Viktor Frankl

Neuropsiquiatra austríaco criador da logoterapia
Doutora em Estudos da Cultura

Biografia de Viktor Frankl

Viktor Emil Frankl foi um reconhecido neuropsiquiatra austríaco que criou um método terapêutico chamado logoterapia. Ele nasceu em Viena (Áustria) no dia 26 de março de 1905.

Origem

Viktor Frankl nasceu no berço de uma família judaica em Viena. Seu pai era funcionário público e a família teve uma cotidiano confortável até a chegada da Primeira Guerra Mundial, em 1914.

Formação

Interessado em filosofia e psicologia, durante o ensino médio Viktor Frankl deu uma palestra chamada Sobre o sentido da vida. Ainda adolescente, ele trocou correspondências com Sigmund Freud para fazer o seu trabalho de conclusão de curso (o trabalho intitulado Sobre a Psicologia do Pensamento Filosófico, escrito em 1923).

Frankl entrou para a Faculdade de Medicina da Universidade de Viena e começou a estudar casos de depressão e suicídio. Aos 19 anos, publicou o seu primeiro artigo científico na revista International Journal of Individual Psychology.

Viktor Frankl
Retrato de Viktor Frankl 

Em permanente estudo, Viktor Frankl terminou o seu doutorado em 1930 e entrou para a equipe de funcionários de um hospital psiquiátrico em Viena onde se manteve entre 1933 e 1937 ajudando a prevenir casos de suicídio feminino. 

A logoterapia

A logoterapia é uma técnica psicoterápica que procura estimular os pacientes a buscarem o sentido da vida. Segundo essa corrente de pensamento, o homem é interpretado como o resultado de um conjunto entre o corpóreo, o psíquico e o espiritual.

Para Viktor Frankl, o homem está no centro e tem como impulso primário aquilo que chamou de "vontade de sentido", isto é, a vontade de descobrir o sentido da vida (que pode ser encontrado no amor, numa obra ou executando uma determinada tarefa).

O sentido da vida não é, portanto, algo dado a priori, mas algo que se descobre. Viver quer dizer assumir a responsabilidade de encontrar essas respostas para os problemas que a vida nos coloca e encontrar um sentido mais profundo que nos norteie. 

Perseguição nazista

Por ser judeu, Viktor foi obrigado a fechar o seu consultório particular depois do exército anexar a Áustria em 1938. Nessa época, tornou-se chefe do Vienna’s Rothschild Hospital.

Com a piora crescente do antissemitismo, Viktor Frankl e a sua família foram enviados em 1942 para o campo de concentração Theresienstadt. Em 1944 os membros da família Frankl que sobreviveram foram enviados para Auschwitz (onde a mãe e Tilly Grosser, a esposa de Viktor, foram assassinadas). 

Viktor Frankl campo de concentração
Viktor Frankl e a família foram enviados para o campo de concentração

Com um olhar observador, Viktor Frankl reparou no campo de concentração que aqueles que tinham um propósito maior para sobreviver aguentavam condições adversas por mais tempo. Ele próprio tentou se motivar desenvolvendo um manuscrito de um livro que começou a escrever antes de ir para o campo.

A vida depois do campo de concentração

Depois da abertura dos campos de concentração, em 1945, Viktor Frankl retornou para Viena e se tornou o chefe do departamento de Neurologia da General Polyclinic Hospital.

Frankl também começou a lecionar na Universidade de Viena (onde permaneceu até 1990) e em uma série de universidades americanas.

Seu legado fez com que em 1992 fosse fundado um instituto em Viena que carrega o seu nome (The Viktor Frankl Institute). 

Morte

Viktor Frankl faleceu em Viena no dia 2 de setembro de 1997 aos 92 anos, sendo vítima de um colapso cardíaco.

Obras de Viktor Frankl

As três obras mais consagradas de Viktor Frankl foram: 

  • A Psychologist Experiences the Concentration Camp, 1946 (Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração)
  • Man’s Search for Ultimate Meaning, 1997 (A busca do homem pelo significado final)
  • Recollections: An Autobiography,  1997 (Recordações: uma autobiografia)

Frases de Viktor Frankl

Tudo pode ser tirado de uma pessoa, exceto uma coisa: a liberdade de escolher sua atitude em qualquer circunstância da vida.

Nós podemos descobrir o significado da vida de três diferentes maneiras: fazendo alguma coisa, experimentando um valor ou o amor, e sofrendo.

Quando a situação for boa, desfrute-a. Quando a situação for ruim, transforme-a. Quando a situação não puder ser transformada, transforme-se.

Quem tem um "porquê" enfrenta qualquer "como".

Quando não podemos mais mudar uma situação, somos desafiados a mudar a nós mesmos.

Entrevista com Viktor Frankl

Confira uma entrevista concedida por Viktor Frankl disponível online:

Quer saber mais sobre a vida de Viktor Frankl? Então aproveite para ler o texto: A biografia de Viktor Frankl: 9 momentos marcantes da vida do criador da logoterapia.

Veja também as biografias de:
  • Alfred Nobel (1833-1896) foi o criador do Prêmio Nobel. Inventou a dinamite,...
  • Gregor Mendel (1822-1884) foi biólogo austríaco, descobridor das leis da gené...
  • Karl Popper (1902-1994) foi um filósofo austríaco que elaborou teorias que re...
  • Gustav Klimt (1862-1918) foi um pintor simbolista austríaco, líder do Movimen...
  • Ludwig Wittgenstein (1889-1951) foi um filósofo austríaco que contribuiu com...
  • Franz Schubert (1797-1828) foi um compositor erudito austríaco, conhecido pel...
  • Wilhelm Reich (1897-1957) foi um importante psiquiatra e psicanalista austría...
  • Johann Strauss (filho) (1825-1899) foi um importante músico, compositor e reg...
  • Joseph Haydn (1732-1809) foi um compositor austríaco, o primeiro nome do clas...
  • Robert Musil (1880-1942) foi um escritor austríaco, autor da obra prima, “Um...

Última atualização: 18/11/2019

Rebeca Fuks
Doutora em Estudos da Cultura
Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2010), mestre em Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013) e doutora em Estudos de Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa (2018).