Vilfredo Pareto

Sociólogo francês

Biografia de Vilfredo Pareto

Vilfredo Pareto (1848-1923) foi um sociólogo, teórico político e economista italiano. Elaborou a teoria das elites dominantes e a teoria de que o comportamento político é essencialmente irracional.

Vilfredo Pareto (1848-1923) nasceu em Paris, França, no dia 15 de julho de 1848. Filho de um aristocrata italiano que tinha ido para exílio político na França. Em 1867 a família volta para a Itália. Graduou-se em Matemática e Física, em 1867, e em Engenharia, em 1870, no Instituto Politécnico de Turim. Trabalhou como Engenheiro em grandes empresas, chegando a diretor de uma companhia ferroviária italiana.

Em 1874 é nomeado diretor de uma siderúrgica em Florença. Nessa época, dedicou-se ao estudo da Sociologia, Economia, Filosofia e Política. Em 1889, Pareto se casa com a jovem russa, Dina Bakunin. Renuncia a sua função na siderúrgica e durante três anos se dedicou a escrever panfletos contra a política protecionista do governo italiano no mercado interno e suas políticas militares no exterior.

Nessa época, travou amizade com o economista Maffeo Pantaleoni, o que o levou a estudar economia pura. Em 1893, foi nomeado para a cadeira de Economia Política na Universidade de Lausanne, na Suíça. Em 1894 publica seu primeiro trabalho “Cours d’Economie Politique”, onde reuniu uma grande quantidade de comentários de outros economistas.

Dois anos depois, Vilfredo Pareto formulou sua polêmica lei da distribuição de renda, por meio da complicada fórmula matemática, onde tentou provar que a distribuição da renda e riqueza na sociedade não é aleatória e que segue padrão invariável no curso da evolução histórica em todas as sociedades, que depois foi chamada de “Lei de Pareto”.

Em 1906, publicou sua obra mais relevante “Manuale d’Economia Política”, onde suas ideias sobre as elites e irracionalismo já estavam bem desenvolvidas. Estabeleceu a teoria geral do equilíbrio econômico onde discutiu os três fatores de produção: capital, trabalho e recursos naturais. Nesse mesmo ano, desliga-se da Universidade e Turim e passa a se dedicar ao estudo da Sociologia, o que resultou na publicação de “Trattato di Sociologia Generale” (1916), no qual investiga a natureza e as bases da ação social e individual.

Ao longo de sua vida, foi um crítico ativo das políticas econômicas do governo italiano. Denunciava o protecionismo e o militarismo, que ele via como um dos maiores inimigos da liberdade. Em 1923, foi nomeado para um lugar no senado no governo de Mussoline, mas recusou-se a se tornar membro de fascismo. Nesse mesmo ano se separa de sua esposa e se casa com Jane Régis.

Vilfredo Pareto faleceu em Genebra, na Suíça, no dia 19 de agosto de 1923.

Veja também as biografias de:
  • Émile Durkheim (1858-1917) foi um sociólogo francês. É considerado o pai da S...
  • Pierre Bourdieu , (1930-2002) foi um importante sociólogo e pensador francês,...
  • Marcel Mauss (1872-1950) foi um sociólogo e antropólogo francês. Considerado...
  • Maurice Halbwachs ...
  • Betinho (1935-1997) foi um sociólogo brasileiro e ativista dos direitos human...
  • Zygmunt Bauman (1927-2017) foi um sociólogo, pensador, professor e escritor p...
  • Anthony Giddens (1938) é um sociólogo, conferencista e professor britânico, r...
  • Erving Goffman Erving Gojjman (1922-1982) foi um sociólogo, antropólogo e escritor canadense...
  • Herbert Marcuse (1898-1979) foi um sociólogo e filósofo alemão, um dos mais i...
  • Ferdinand Tönnies (1855-1936) foi um sociólogo alemão. Sua obra principal “Co...

Última atualização: 13/10/2015

Por Dilva Frazão
Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.