Cyro dos Anjos

Escritor brasileiro

Biografia de Cyro dos Anjos

Cyro dos Anjos (1906-1994) foi um escritor, jornalista, professor e funcionário público brasileiro. Foi considerado o romancista mais sutil e poético da geração literária de 30. O romance “O Amanuense Belmiro” (1937) figura na lista dos melhores textos da ficção do século XX.

Cyro Versiani dos Anjos, conhecido como Cyro dos Anjos, nasceu em Montes Claros, Minas Gerais, no dia 5 de outubro de 1906. Passou a infância na cidade natal, fazendo os estudos de forma irregular enquanto auxiliava o pai e os irmãos no comércio da família. Em 1923, foi para Belo Horizonte. Em 1927 iniciou-se no jornalismo e no ano seguinte matriculou-se na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, concluído o curso em 1932.

Em 1928, ainda estudante, trabalhou nos jornais: Diário da Tarde, Diário do Comércio, Diário da Manhã, na Tribuna e no Diário de Minas, e ingressou no funcionalismo público. Já formado, teve rápida passagem no foro de Monte Carlos, porém não se adaptou à profissão e retornou para Belo Horizonte, retomando o jornalismo e o cargo de funcionário público.

Cyro dos Anjos estreou na literatura com a publicação do romance “O Amanuense Belmiro” (1937), escrito em forma de diário, em linguagem cuidada, em tom de lirismo e certa melancolia, com leve toque de humor e o aprofundamento psicológico. Em 1945 publicou “Abdias” romance no mesmo processo, de forma ainda mais perfeita.

Cyro dos Anjos ocupou altos cargos públicos na esfera estadual, foi oficial de gabinete do secretário de finanças, oficial de gabinete do governador, diretor da Imprensa Oficial, membro do Conselho Administrativo do Estado e presidente do mesmo Conselho. Lecionou Literatura Portuguesa na Faculdade de Filosofia de Minas Gerais, entre 1940 e 1946. Em 1946 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde voltou a exercer funções públicas, agora na administração federal.

Durante o governo de do Presidente Eurico Gaspar Dutra, Cyro ocupou as funções de assessor do Ministro da Justiça, Diretor do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado (IPASE), chegando a presidente do mesmo Instituto em 1947. Em 1952, a convite do Itamarati, ministrou um curso de Estudos Brasileiros na Universidade do México e em seguida na Universidade de Lisboa. Nessa cidade, publicou o ensaio “A Criação Literária” (1954).

Em 1956, publicou “Montanha”, romance político, onde tenta apresentar um painel da atualidade brasileira. Entre os anos de 1957 e 1960 foi nomeado subchefe da Casa Civil do Governo Kubitschek. A partir de 1960 passou a residir em Brasília, quando assumiu a função de conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal. Foi um dos fundadores da Universidade de Brasília (1962), passando a ser professor da universidade e coordenador do Instituto de Letras.

Em 1963, publica “Exploração no Tempo” volume de crônicas memorialistas, um desenvolvimento da obra de mesmo nome, já publicada anteriormente. Publicou ainda “Poemas Coronários” (1964). No dia 1º de abril de 1969, foi eleito para a Cadeira n.º 24 da Academia Brasileira de Letras.

Cyro dos Anjos aposentou-se em 1976 e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde passou a ministrar um curso denominado “Oficina Literária”, na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Cyro dos Anjos faleceu no Rio de Janeiro (RJ), no dia 4 de agosto de 1994.

Veja também as biografias de:
  • Monteiro Lobato (1882-1948) foi escritor e editor brasileiro. "O Sítio do Pic...
  • Graciliano Ramos (1892-1953) foi um escritor brasileiro. O romance "Vidas Sec...
  • Ariano Suassuna (1927 - 2014) foi um escritor brasileiro. O Auto da Compadeci...
  • Aluísio Azevedo (1875-1913) foi um escritor brasileiro. "O Mulato" foi o roma...
  • Euclides da Cunha (1866-1909) foi um escritor brasileiro, autor da obra "Os S...
  • Mário de Andrade (1893-1945) foi um escritor brasileiro. Publicou "Pauliceia...
  • Oswald de Andrade (1890-1954) foi escritor brasileiro. Fundou junto com Tarsi...
  • Jorge Amado (1912-2001) foi um escritor brasileiro. O romance "Gabriela Cravo...
  • Érico Veríssimo (1905-1975) foi um escritor brasileiro. "Olhai os Lírio do Ca...
  • Luis Fernando Verissimo Luis Fernando Veríssimo (1936) é um escritor brasileiro. Famoso por suas crôn...

Última atualização: 24/01/2018

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.