Antônio Conselheiro

Líder social e religioso brasileiro

Biografia de Antônio Conselheiro

Antônio Conselheiro (1830-1897) foi o líder do movimento religioso que reuniu milhares de seguidores no arraial de Canudos. Esteve à frente da resistência na “Guerra de Canudos”, que ocorreu na Bahia entre 1896 e 1897, e registrada no livro “Os Sertões” de Euclides da Cunha.

Antônio Vicente Mendes Maciel, conhecido como Antônio Conselheiro, nasceu na Vila do Campo Maior, em Quixeramobim, no Ceará, no dia 13 de março de 1830. Ficou órfão de mãe aos seis anos de idade. Estudou e gostava de ler. Foi caixeiro viajante e andou por várias cidades do Nordeste. Com 27 anos perdeu o pai e sem aptidão assumiu o armazém da família, por pouco tempo. Sustentava suas quatro irmãs. Passou a dar aulas numa fazenda da região e trabalhava em um cartório, onde exercia diversas funções.

Abandonado pela mulher, bem mais jovem que ele, entregou-se à vida errante fazendo pregações e dando conselhos. Percorreu várias cidades do Sertão do Nordeste, onde fez fama de milagreiro. Demonstrava grande entendimento religioso e conquistou uma multidão de fanáticos que afirmavam que Antônio Conselheiro era um profeta enviado de Deus.

Em 1874, Antônio Conselheiro e seus seguidores se instalaram no sertão da Bahia, perto da vila de Itapicuru de Cima, onde fundaram a primeira “cidade santa” o “Arraial do Bom Jesus”. Incomodado, o Bispo da região distribuiu circular proibindo os fiéis de assistirem as pregações, que eram vistas como subversivas. Em 1887, o presidente da província tentou internar o Conselheiro num hospício de alienados no Rio de Janeiro, mas não conseguiu vaga.

Em 1893, quando o governo central autorizou os municípios a efetuarem a cobrança de impostos no interior, Antônio Conselheiro se colocou contra essa decisão e mandou que a população queimasse os editais. O grupo com aproximadamente duzentos fiéis foi perseguido pela polícia, que foi derrotada. A perseguição continuou e finalmente o grupo se instalou em uma fazenda abandonada, às margens do rio Vaza-Barris, no norte da Bahia, conhecida como “Canudos”. A população do povoado de “Belo Monte” chegou a milhares de habitantes, que recuperaram a região, criavam animais e plantavam para consumo.

Canudos prosperou de forma incômoda para a polícia, para a igreja e para os grandes proprietários de terra. O governo continuou a perseguição e realizou diversas investidas. O primeiro ataque se deu em 1896, por iniciativa do governo da Bahia, o segundo se deu em 1897, comandado pelo Major Febrônio de Brito, e o terceiro nesse mesmo ano, comandado pelo Coronel Antônio Moreira, todos sem sucesso.

A quarta e maior expedição, comandada pelo General Arthur de Andrade Guimarães, que contava com 4 mil soldados, finalmente derrotou o povo de Canudos. Durante o ataque, milhares de pessoas foram assassinadas. O Conselheiro é preso e decapitado. No dia 05 de outubro de 1897, o arraial que contava com 5.200 casebres, foi completamente destruído e incendiado.  A tragédia da Guerra de Canudos foi acompanhada por Euclides da Cunha, então correspondente do jornal O Estado de São Paulo, e registrada em seu livro “Os Sertões”, publicado em 1902.

Antônio Conselheiro morreu em Canudos, Bahia, no dia 22 de setembro de 1897.

Veja também as biografias de:
  • Jesus Cristo foi o grande profeta. A figura central do Cristianismo...
  • Moisés Foi um líder religioso e profeta, a quem Deus revela as leis que formariam o...
  • Edir Macedo (1945) é um líder religioso e empresário brasileiro, fundador da...
  • José de Paiva Netto (1941) é um líder religioso, escritor, jornalista e radia...
  • Buda , que em hindu quer dizer "Iluminado", foi o nome dado a Siddhartha Gauta...
  • Helen Keller (1880-1968) foi uma escritora e ativista social norte-americana...
  • Frei Caneca (1779-1825) foi um religioso e revolucionário brasileiro. Apoiou...
  • Frei Galvão (1739-1822) foi o primeiro santo brasileiro. Foi Canonizado pelo...
  • Francisco Cardoso Ayres (1821-1870) foi religioso brasileiro. Foi nomeado Bis...
  • Dom Vital (1844-1878) foi um religioso capuchinho brasileiro. Foi bispo de Ol...

Última atualização: 13/03/2018

Possui bacharel em Biblioteconomia pela UFPE e é professora do ensino fundamental. Desde 2008 trabalha na redação e revisão de conteúdos educativos para a web.