Joan Miró

Pintor espanhol

Biografia de Joan Miró

Joan Miró (1893-1983) foi um importante pintor, gravador, escultor e ceramista espanhol. Um criador de formas, figuras coloridas, imaginárias e símbolos próprios formados por manchas e por linhas carregadas que caracterizou toda sua obra.

Joan Miró (1893-1983) nasceu em Barcelona, na Espanha, no dia 20 de abril de 1893. Desde pequeno demonstrou o gosto pela pintura. Ingressou na Escola de Belas Artes de Barcelona, mas com 14 anos, pressionado pela família teve que abandonar os estudos de artes. Estudou comércio e trabalhou dois anos como balconista em uma farmácia, até sofrer uma crise nervosa. Buscando se convalescer, passou um longo período na casa da família na aldeia de Mont-Roig del Camp.    

Em 1912, pretendendo retomar aos estudos, voltou para Barcelona e ingressou na Academia de Artes, dirigida por Francisco Gali, que o apresentou às últimas tendências artísticas europeias. Inicialmente, Miró apresentou uma pintura com um estilo expressionista, com influencias fauvistas e cubistas, com tendências de distorcer formas e usar cores pouco reais que destruíam os valores tradicionais.

Entre 1915 e 1919, Miró vivia entre Mont-Roig e Barcelona. Em 1918 realizou sua primeira exposição individual. Em 1919 foi para Paris, onde conheceu Picasso e Tristan Tzaia, um dos iniciadores do Dadaísmo. Aos poucos sua pintura evoluiu em direção a uma maior definição de forma, eliminando o forte contraste de luz. Nesse período enfrentou dificuldades para vender seus quadros.

Em 1924, a pintura de Joan Miró recebe influencia do Movimento Surrealista que acabara de surgir em Paris, e buscava usar o potencial do subconsciente como fonte de imagens fantásticas. Nessa época, Miró apresentava cenas oníricas e paisagens imaginárias. Nesse período destaca-se a tela “O Carnaval de Arlequim”. A obra foi baseada em desenhos feitos em estado de alucinação induzidos pelas dificuldades e pela fome que atravessava.

O Carnaval de Alerquim

O Carnaval de Arlequim (1925)

Em 1926, Joan Miró participou da primeira exposição Surrealista. Em 1928, vende diversas obras. O Museu de Arte Moderna adquiriu duas telas do pintor. Após uma viagem aos Países Baixos, onde estudou a pintura dos realistas do século XVII, fez ressurgir os elementos figurativos em sua obra. É dessa época a tela “O Interior Holandês”, uma das pinturas mais marcantes do artista.

O Interior Holandês

O Interior Holandês (1928)

Por volta dos anos 30, seus horizontes artísticos se ampliaram. Miró tornou-se mundialmente famoso, expondo regularmente em galerias francesas e americanas. Ele ilustrou livros, fez cenários para balé, passou a interessar-se por colagem e murais e seu grafismo se reduziu a linhas, pontos e manchas coloridas. No fim da dessa década, quando eclodiu a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), Miró estava em Paris, e sua produção artística foi fortemente influenciada pelos horrores da guerra.  Pintou cartazes de propaganda política e idealizou o painel “O Ceifeiro”, que seria apresentado ao lado do célebre painel “Guernica”, de Pablo Picasso, no pavilhão da Exposição Internacional de Paris.

No começo da Segunda Guerra Mundial, Miró volta para a Espanha. Nessa época conclui “Constelação”. A partir de 1944, inicia uma série de murais para o edifício da UNESCO, em Paris, e para a Universidade de Harvard. Entre fevereiro de 1947 e abril de 1959, o artista fez três viagens aos Estados Unidos, onde o expressionismo abstrato lhe causou forte impressão. Em 1954, ganha o prêmio de gravura na Bienal de Veneza. Em 1956, mudou-se para a ilha de Maiorca, onde instalou um estúdio, na cidade de Son Abrines. Em 1959, o mural que realizou para UNESCO ganhou o Prêmio Internacional da Fundação Guggenheim. Em 1975, abriu a Fundação Miró, em Barcelona. Em 1980, recebeu a Medalha de Ouro de Belas Artes, do rei Juan Carlos.

Joan Miró faleceu em Palma de Maiorca, na Espanha, no dia 25 de dezembro de 1983.

Veja também as biografias de:
  • Pablo Picasso (1801-1973) foi um pintor espanhol. A Pomba da Paz, Guernica, L...
  • Salvador Dalí (1904-1989) foi um pintor espanhol que se destacou por suas com...
  • Francisco de Goya (1746-1828) foi um dos maiores mestres da pintura espanhola...
  • Diego Velázquez Diego Velásquez (1599-1660) foi um pintor espanhol, um dos maiores nomes do B...
  • El Greco (1541-1614) foi um pintor espanhol de origem grega, um expoente máxi...
  • Juan Gris (1887-1927) foi um pintor e escultor espanhol, contemporâneo de Pic...
  • Federico García Lorca (1898-1936) foi um poeta e dramaturgo espanhol. É consi...
  • Antonio Machado (1875- 1939) foi um poeta modernista espanhol...
  • Vicente Yáñez Pinzón (1462-1514) foi um navegador e explorador espanhol. Coma...
  • José Ortega y Gasset (1883-1955) foi um filósofo, jornalista e ativista polít...

Última atualização: 06/03/2018