Roberto Gómez Bolaños

Ator mexicano
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de Roberto Gómez Bolaños

Roberto Gómez Bolaños (1929-2014) foi um humorista mexicano, escritor, ator e produtor de cinema, televisão e teatro. Ficou famoso mundialmente por interpretar os personagens "Chaves" e "Chapolin".

Roberto Gómez Bolaños nasceu na Cidade do México, México, no dia 21 de fevereiro de 1929.

Origem

Filho de um ilustrador de jornais e pintor, Roberto esteve sempre envolvido com o mundo das artes. Apesar de ter estudado engenharia elétrica, nunca exerceu a profissão.

Carreira

Com 22 anos trabalhou como redator em uma agência publicitária. Entre o final da década de 1950 e início de 1960, foi roteirista dos programas Cómicos y Canciones e El Estudio de Pedro Vargas, que alcançaram o primeiro lugar em audiência.

O programa Chespirito

Em 1968, foi contratado por um canal de televisão mexicano, onde participou de uma série semanal atuando durante de 30 minutos.

Com o sucesso do quadro, o programa ganhou mais meia hora e passou a se chamar Chespirito apelido que Roberto recebeu de um diretor de cinema que comparava seus textos aos de Shakespeare.

Aos poucos foram introduzidos novos personagens que levantavam cada vez mais a audiência.

O nascimento de Chapolin Colorado

No dia 1 de setembro de 1972, foi ao ar o personagem “Chapolin Colorado”, onde interpretava um anti-herói que, com os seus superpoderes, parodiava os heróis norte-americanos.

O personagem repetia frases que viraram bordões, entre elas, “Não contavam com minha astúcia”, “Sigam-me os bons” e “Se aproveitam da minha nobreza”. A série teve seu último episódio gravado em 14 de outubro de 1979.

Chapolin

A criação de Chaves

O personagem “Chaves” surgiu logo em seguida. No dia 20 de junho de 1971 foi ao ar o primeiro episódio onde Roberto fazia o papel de um garoto travesso de oito anos, que morava em uma vila.

Seus bordões que ficaram famosos foram: “Foi sem querer querendo”, “Isso, isso, isso” e “Era exatamente o que eu ia dizer”.

A série teve seu último episódio gravado no dia 6 de janeiro de 1980. Os programas fizeram sucesso em diversos países. No Brasil, eles estão no ar desde 1984 exibidos no SBT (Sistema Brasileiro de Televisão).

A vida profissional além de Chaves e Chapolin

Além de atuar nas séries televisivas, Roberto Gómez Bolaños escreveu novelas e peças teatrais. Também escreveu, produziu, dirigiu e atuou em diversos filmes e compôs as músicas cantadas nos episódios de Chaves e Chapolin.

Reconhecimento

Em 2000, Roberto Bolaños foi homenageado, junto com todo o elenco de Chaves e Chapolin, pela Televisa, com um programa para comemorar os 30 anos dos seriados. O especial foi intitulado Não contavam com minha astúcia.

Em 2012, em comemoração aos 40 anos de carreira do artista, foi organizado um evento chamado América celebra a Chespirito que ocorreu em 17 países, entre eles, México, Brasil, Argentina, Peru, Colômbia, Equador, Guatemala, Estados Unidos e Nicarágua.

Em 2013, Bolaños foi condecorado com o prêmio Ondas Ibero-americanas pela trajetória destacada na televisão mundial.

Vida pessoal

O artista foi casado durante vinte anos com Graciela Fernández Pierre, com quem teve seis filhos. Em 2004 casou-se com Florinda Meza, a atriz que interpretou a Dona Florinda no seriado Chaves.

Morte

Roberto Goméz Bolaños faleceu em Cancún, no México, no dia 28 de novembro de 2014, em consequência de problemas respiratórios e da diabetes.

Dilva Frazão
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Diego Rivera (1886-1957) foi um artista plástico mexicano, um dos mais import...
  • Carlos Fuentes (1928-2012) foi um escritor mexicano, considerado um dos maior...
  • Octávio Paz (1914-1998) foi poeta e pensador mexicano. Ganhou o Prêmio Nobel...
  • Pancho Villa (1878-1923) foi um revolucionário mexicano, um dos mais destacad...
  • Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros (1978-2021) foi um ator, humorista e...
  • Arthur Aguiar (1989) é um ator, cantor e compositor brasileiro. Interpretou D...
  • Grande Otelo (1915-1993) foi um dos mais destacados atores brasileiros do séc...
  • Pedro Cardoso (1961) é um ator, redator, roteirista e humorista brasileiro, q...
  • Antônio Fagundes (1949) é um ator, diretor e produtor brasileiro. Com 14 anos...
  • Antonio Banderas (1960) é um ator espanhol, descoberto por Pedro Almodóver, a...