João Alfredo Correia de Oliveira

Político brasileiro

Biografia de João Alfredo Correia de Oliveira

João Alfredo Correia de Oliveira (1835-1919) foi um político brasileiro. O Conselheiro João Alfredo, foi Deputado Provincial, Deputado Geral, Senador do Império, Conselheiro de Estado, presidente das províncias do Pará e de São Paulo e presidente do Conselho de Ministros no reinado de Dom Pedro II.

João Alfredo Correia de Oliveira (1835-1919) nasceu no engenho São João, na ilha de Itamaracá, Pernambuco, propriedade de seu avô materno, no dia 12 de dezembro de 1835. Filho do Tenente Coronel Manuel Correia de Oliveira e de Joana Bezerra de Andrade viveu sua infância na casa grande do engenho Uruaé, propriedade de seus pais, em Goiana. Mais tarde transferiu-se para Olinda, onde fez seus estudos de Humanidades e Direito.

Depois de formado foi encaminhado à vida publica por seu sogro e tio João Joaquim da Cunha Rego Barros, que chefiava o partido conservador em Pernambuco. Foi delegado de polícia e promotor público no Recife. Exerceu o mandato de deputado na Assembléia Legislativa Estadual, de 1858 a 1861. Ainda em 1861, foi eleito pela primeira vez para a Assembléia Geral do Império e reeleito em 1868. No ano seguinte, por alguns meses, foi presidente da província do Pará.

Em 1870, João Alfredo inicia sua vida ministerial, convocado pelo Visconde de São Vicente, para fazer parte do 24º Gabinete Imperial, como Ministro do Império. O gabinete durou cinco meses, sendo substituído por outro chefiado pelo Visconde do Rio Branco. Esse gabinete foi o mais longo do império, de 1871 a 1875. Nele foi promulgada a Lei do Ventre Livre, em 28 de setembro de 1871, e determinado o primeiro censo da população do Império. Foi firmado o tratado que determinou os limites entre Brasil e Paraguai.

João Alfredo soube arregimentar na Assembléia um expressivo número de deputados que davam sustentação ao governo. Quando foi aprovada a Lei do Ventre Livre, ele contou com Pinto de Campos, não só produzindo um parecer preciso para o projeto de lei, como controlando a presença dos deputados nas reuniões da Assembléia.

Em 1876, foi eleito, na lista tríplice, para Senador do Império, assim como para o Conselho do Estado. Quando a Princesa Isabel se encontrava na Regência e se desentendeu com o Barão de Cotergipe, então presidente de Conselho do Império e conhecido por suas ideias escravocratas, João Alfredo assume o posto.

Entre agosto e outubro de 1885, exerceu a presidência de São Paulo, onde dedicou grande atenção aos problemas educacionais e a expansão da agricultura. Para o levantamento dos recursos naturais da província, cria o Instituto Geográfico e Geológico. Governou São Paulo numa época em que uma parte dos barões do café estavam distantes da monarquia, por considerá-la centralizadora.

João Alfredo foi convidado, em março de 1888, para organizar e instalar os 35 gabinetes Imperiais. Assumiu o compromisso de abolir a escravidão, organizando um ministério sobre o qual teria todo o controle. Finalmente João Alfredo apresentou o projeto, no qual, em um artigo decretava o fim da escravidão no Brasil, e no outro estabelecia que estavam revogadas as disposições em contrário. A sanção imperial se deu no dia 13 de maio.

D. Pedro II, ao ter notícia da promulgação da Lei Áurea, volta ao país, na ocasião em que já se discutia a sua sucessão. No dia 15 de novembro de 1889, era Proclamada a República. O imperador e sua família voltam para Portugal. João Alfredo continuou a viver no Rio de janeiro, e só volta a ocupar cargo público, no governo de Hermes da Fonseca, já idoso ocupou a presidência do Banco do Brasil. Não conseguiu concluir o livro de memórias políticas que desejava publicar. Seu arquivo se encontra na Biblioteca Central da Universidade Federal de Pernambuco.

João Alfredo Correia de Oliveira, o Conselheiro João Alfredo, morreu no Rio de janeiro, no dia 6 de março de 1919.

Veja também as biografias de:
  • Deodoro da Fonseca (Marechal) (1827-1892) foi um político e militar brasileir...
  • Tancredo Neves (1910-1985) foi político brasileiro. Eleito presidente do Bras...
  • Rui Barbosa (1849-1923) foi um político, diplomata, advogado e jurista brasil...
  • Eduardo Campos (1965-2014) foi um político brasileiro. Governador do Estado d...
  • João Pessoa (1878-1930) foi um político e advogado brasileiro, cuja morte por...
  • Aécio Neves (1960) é político e economista brasileiro. Foi deputado federal,...
  • Jânio Quadros (1917-1992) foi um político brasileiro. Foi presidente do Brasi...
  • Joaquim Nabuco (1849-1910) foi um político, diplomata, advogado e historiador...
  • José Sarney (1930) é um político brasileiro. Foi presidente da república de 1...
  • Barbosa Lima Sobrinho (1897-2000) foi político brasileiro. Foi Deputado Feder...

Última atualização: 16/05/2016