John Watson

Psicólogo norte-americano
Por Dilva Frazão
Biblioteconomista e professora

Biografia de John Watson

John Watson (1878-1958) foi um psicólogo norte-americano que lançou as bases teóricas do "Behaviorismo Metodológico", teoria psicológica que tem por objetivo o estudo do comportamento.

John Broadus Watson nasceu em Greenville, Carolina do Sul, Estados Unidos, no dia 9 de janeiro de 1878. Cresceu em uma família religiosa, mas na idade adulta se opôs abertamente à religião.

Formação

Com 16 anos ingressou na Furman University e depois de cinco anos recebeu o grau de mestre.

Em seguida, Watson matriculou-se na Universidade de Chicago, onde estudou Psicologia e começou a desenvolver suas teorias baseadas no “Behaviorismo”.

Fortemente influenciado por Wladimir Bekhterev e Ivan Pavlov, usou os princípios da fisiologia experimental para examinar todos os aspectos do comportamento.

Em 1903 apresentou sua tese sobre a relação entre o comportamento dos ratos de laboratório e o sistema nervoso central. Recebeu o PhD em Neuropsicologia, permanecendo na universidade de Chicago como pesquisador.

Em 1908 passou a lecionar Psicologia Experimental e Comparada na John Hopkins, de Baltimore, onde instalou um laboratório de Psicologia Animal.

Behaviorismo

Em 1913, John Watson publicou um artigo sobre o “Behaviorismo”, intitulado “A Psicologia Como o Behaviorista a Vê”, conquistando grande notoriedade.

Na obra, Watson estabeleceu pela primeira vez de maneira radical os "princípios fundamentais do Behaviorismo":

  • -repúdio tanto à noção de consciência como ao método introspectivo,
  • -explicação do comportamento humano, cujo estudo devia ser realizado em laboratório, unicamente em termos de estímulos, proporcionados pelo ambiente,
  • -respostas - “de natureza inteiramente físico-química”.

As bases da nova corrente da Psicologia, eram contrárias à Psicologia de Freud, que ele considerava fantasiosa.

Watson desprezou também a hereditariedade como a responsável pelos diversos tipos de personalidade, que atribuía exclusivamente à experiência e ao condicionamento do comportamento.

Em 1914, com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, Watson interrompeu suas atividades profissionais e ingressou no exército, quando participou de uma campanha militar na França.

Em 1915 foi nomeado presidente da Associação Psicológica Americana (APA). Em 1918, retornou às suas investigações, estudando a primeira infância.

Em 1920, foi convidado a deixar a Universidade após vir a público o seu relacionamento com sua assistente Rosalie Rayner, enquanto estava casado com sua primeira esposa.

Watson e Rayner permaneceram juntos por 15 anos até a morte de Rayner com a idade de 36 anos.

Após sua demissão, John Watson ingressou em uma agência de publicidade, chegando ao cargo de presidente da J. Walter Thompson, uma das maiores empresas de publicidade dos Estados Unidos.

Paralelamente dedicou-se à divulgação de suas teorias, publicou: “Behaviorismo” (1925) e “Atendimento Psicológico de Lactentes e Crianças” (1928).

Últimos anos

Após sua aposentadoria, em 1945, John Watson passou a levar uma vida reclusa em uma fazenda em Connecticut. Em 1957, recebeu o “Prêmio da APA: Pelas Contribuições para a Psicologia”.

John Watson manteve o prestígio nos meios acadêmicos e suas ideias foram adotadas por numerosos especialistas americanos, porém, pouco antes de sua morte ele queimou grande parte de seus documentos e escritos inéditos.

John Watson faleceu em Nova Iorque, Estados Unidos, no dia 25 de setembro de 1958.

Dilva Frazão
É bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e professora do ensino fundamental.
Veja também as biografias de:
  • Abraham Maslow (1908-1970) foi um psicólogo norte-americano, conhecido pela T...
  • Carl Rogers (1902-1987) foi um psicologo norte-americano. Desenvolveu a Psico...
  • Burrhus Frederic Skinner (1904-1990) foi um psicólogo norte-americano, seguid...
  • Gordon Allport (1897-1967) foi psicólogo norte-americano. Autor do livro Pers...
  • William James (1842-1910) foi um filósofo e importante psicólogo norte-americ...
  • Frederick Herzberg (1923-2000) foi um psicólogo e importante professor norte-...
  • Daniel Goleman (1946) é um psicólogo, escritor e jornalista norte-americano,...
  • Henri Paul Hyacinthe Wallon (1879-1962) foi um psicólogo, filósofo, médico e...
  • Lev Vygotsky (1896-1934) foi um psicólogo bielo-russo que realizou diversas p...
  • Jean Piaget (1896-1980) foi um psicólogo suíço e importante estudioso da psic...