Giorgio Vasari

Pintor italiano

Biografia de Giorgio Vasari

Giorgio Vasari (1511-1574) foi um pintor, arquiteto e biógrafo italiano, produziu suas obras na fase mais tardia do Renascimento. Tornou-se famoso ao escrever biografias dos artistas da Renascença italiana, que se tornaram essenciais para a história desse período.

Giorgio Vasari nasceu em Arezzo, Florença, Itália, no dia 30 de julho de 1511. Ainda jovem, tornou-se discípulo de Guglielmo da Marsiglia, um pintor de vitais. Sob a proteção da família Medici, formou-se artisticamente em Florença, onde estudou no círculo de Andrea del Sarto.

Vasari tornou-se um admirador de Michelangelo e vivia em sua volta. Gostava de qualificar o pintor e sua arte como “divino”.

Seus conhecimentos teóricos e a rapidez com que trabalhava converteram-no em um dos mais requisitados pintores da época. Sua obra concebida nos moldes do maneirismo - termo popularizado e utilizado pela primeira vez pelo artista, como sinônimo de leveza e sofisticação.

Entre os seus trabalhos destacam-se os afrescos das paredes e do teto do Palácio Vecchio de Florença:

vasari

vasari

Em 1542, já muito bem sucedido, Vasari comprou um palacete em Arezzo, e com a ajuda de seus discípulos trabalhou na restauração e decoração entre 1542 até 1548. Após seu casamento com Niccolosa Bacci, o artista viveu ali até 1550, quando assumiu novos compromissos em Roma e depois em Florença. Hoje no local funciona o Museu e Casa Vasari:

vasari

Obras de Vasari em Roma

Em 1546, Vasari esteve em Roma para realizar afrescos no Palazzo dela Cancelleria, construído por Raffaele Riario, cardeal do papa Sisto IV. No salão central, Vasari pintou um enorme afresco, em exaltação ao papa Paulo III.

Depois de completar a obra em meros cem dias e de se gabar por ter terminado em tão pouco tempo, ouviu de Michelangelo “Da para perceber”.

vasari

vasari

Entre 1551 e 1553, ainda em Roma, Vasari  trabalhou com Jacopo Vignola na mansão do papa Júlio III, a Villa Giulia. Também contribuíram para a execução da obra os artistas, Bartolomeo Ammannati e Michelangelo.

A Villa Giulia, um exemplo delicado da arquitetura maneirista, foi construída em volta de uma fonte central, projetada e esculpida por Vasari e Ammannati e decorada com estátuas de mármore. A Villa Giulia é hoje o Museo Nazionale Etrusco.

vasari

vasari

Livro de Vasari

A fama de Vasari não se deve a seus afrescos ou obras arquitetônicas, mas a seu livro Vite dei più Eccellenti Pittori, Scultori ed Architetti Italiani (Vida dos mais Importantes Pintores, escultores e Arquitetos Italianos), publicado em 1550.

Suas viagens para quase todas as cidades da península itálica ofereceu-lhe oportunidade para ver as obras dos grandes mestres. O livro privilegia Florença, a cidade toscana que foi o centro inconteste do Renascimento, e só incluía um único artista ainda vivo ao tempo da publicação: o longevo Michelangelo, morto em 1564, aos 88 anos.

O livro de Vasari é basicamente uma coleção de biografias breves, com ensaios teóricos e uma seção que descreve as técnicas então usadas na pintura, na escultura e na arquitetura. Em 1566, Vasari lançou uma segunda edição expandida do livro, incluindo mais artistas.

Obras em Florença

Como arquiteto, Giorgio Vasari criou sua obra mais importante, quando em 1560, foi contratado pelo Grão-Duque da Toscana, Cosino I, para projetar o Edifício Uffizi, um prédio para alojar os serviços administrativos da Toscana.

O edifício projetado em forma de U foi construído ao lado do Palácio Vecchio e se constitui em um dos mais esplêndidos exemplos de arquitetura florentina do período maneirista.

vasari

Giorgio Vasari terminou o Edifício Uffizi em 1560 e no mesmo ano, por ocasião do casamento de Francesco I e Giovanna de Áustria, Vasari foi contratado para construir um corredor, que ficou conhecido como Corredor Vasariano.

Esse famoso corredor suspenso inicia no Palácio Vecchio, sede do poder político de Florença, atravessa todo o terceiro andar do edifício Uffizi, passa por cima da Ponte Vecchio, que liga as duas margens do rio Arno, segue ao longo da Igreja de Santa Felicitá, até chegar ao Palácio Pitti, residência da família Medici.

O Corredor Vasariano, com uma estrutura de 1 km, foi concluído em apenas cinco meses, possibilitando que a família Medici se locomovesse entre os dois palácios, longe da população da cidade.

vasari

Em 1581, por vontade do Grão-Duque Francesco I de Medici, filho de Cosino I, o edifício administrativo foi transformado em galeria (a famosa Galeria Uffizi), onde teve início a coleção mais antiga de autorretratos do século XVI, além de uma coleção de quadros do século XVII ao século XVIII.

Giorgio Vasari faleceu em Florença, Itália, no dia 27 de junho de 1574.

Veja também as biografias de:
  • Leonardo da Vinci (1452-1519) foi um pintor italiano. "Mona Lisa" foi uma das...
  • Rafael Sanzio (1483-1520) foi um pintor italiano, uma das grandes expressões...
  • Sandro Botticelli (1445-1510) foi um pintor italiano, considerado um dos maio...
  • Caravaggio (1571-1610) foi um pintor italiano, o mais revolucionário artista...
  • Ticiano (1489-1576) foi um pintor italiano, considerado um dos principais rep...
  • Amedeo Modigliani (1884-1920) foi um pintor e escultor italiano, conhecido co...
  • Giorgio Morandi (1890-1964) foi um dos maiores pintores italianos do século X...
  • Luca Signorelli (1445-1523) foi um pintor italiano. Sua obra-prima são os afr...
  • Michelangelo (1475-1564)foi um pintor, escultor e arquiteto italiano. É consi...
  • Giotto (1266-1337) foi um pintor e arquiteto italiano, autor do desenho do "C...

Última atualização: 05/08/2019