Adônis

Mito grego da agricultura

Biografia de Adônis

Adônis foi um mito grego da agricultura, jovem mortal de grande beleza que tinham estreita relação com a terra. Embora a lenda de Adônis seja provavelmente de origem oriental, uma vez que “Adon” significa “senhor” em fenício, e esse povo havia sido grandes agricultores, mas foi na Grécia que sua lenda adquiriu maior significação.

De acordo com a tradição, o nascimento de Adônis foi fruto da relação incestuosa de Smirna (Mirra) e seu pai Téias, rei da Assíria - segundo uma versão da mitologia grega, que enganado pela filha com ela se deitou. Percebendo depois a trama, Téias tentou matá-la e Mirra pediu auxílio aos deuses, que a transformaram na árvore que tem seu nome. Da casca dessa árvore nasceu Adônis.

Adônis e Vênus

Ao conhecer Adônis, Vênus (a Afrodite dos gregos) ficou maravilhada com a beleza do menino, tomou-o sob sua proteção e o entregou Prosérpina, deusa dos infernos para que o criasse. Mais tarde, as duas deusas passaram a disputar a companhia do menino, e tiveram que se submeter à sentença de Zeus, que estipulou que ele passaria um terço do ano com cada uma delas, mas Adônis que preferia Afrodite permanecia com ela também o terço restante.

Certo dia, estando no bosque, Vênus anda pelas montanhas e chama seus cães, caça lebres e cervos. Alerta Adônis sobre o perigo dos animais que a natureza armou, e sobe em seu carro, puxado por cisnes e parte através dos ares. Adônis, porém, era demasiadamente altivo para seguir tais conselhos. Os cães haviam expulsado um javali de seu covil e o jovem lançou seu dardo, ferindo o animal de lado.

Morte de Adônis

O javali, que se acredita tenha sido Marte enciumado, arrancou com os dentes o dardo jogado por Adônis  e partiu para cimac cravou os dentes e feriu de morte o rapaz. Quando Vênus viu seu corpo sem vida, coberto de sangue curvou-se sobre ele e exclamou: A memória de meu sofrimento perdurará, e o espetáculo de tua morte e de tuas lamentações, meu Adônis, será anualmente renovado. Teu sangue será mudado numa flor, este consolo minguem pode negar-me.

Sem poder conter a tristeza pela morte do amante, Vênus instituiu uma cerimônia de celebração anual para lembrar sua tragédia e a prematura morte. Em Biblos, em cidades gregas no Egito, na Assíria, na Pérsia e em Chipre (a partir do século V a. C.) realizavam-se festivais anuais em honra de Adônis.

Durante os rituais fúnebres, as mulheres plantavam sementes de várias plantas floríferas em pequenos recipientes, chamados “jardins de Adônis”. Entre as flores mais relacionadas a este culto estavam as rosas, tingidas de vermelho pelo sangue derramado por Afrodite ao tentar socorrer o amante, e as anêmonas, nascidas do sangue de Adônis. A lenda do belo jovem e de Vênus serviu de inspiração para o pintor Peter Paul Rubens, na tela “Vênus e Adônis”.

pintura de Peter Paul Rubens
Vênus e Adônis 

Veja também as biografias de:
  • Aristóteles (384-322 a.C) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores...
  • Tales de Mileto (624 a.C.–558 a.C.) foi um filósofo, matemático e astrônomo g...
  • Sócrates (470 a.C.- 399 a.C.) foi um filósofo grego. “Conhece-te a ti mesmo”...
  • Pitágoras (582 - 497 a.C.) foi um matemático e filósofo grego. Autor do Teore...
  • Epicuro (341 a.C - 271 a.C) foi um filósofo da Grécia Antiga, o fundador do E...
  • Arquimedes (287-212 a.C.) foi um físico, matemático e inventor grego. A espir...
  • Esopo (séc. VI a.C) foi fabulista grego, criador do gênero literário chamado...
  • Heráclito (540 a.C. – 470 a.C.) foi um filósofo pré-socrático da Ásia Menor...
  • Claudio Ptolomeu Cláudio Ptolomeu (90-168) foi um cientista grego. Suas ideias sobre o Univers...
  • Homero (entre os séculos IX e VIII a. C.) foi um poeta épico da Grécia Antiga...

Última atualização: 16/11/2018

Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.