Esopo

Fabulista grego
Por Dilva Frazão

Biografia de Esopo

Esopo (séc. VI a.C) foi um fabulista grego, que teria vivido na Grécia antiga. Figura supostamente lendária, passou para a história como o primeiro criador de fábula.

Esopo, segundo uma biografia egípcia do século I a.C., conta que Esopo teria nascido provavelmente na região de Trácia, onde hoje se localiza a Turquia por volta do ano 550 a.C.

Segundo a lenda, ele teria sido vendido como escravo em Samos a um filósofo, que posteriormente lhe teria concedido alforria.

Na mesma época, Plutarco afirmou que Esopo teria sido conselheiro de Creso, rei da Lídia, e que costumava contar histórias sobre animais das quais extraía uma moral.

Viajou pelo mundo, tendo passado pelo Oriente Médio, Egito e Babilônia, o que teria enriquecido o gênero que inventou.

Foi-lhe atribuído um conjunto de pequenas estórias, onde os animais desempenhavam papéis que faziam sentido do ponto de vista moral, ou seja, eles tomavam o lugar dos homens, mas viviam os seus dramas comuns.

Esopo tornou-se célebre por suas fábulas, que chegaram até nos em número de 40 e são conhecidas hoje em todas as literaturas.

Demétrio de Falero, no século IV a.C., redigiu em prosa a primeira coletânea de fábulas atribuídas a Esopo. Mais tarde, no século I da era cristão, um escravo liberto chamado Fedro escreveu em latim diversos livros de fábulas que imitavam as de Espo e se tornaram igualmente célebres.

A coleção de Esopo era lida no século V em Atenas, uma das épocas de maior efervescência cultural grega. Seus escritos faziam parte da tradição oral, assim como as obras de Homero, por isso, só foram reunidas e escritas depois de 200 anos.

Os fabulistas medievais fizeram uso das fábulas de Esopo. O monge bizantino e humanista, do século XIV, Maximus Planudes, revisou as fábulas, que até então, eram atribuídas a monges bizantinos por conta do teor das estórias semelhantes ao teor moral dos evangelhos bíblicos.

Esopo inspirou muitos poetas medievais. As suas coleções de fábulas também influenciou La Fontaine, escritor e fabulista francês.

Entre os títulos mais famosos figuram:

  • A Raposa e as Uvas
  • A Lebre e a Tartaruga
  • A Cigarra e a Formiga
  • O Lobo e o Cordeiro
  • O Cachorro e o Hortelão
  • O Leão e o Rato
  • As Rãs Que Pediam Rei
  • A Rã e o Boi
  • Os Viajantes e o Urso
  • A Raposa e o Corvo

Frases de Esopo

  • Unidos venceremos. Divididos, cairemos.
  • Um pedaço de pão comido em paz é melhor do que um banquete comido com ansiedade.
  • Nenhum gesto de amizade, por muito insignificante que seja, é desperdiçado.
  • O amor constrói, a violência arruína.
  • Quem tudo quer, tudo perde.
  • Não se deve contar com o ovo quando ele está dentro da Galinha.

E torno da morte de Esopo surgiram várias lendas, uma delas diz que ele teria falecido em Delfos, lançado de um precipício sob a acusação de sacrilégio.

Última atualização: 09/03/2020

Dilva Frazão
Possui bacharelado em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.
Veja também as biografias de:
  • Jean de La Fontaine (1621-1695) foi poeta e fabulista francês. Autor das fábu...
  • Aristóteles (384-322 a.C) foi um importante filósofo grego. Um dos pensadores...
  • Sócrates (470-399 a.C.) foi um filósofo grego. “Conhece-te a ti mesmo” é a es...
  • Tales de Mileto (624-558 a.C.) foi um filósofo, matemático e astrônomo grego,...
  • Pitágoras (582 - 497 a.C.) foi um matemático e filósofo grego. Autor do Teore...
  • Arquimedes (287-212 a.C.) foi um físico, matemático e inventor grego. A espir...
  • Epicuro (341 a.C - 271 a.C) foi um filósofo da Grécia Antiga, o fundador do E...
  • Heráclito (540 a.C. – 470 a.C.) foi um filósofo pré-socrático da Ásia Menor...
  • Claudio Ptolomeu Cláudio Ptolomeu (90-168) foi um cientista grego. Suas ideias sobre o Univers...
  • Anaxímenes (585 a.C-524 a.C.) foi um filósofo grego, do período pré-socrático...