922, pintou seu primeiro mural no “Anfiteatro da Escola Nacional Preparatória”. Com cores vivas e cenas de um realismo vigoroso e popular, criou um estilo nacional que refletia a história do povo mexicano, desde a época pré-colombiana até a Revolução.

Entre 1923 e 1928 realizou gigantescos murais na “Secretaria de Educação Pública” e na “Escola Nacional de Agricultura de Chapingo”, onde representou sua particular visão da revolução agrária do México fazendo uso de estereótipos extraídos da pintura religiosa. Em 1929 pintou três paredes localizadas em frente à escadaria principal do “Palácio Nacional do México”.

Em seus murais, Diego Rivera refletia a sua adesão às causas socialistas e sempre reafirmou sua condição de artista comprometido politicamente. Foi um dos fundadores do Partido Comunista Mexicano. Entre 1927 e 1928 visitou a União Soviética. Em 1929 casa-se com a artista mexicana Frida Kahlo, também militante do Partido Comunista, que havia sido sua modelo.

Entre 1930 e 1934, Diego Rivera reside nos Estados Unidos. Nesse período realiza um mural no pátio interno do “Instituto de Artes de Detroit” (1932-1933) e um grande mural para o “Rockfeller Center de Nova Iorque”, com o tema “O Homem na Encruzilhada”, uma alegoria com a figura de Lenin em um lugar de destaque, o que provocou uma grande polêmica na imprensa americana. Com a recusa de Rivera de suprimir a figura do líder soviético, a obra foi destruída. De regresso ao México, em 1934, pintou o mesmo mural no 3º andar do “Palácio de Belas Artes”, com o título “O Homem Controlador do Universo”. Em 1936, solicitou asilo político para Trotsky, o que se consolidou no ano seguinte.

Entre 1936 e 1940 se dedicou a pintura de paisagens e retratos. Em 1946 pintou o polêmico mural “Sonho de Uma Tarde Dominical na Alameda”, onde colocou a frase “Deus não existe”. Em 1950 ilustrou o livro Canto Geral de Pablo Neruda. Em 1952 realizou o mural “A Universidade, a Família Mexicana, a Paz e a Juventude Desportista”, no Estádio Olímpico. Em 1953, com pequenos azulejos de vidro, pintou sua obra-prima no "Teatro dos Insurgentes", na cidade do México.

Diego Rivera faleceu em sua casa (convertida em Casa Estúdio Diego Rivera) na cidade do México, México, no dia 24 de novembro de 1957.

Veja também as biografias de:
  • Roberto Gómez Bolaños (1929-2014) foi um humorista mexicano, escritor, ator p...
  • Carlos Fuentes (1928-2012) foi um escritor mexicano, considerado um dos maior...
  • Octávio Paz (1914-1998) foi poeta e pensador mexicano. Ganhou o Prêmio Nobel...
  • Pancho Villa (1878-1923) foi um revolucionário mexicano, um dos mais destacad...
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...
  • Pablo Picasso (1801-1973) foi um pintor espanhol. A Pomba da Paz, Guernica, L...
  • Cândido Portinari (1903-1962) foi um pintor brasileiro, com quase cinco mil o...
  • Vincent van Gogh Van Gogh (1853-1890) foi um importante pintor holandês, um dos maiores repres...
  • Di Cavalcanti (1897-1976) foi pintor brasileiro. Um dos primeiros artistas a...
  • Rafael Sanzio (1483-1520) foi um pintor italiano, uma das grandes expressões...

Última atualização: 12/08/2016