Joan Miró

Pintor espanhol

Biografia de Joan Miró

Joan Miró (1893-1983) foi um importante pintor, gravador, escultor e ceramista espanhol. Contemporâneo do Fauvismo e do Cubismo, criou sua própria linguagem artística e retratou a natureza da forma como faria o homem primitivo ou uma criança. Foi um dos mais destacados representantes do Surrealismo.

Joan Miró nasceu em Barcelona, na Espanha, no dia 20 de abril de 1893. Desde pequeno mostrou o gosto pela pintura. Ingressou na Escola de Belas Artes de Barcelona, mas com 14 anos, pressionado pela família teve que abandonar os estudos de artes.

Juventude

Joan Miró estudou comércio e trabalhou dois anos como balconista em uma farmácia, até sofrer uma crise nervosa. Buscando se convalescer, passou um longo período na casa da família na aldeia de Mont-Roig del Camp.    

Em 1912, seus pais consentiram que ele retornasse aos estudos. Voltou para Barcelona e ingressou na Academia de Artes, dirigida por Francisco Gali, que o apresentou às últimas tendências artísticas europeias.

Início de carreira

Entre 1915 e 1919, Miró viveu entre Mont-Roig e Barcelona. Em 1918 realizou sua primeira exposição individual. Em 1919, depois de completar os seus estudos, foi para Paris, onde conheceu Picasso e entrou em contato com as tendências modernistas como o Fauvismo e o Dadaísmo.

No início da década de 20, Miró conheceu o fundador do Movimento Surrealista, André Breton. Em 1924, sua pintura recebe a influência surrealista, cujos símbolos fluíam do subconsciente como fonte de imagens fantásticas e de sonho. Nesse período destacam-se as telas Maternidade (1924) e O Carnaval de Arlequim (1924-1925).

miró
Maternidade (1924)

miró
O Carnaval de Arlequim (1925)

Em 1926, Joan Miró participou da primeira exposição Surrealista. Em 1928, o Museu de Arte Moderna adquiriu duas telas do pintor. Neste mesmo ano, viajou para a Holanda e pintou duas obras: Interiores Holandeses I e Interiores Holandeses II.

miró
Interiores Holandeses I (1928)
miró
Interiores Holandeses II (1928)

Por volta dos anos 30, Miró tornou-se mundialmente famoso, expondo regularmente em galerias francesas e americanas. Ilustrou livros, fez cenários para balé, passou a interessar-se por colagem e murais e seu grafismo se reduziu a linhas, pontos e manchas coloridas.

No fim da década, quando eclodiu a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), Miró estava em Paris, e sua produção artística foi fortemente influenciada pelos horrores da guerra. É dessa época, The Ladder of Escape (1939).

miró
The Ladder of Escape (1939)

 Nessa época, Joan Miró pintou cartazes de propaganda política e idealizou o painel O Ceifeiro, que seria apresentado ao lado do célebre painel Guernica, de Pablo Picasso, no pavilhão da Exposição Internacional de Paris.

miró
O Ceifeiro 

No começo da Segunda Guerra Mundial, Miró deixou a França. Esteve em Mallorca e em seguida retornou para Barcelona. São desse período as 23 pequenas pinturas em papel que compõem a série Constelações, algumas de suas obras mais famosas. Entre elas destaca-se:

miró
Constelações (1941)

Mais tarde, em 1944, iniciou-se em cerâmica e escultura. Neste mesmo ano, iniciou uma série de murais para o edifício da UNESCO, em Paris, e para a Universidade de Harvard.

Entre fevereiro de 1947 e abril de 1959, o artista fez três viagens aos Estados Unidos, onde o expressionismo abstrato lhe causou forte impressão.

Em 1954, ganhou o prêmio de gravura da Bienal de Veneza. Em 1956, mudou-se para a ilha de Mallorca, onde instalou um estúdio, na cidade de Son Abrines. Em 1958, o mural que realizou para o edifício da UNESCO em Paris ganhou o Prêmio Internacional da Fundação Guggenheim.

Em 1963, o Museu Nacional de Arte Moderna de Paris realizou uma exposição de toda sua obra. Em 1975, criou a Fundação Miró, em Barcelona. Em 1980, recebeu a Medalha de Ouro de Belas Artes, do rei Juan Carlos.

Outras Obras de Joan Miró

miró
Mulher e Cachorro Diante da Lua (1925)
miró
Mulher e Pássaro ao Luar (1949)
miró
Mulher na Frente do Sol (1950)
miró
O Amanhecer (1968)

Joan Miró faleceu em Palma de Mallorca, na Espanha, no dia 25 de dezembro de 1983.

O Surrealismo te encanta? Então o artigo a seguir é para você! Desvende as biografias dos 10 principais artistas do Surrealismo

Veja também as biografias de:
  • Pablo Picasso (1801-1973) foi um pintor espanhol. A Pomba da Paz, Guernica, L...
  • Salvador Dalí (1904-1989) foi um pintor espanhol que se destacou por suas com...
  • Francisco de Goya (1746-1828) foi um dos maiores mestres da pintura espanhola...
  • Diego Velázquez Diego Velásquez (1599-1660) foi um pintor espanhol, um dos maiores nomes do B...
  • El Greco (1541-1614) foi um pintor espanhol de origem grega, um expoente máxi...
  • Juan Gris (1887-1927) foi um pintor e escultor espanhol, contemporâneo de Pic...
  • Federico García Lorca (1898-1936) foi um poeta e dramaturgo espanhol. É consi...
  • Antonio Machado (1875- 1939) foi um poeta espanhol, vinculado à “Geração de 9...
  • Vicente Yáñez Pinzón (1462-1514) foi um navegador e explorador espanhol. Coma...
  • Antonio Banderas (1960) é um ator espanhol, descoberto por Pedro Almodóver, a...

Última atualização: 25/07/2019

Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.